Impeachment foi para tentar abafar as investigações da Lava Jato, diz Dilma

Dilma repete, sem parar: “É um golpe para abafar Lava Jato”

João Pedro Pitombo
Folha

A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta sexta-feira (dia 17) em Lauro de Freitas, cidade da Grande Salvador, que o processo de impeachment é uma tentativa de desmontar as ações de seu governo e interromper as investigações da Operação Lava Jato. Mais tarde, já no Recife, Dilma voltou a atacar seu afastamento e falou em “golpe mão de gato”.

“As razões de impeachment estão ficando cada vez mais claras para a população. É desmontar o governo que construímos ao longo dos últimos 13 anos. É querer diminuir o controle sobre todos os processos que levam à Lava Jato. É tentar negociar uma forma de interromper investigações”, afirmou na Bahia.

“VOLTA, QUERIDA” – As declarações foram dadas durante uma visita ao Centro Pan-americano de Judô, inaugurado há dois anos para preparação de atletas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro. No local, Dilma foi recebida por militantes petistas que gritavam “volta, querida”.

A presidente afastada chamou o processo de impeachment de “fraudulento e golpista”, afirmando que não cometeu crime de responsabilidade.

“Esse processo de impeachment é, sobretudo, um golpe que fica cada dia mais claro. Cada vez que passa o tempo, o julgamento será o julgamento que o povo brasileiro vai fazer. E esse julgamento deixa claro que esse é um processo que tem muito pouca base do que eles chamam de pedaladas fiscais”, disse.

PROGRAMAS SOCIAIS – Dilma voltou a criticar as ações do governo interino e acusou a atual gestão de querer “acabar com programas sociais”, reduzir os investimentos em saúde e educação e “entregar o patrimônio” do país com a mudança no modelo de exploração dos campos de petróleo do pré-sal.

Questionada sobre as novas delações, Dilma afirmou ser a favor das investigações, mas disse que não concorda com vazamentos seletivos e cm o uso da investigação de forma parcial “para atingir esse ou aquele”.

“Os excessos não são corretos. E fato de ter excessos tem que ser corrigido, mas não pode alegar que, com isso, você não investigue”, disso.

A MESMA CONVERSA – À tarde, já na capital pernambucana para lançamento do livro “A Resistência ao Golpe de 2016”, Dilma usou a expressão “golpe mão de gato” para diferenciar o termo do golpe militar de 1964.

“Eles insistem em dizer que não é golpe porque não derrubou a democracia como fizeram os militares. Mas é golpe, pois eles atacam as instituições democráticas como verdadeiros parasitas”, afirmou a petista em discurso para alunos e professores da Universidade Federal de Pernambuco.

Sem citar o nome do presidente interino, Michel Temer (PMDB), a petista disse que o remédio para “matar o parasita” era continuar mobilizando as forças que apoiam o retorno do seu governo.

“Nosso ataque não é sugar as instituições. O que mata o parasita é o oxigênio do debate. Vamos discutir em todos os lugares, principalmente, nas ruas”, disse.

DESMONTE DO GOVERNO –  Falando para uma plateia de alunos e professores que lotou os 240 lugares do auditório da UFPE, Dilma Rousseff criticou os planos da gestão Temer para a educação. Ao lado de Sérgio Rezende, ministro de Ciência e Tecnologia do governo Lula, ela disse que a área “deixou de ser prioridade do Palácio do Planalto”.

“O que temos hoje é um desmonte sistemático das instituições que nos levarão a retrocessos. Os ministérios da Educação e Ciência e Tecnologia, por exemplo, foram reduzidos ao status de secretaria, colocando em riscos programas como o ProUni e o Fies”, afirmou a presidente.

Os eventos fazem parte de uma série de viagens da presidente afastada por capitais do Nordeste, principal reduto eleitoral do PT.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Dilma está parecendo um disco rachado, repetindo sem parar a mesma coisa. A única novidade foi dizer que vai fazer um governo de salvação nacional, assim que voltar ao poder. E haja tarja preta… (C.N.)

2 thoughts on “Impeachment foi para tentar abafar as investigações da Lava Jato, diz Dilma

  1. Pelo menos uma coisa certa ela disse dessa vez: Queremos, sim, desmomtar o governo que o PT construiu ao longo dos últimos treze anos.
    Para tentar reverter a derrocada que ele produziu no Brasil. Só espero que ainda dê tempo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *