Inquérito da PF indica que Bolsonaro pressionou Moro em mensagem: “Tenha dignidade para se demitir”

Registro consta de inquérito sobre suposta interferência na PF

Aguirre Talento e Bela Megale
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma mensagem ao então ministro da Justiça Sergio Moro, em 12 de abril deste ano, afirmando que ele tivesse a “dignidade para se demitir” caso desejasse contrariar suas posições. A conversa foi obtida pela Polícia Federal no celular do ex-ministro, entregue para auxiliar no inquérito que apura interferências indevidas do presidente na PF. O diálogo ocorreu doze dias antes de Moro pedir demissão.

A mensagem de Bolsonaro se referia a uma reportagem do jornal “Valor Econômico” mostrando que, ao contrário da Advocacia-Geral da União (AGU), Moro entendia que a polícia poderia prender pessoas que descumprissem o isolamento no combate ao coronavírus.

PRESSÃO – “Se esta matéria for verdadeira: Todos os ministros, caso queira contrariar o PR, pode fazê-lo, mas tenha dignidade para se demitir”, escreveu Bolsonaro ao seu então ministro da Justiça. A matéria do jornal “Valor Econômico” citada pelo presidente se referia à fala de Moro durante uma videoconferência. Em resposta, o ex-juiz afirmou que não conversou com a imprensa a respeito do assunto, mas disse que a legislação permitia que a prisão ocorresse. “O que existe eh o art 268 do CP. Não falei com imprensa”, respondeu o então ministro.

Em março, Moro havia editado uma portaria com o então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta que autorizava o uso da polícia contra quem descumprisse as regras de isolamento no combate ao coronavírus. Em outro diálogo, mantido por Moro com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), o então ministro defende a permanência do diretor-geral da PF Maurício Valeixo citando que Valeixo foi responsável por manter preso o ex-presidente Lula quando houve uma decisão liminar por sua soltura proferida por um desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, durante o plantão judiciário.

Nessa conversa, do dia 17 de abril, Zambelli tenta convencer o então ministro a concordar com a substituição de Valeixo. “Ministro, como usual vou usar de 100% de sinceridade. O Sr. Valeixo é o homem certo para dingir a PF?”, questionou ela. Moro respondeu: “O Valeixo manteve a prisão do Lula diante da ordem ilegal de soltura do Des. Ia do RS. Se algo demora da LV no STF não é pela PF mas de outras pessoas”.

PEDIDO – Zambelli sugere ao ex-ministro que conversasse com Bolsonaro a respeito do assunto “e explique tudo isso”. “Já foi falado um milhão de vezes”, responde Moro. Na noite do dia 23 de abril, véspera do pedido de demissão, quando já circulava nos bastidores a intenção de Bolsonaro demitir Valeixo, Zambelli enviou uma mensagem pedindo que o ministro não deixasse o governo.

“O PR (presidente) não quer que vc saia”. Moro respondeu: “Nem eu quero sair mas preciso de condições de trabalho”. No dia seguinte, entretanto, Bolsonaro publicou a exoneração de Valeixo, e o ministro fez seu pedido público de demissão, acusando o presidente de tentar interferir indevidamente na PF.

14 thoughts on “Inquérito da PF indica que Bolsonaro pressionou Moro em mensagem: “Tenha dignidade para se demitir”

  1. É mesmo ? Então, o presidente interferiu também
    em “PF descumpre ordem judicial e engaveta inquérito sobre crimes fiscais da Rede Globo”, não é ?

    Coerência, pessoal, coerência.

  2. Não sei como podem elogiar um homem sem carater e oportunista como o Moro.Cometeu crimes junto com Dallagnol que foram divulgados pela vaza jato.Esta também envolvido no caso BANESTADO que é abafdo pela mídia.VEJAM O DUPLO EXPRESSO E SE INFORMEM MELHOR.

    • Palavras vãs que nada esclarecem, e sim parece ser de ódio incontido sobre um a pessoa que demonstrou sobriedade em tudo que fez pelo Brasil, e certamente mostrou a trama de Bolsonaro.
      Não podemos comparar o caráter de Moro com o de Bolsonaro que está envolvido juntamente com os filhos em crimes contra o estado.
      Inventa outra porque está Moro já ganhou, e será presidente de fato como foi Getúlio Vargas.

  3. Passando a boiada’: Brasil caminha em direção a um colapso ambiental?
    #SPUTNIKEXPLICA
    09:00 03.09.2020
    (atualizado 10:21 03.09.2020)
    URL curta
    241
    Nos siga no
    Em meio à crescente preocupação com a degradação do meio ambiente no Brasil, especialistas ouvidos pela Sputnik apontam os motivos pelos quais o governo Bolsonaro teria a pior gestão ambiental desde o restabelecimento da democracia no país.

    https://br.sputniknews.com/sputnik_explica/2020090316023482-passando-a-boiada-brasil-caminha-em-direcao-a-um-colapso-ambiental/

    • Deixo aqui uma sugestão para quem quiser entender a profundidade do problema ambiental.
      Assistam a entrevista de Mendonça de Barros para Marco António Villa. no Youtube, na semana passada.

    • Sr. Paulo, Quando acabar a esmola de 300 conto, vai descer nas pesquisas até centro da terra e ser devidamente incinerado.

      Ou então:

      Vamos nos esborrachar com força!!

      Atenciosamente.

  4. Sr. Paulo, Quando acabar a esmola de 300 conto, vai descer nas pesquisas até centro da terra e ser devidamente incinerado.

    Ou então:

    Vamos nos esborrachar com força!!

    Atenciosamente.

  5. A piada mais escrota de todos os tempos, em todo o mundo mundial é o bstnágua cobrar dignidade de quem quer que seja. Ele não tem a mais mínima noção do que seja isso.

    Vade retro, quid indigni!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *