“Já vi esse filme e não é bom”, alerta Collor a Bolsonaro em meio a articulações por impeachment

“O problema é grave e de consequências imprevisíveis”, disse Collor

Bruno Nomura
Estadão

O senador Fernando Collor (Pros-AL) lamentou a “divisão entre pessoas”, pediu a reunificação do País e mandou um recado ao presidente Jair Bolsonaro, afirmando que “já viu esse filme e não é bom”. A declaração foi dada nesta quarta-feira, dia 22, em sua conta no Twitter.

Collor fez referência ao processo de impeachment, em 1992, no meio do qual renunciou ao cargo de presidente da República. Aliados de Bolsonaro tem dito que o Congresso está armando uma suposta trama para tirá-lo do poder.

FILME ANTIGO – “Cabe ao presidente da República reunificar o País. Mas o que estamos vendo é a divisão entre pessoas, famílias e amigos. Isso é muito ruim. O problema é grave e de consequências imprevisíveis. Experiência não se transfere; se transmite. Eu já vi esse filme e não foi bom”, escreveu o senador alagoano.


Collor estava em seu terceiro ano de mandato presidencial quando foi acusado de articular um esquema de corrupção dentro do governo envolvendo tráfico de influência, loteamento de cargos públicos e cobrança de propina.

Em abril de 2014, 22 anos depois do impeachment, foi absolvido no último processo que respondia no Supremo Tribunal Federal (STF) por acusações da época que era presidente. É senador pelo Estado de Alagoas desde 2007.

13 thoughts on ““Já vi esse filme e não é bom”, alerta Collor a Bolsonaro em meio a articulações por impeachment

  1. Outra porcaria (agora, fui educado) que não merece a menor credibilidade. Paulo César Farias, empresário e tesoureiro da campanha, já não existe, faz tempo. Qualquer paralelo com Celso Daniel é coisa de “direitista shakespeariano”.

  2. Collor já sofreu um golpe, e foi chutado por crime inexistente, a tal “Casa da Dinda. Como vingança, ajudou no golpe de 2016 chutando a Dilma pelo crime inexistente “Pedalada Fiscal”. Tem experiência para aconselhar o atual presidente a se cuidar. Tem muito Golpista que gosta de confusão.

  3. “O GUIZO NOS GATUNO$, JÁ. Que raio de democracia é essa que nos impõe apenas duas opçõe$ nas urnas: a ruim e a pior, e que nos enche de complexo de culpa por ter votado nesta ou naquela facção, enquanto filhota do sistema podre que, por sua vez, tb só nos impõe duas opções: ditadura militar ou ditadura partidária, dois sacos da mesma farinha vencida ? Tanto é assim que Bolsonaro representa as duas ditaduras: a militar e a partidária, as duas vias do sistema podre, que, na moral e no jogo limpo, não resistem sequer a um debate à luz do sol com a Terceira Via de Verdade, que é a Democracia Direta com Meritocracia. E, por tudo isso, Bolsonaro tornou-se até uma figura emblemática, que passa a ser enigmática quando em frente ao QGM, cercado de faixas pedindo a volta do famigerado AI-5, discursa dizendo que “agora é a vez do povo no poder ”. E que raio de “poder do povo” é esse que o Bolsonaro fala ? Será que é aquele que o povo pediu nas ruas do Brasil em Junho de 2013, aos gritos de “sem partidos, sem golpes, sem violência, basta, chega dos mesmos, vocês não nos representam, democracia direta já…” ? Portanto, a menos que Bolsonaro explique a contento o que seja esse seu “agora é a vez do povo no poder ”, restará muito claro que trata-se de um charlatão, picareta, psicopata, camaleão, velhaco, multipolar, mentiroso, bravateiro, sofista, etc. e tal, ou seja, a síntese da sinopse, do resumo, do esquema, do sistema político podre, forjado pelas ditaduras militar e partidária, que perfazem a plutocracia putrefata, com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, com prazo de validade vencido há muito tempo, que, à evidência, está sofrendo de um problema seríssimo de junta, que implica em juntar tudo e jogar no lixão da história do Brasil, para que o conjunto da população possa conviver em paz. http://www.tribunadainternet.com.br/bolsonaro-fracassa-co…/…

  4. -Ontem entrevistaram o LULA ; antes tinha sido o Jefferson, hoje entrevistaram o COLLOR…
    -Quem sera o bandido entrevistado de amanhã?

    -Será que não tem um homem decente neste país tão grande que tenha algo de ÚTIL a dizer sobre a presente situação política?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *