Inconstitucionalidade, retroatividade, inelegibilidade, credibilidade (falta de), desistncia de Roriz, o corruptssimo

Dezenas de blogueiros me escreveram, apenas com objetivo de me contestar. No me incomodo, nem responderia, no fosse o absurdo do questionamento. E o nmero inusitado. Pelo jeito, alguns so ou se julgam juristas (ou advogados brilhantes), escrevem com a suficincia, a sapincia e a arrogncia dos bem-aventurados.

Responderei com a maior simplicidade, j que na vspera da eleio, o ex-governador, que renunciou para no ser cassado, esperava ser glorificado pelo Supremo. Segundo o prprio Roriz, ganharei por 11 a 0, nem sabia que o Supremo est com 10 ministros apenas, o que levou ao empate de 5 a 5. (No mximo, haveria um 6 a 5, de um lado para o outro).

Criticam o fato de eu ter falado muito em CONSTITUCIONALIDADE, no era nada disso. Ora, ora, ora, os Ministros falaram o tempo todo em Constituio, nunca se discutiu tanto o ARTIGO 16 e o 14, mas CONSTITUCIONALIDADE no pode?

RETROATIVIDADE tambm no pode, a no ser para DEFENDER Roriz. Quanta tolice. O projeto 135, popularizado como ficha-limpa, est definido, identificado e glorificado, nesta frase do Ministro Joaquim Barbosa: O Ficha-Limpa um grande avano. Ningum contestou, foram pelo lado de fora, no passaram nem perto da fortaleza onde o Ministro montou a sua guarda.

Ora, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), julgando a questo, considerou o ex-governador INELEGVEL por 6 a 1. Esse TSE presidido por 1 ministro do Supremo, e se compem com mais 2 ministros do STF, e mais 4 de outros tribunais. Esse nico, que votou pela ELEGIBILIDADE de Roriz, foi o Ministro Marco Aurlio Mello, excelente cabea, culta e inteligente.

De quinta para sexta, votando no Supremo, Marco Aurlio tranquilamente lembrou que havia perdido de 6 a 1 no TSE, confessou: Votei vencico, me acostumei a viver juridicamente isolado. Portanto, em qualquer oportunidade, o VOTO de Marco Aurlio pode ser de INDEPENDNCIA ou de CONVICO.

Acredito que agora, ele sabia muito bem, (de cincia prpria), que se votasse pela INELEGIBILIDADE de Roriz, ele perderia, o que no interessava a um combatente como ele. Apesar de ter acompanhado a sesso inteira de 8 horas e mais o adendo do Supremo Rua da Alfndega, olhou para o relgio, ainda 1 hora da madrugada, telefonou para casa, e disse, no acabou, temos pelo menos 1 hora para NO CHEGAR a nenhum acordo. No chegaram.

O Ministro Gilmar Mendes, para votar, desceu a biblioteca, como gostava de brincar Barbosa Lima Sobrinho, mas Gilmar Mendes, lgico, no descia ou levantava a prpria. Como sua cultura se pressupe (ou preo pe?) que seja em alemo, o que fazem na madrugada? Nada, com fez no exame do projeto ficha-limpa, que para ele e alguns, representa RETROCESSO?

Credibilidade palavra que Roriz no sabe proporcionar , se juntou com esta outra, DESISTNCIA, formaram uma determinao: TENHO QUE DESISTIR.

***

PS Fez isso logo pela manh, queria colocar a filha no seu lugar. Ela, candidata a deputada distrital com grande votao, RECUSOU.

PS2 Botou ento a mulher, que no tem a menor participao. Mas como no h tempo para retirar o nome dele, convenceu que ela se elege com seus votos.

PS3 No vale, isso se os votos foram suficientes para ganhar. Se forem, no ser diplomada ou empossada. Ningum pode se ELEGER COM O NOME DE OUTRO.

***

NO DEIXE DE LER AMANH:

Semana final para a eleio,
semana final para o ex-Roriz.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.