Ao contrário do que muitos esperam, a Lava-Jato não tem data para terminar

Deltan Dallagnol explica que a Lava Jato é imprevisível

Deu no Correio Braziliense

A operação Lava-Jato é “imprevisível” e, por isso, não é possível estabelecer um prazo para o fim das investigações. O recado foi dado pelo procurador da República Deltan Dallagnol. “É difícil prever o fim, mas poderia dizer que, com certeza, não existe um marco próximo para acabar”, disse, na contramão de recente discurso do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que defendeu que a operação tenha hora de parar.

Coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol não citou o nome do ministro do governo Michel Temer, mas disse que delações têm acontecido frequentemente, o que pode expandir o campo de trabalho dos procuradores. “As investigações são muito dinâmicas Quando elas se expandem, não dá para colocar um marco. É uma investigação em andamento e as investigações são muito dinâmicas, imprevisíveis”, disse.

NOVOS ELEMENTOS –  O procurador explicou que, quando os acordos de colaboração trazem novos elementos, a investigação avança. E como não é possível prever o rumo das investigações ou o conteúdo de eventuais novas delações, também não é possível prever o fim das investigações. “Sempre que você encontra uma nova ligação, você pode expandir a investigação para novas frentes”, disse.

Uma dessas frentes é a Caixa Econômica Federal. O banco estatal já está no radar dos procuradores desde a delação de André Vargas, mas a investigação vai aumentar, porque o ministro-relator Teori Zavascki homologou a delação de Fábio Cleto, ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa . A investigação neste banco federal está “em plena expansão”, segundo o procurador. “O grande esquema da Petrobras não é isolado. Não há razão para só existir na Petrobras”, disse.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – A reportagem do Correio fez uma “interpretação livre” das palavras de Eliseu Padilha. O ministro afirmou que a Lava Jato terá de atingir um ápice e depois refluir, o que é o óbvio, e até manifestou preocupação com a possibilidade de um refluxo do tipo Mãos Limpas, na Itália. Aqui no Brasil, o auge será a prisão de Lula, é claro, mas ainda deve demorar um pouco, até saírem as delações de Marcelo Odebrecht e Léo Pinheiro. (C.N.)

6 thoughts on “Ao contrário do que muitos esperam, a Lava-Jato não tem data para terminar

  1. O passarinho que recebe o Chavez me cantou que o Lula vai dançar na operação 34. Depois do impeachment e antes das eleições.
    32 e 33 Jaques Wagner e Palocci, não sei a ordem .

  2. Como a Lava-Jato vai acabar se nem sequer ainda chegou em São Paulo.?
    Quando o Super-Juiz Dr. chegar em são Paulo com toda sua Tropa de Choque de Promotores e Policiais Federais, vai demorar os mesmos 30 anos que o efeagacês estão no poder para Limpar toda a Corrupção instalada no Palácio da Das-Lú…….

    Je Suis Dr. Moro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *