Joaquim Barbosa, o beligerante. Barroso, se tivesse nascido muito antes, teria provado que a Terra se move ‘num ponto de curva’. Mercadante morreu eleitoralmente com Lula, ressuscitou politicamente com Dona Dilma.

Helio Fernandes

Joaquim Barbosa não pode ficar em silêncio. Sabendo que Luís Roberto Barroso, ainda como advogado, falou 7 horas, resolveu falar também. Só que imitar o tempo do já agora ministro (que assistiu até uma sessão do Supremo, sem toga), seria impossível. E, como sempre, criticou de longe e coletivamente: “O STJ (Superior Tribunal de Justiça) é composto por burocratas”.

Insinuaram que algum ministro do STJ responderia, eram rumores, se dissiparam. Agora, acreditam que o ministro do Supremo, Teori Zavascki, responda sutilmente. Motivo: veio diretamente do STJ, se não disser nada, dá a impressão de concordância.

O BELICOSO E BELIGERANTE
JOAQUIM BARBOSA

Há mais ou menos dois meses, entrou em pauta, no Congresso, a criação de quatro Tribunais Regionais Federais. No seu estilo (“o estilo é o homem”), usou a palavra “sorrateiro” no sentido mais negativo, dirigida a magistrados.

Revelou que isso custaria 8 bilhões por ano. Recebeu magistrados representantes de associações, e quando um deles começou a falar, recebeu o aviso: “O senhor só fala quando eu autorizar”.

E mais tarde: “Essa decisão do Congresso é inconstitucional, só o Judiciário pode criar tribunais”. Agora, o projeto foi aprovado e promulgado como emenda constitucional, por um deputado, que nem ligou para o presidente do Supremo.

Parlamentares não concordaram com a promulgação da emenda, recorreram. Quer dizer: volta ao âmbito do Supremo, o que fará ou dirá Joaquim Barbosa?

A VERDADE DO ORÇAMENTO

Afonso Arinos de Mello Franco, como deputado e duas vezes senador, defendia intransigentemente o orçamento IMPOSITIVO e não simplesmente AUTORIZATIVO. Apesar de muito respeitado e admirado, era sempre derrotado pelo Executivo.

Agora, deputados de vários partidos, liderados pelo próprio presidente da Câmara querem orçamento impositivo. Mas só para as emendas dos parlamentares, fixadas em R$ 1 milhão por ano para cada um dos 513 deputados.

QUANDO VALE A REELEIÇÃO?

A Datafolha apresentou queda de Dona Dilma, de 8%. É a primeira pesquisa de 2013. Analistas, em vários órgãos, concordaram: “Isso aconteceu por causa da economia”. É evidente que a economia é importantíssima, principalmente por causa dos efeitos diretos e indiretos.

Mas existem outros fatores fundamentais. Já disse aqui várias vezes: “Dona Dilma está aparecendo tanto na televisão, que dá a impressão de usar as câmeras junto com o Diário Oficial. E adora os holofotes, mas sempre negativamente. Na comparação desse item, perde para Lula de goleada.

LULA-DILMA-MERCADANTE

Há mais de um ano venho dizendo: desde 2002, quando se elegeu senador (e Lula presidente), vem sendo desprezado, humilhado, derrotado. Acreditou que nem assumiria no Senado, direto para o Ministério da Fazenda. Não foi nada. Duas vezes derrotado para governador de São Paulo, onde estava Lula?

Com Dona Dilma sendo tudo, virou personagem e companheiro inseparável de viagem. Se Dona Dilma for candidata à reeleição (outra dúvida que venho colocando desde que Lula se curou do câncer), Mercadante será o coordenador da campanha, e com o futuro que não podia nem pôde ter com Lula.

PRESIDENCIÁVEL EM 2018   

Confirmada como candidata, continuará frequentando o Planalto e o Alvorada. Então, 4 anos depois da reeleição, Mercadante com 64 anos, será o preferido dela. Só que nesse confuso e conturbado quadro político-eleitoral, qualquer análise é arriscada e incerta.

Se não tenho certeza acerca do que acontecerá, de agora até abril, e depois de abril até outubro de 2014, por que avançar até 2018? Minhas duas dúvidas principais (Mercadante e reeleição) são copiadas vastamente. Não me incomodo.

A MISÉRIA DE CABRAL

O governador parece preocupado com os que ganham 70 reais por mês, menos de 3 reais por dia. Vai “aumentar” para quanto, 4 ou 5 reais por dia? Cabralzinho diz que a ONU confirmou: 1 bilhão e 400 milhões de pessoas, no mundo, recebem  2 reais e 50 por dia, menos do que no Rio.

Não dá nem para pegar um ônibus, que custa 3,20. No Estado do Rio, pessoas que moram no Rio capital, pegam 2 ônibus na ida e 2 na volta, às vezes 3. Por isso, os protestos no Rio e em São Paulo, por causa do aumento do preço. Metrô e trens, fantasias de prefeitos e governadores, que consideram que “fazem mais”.

###

PS – O técnico de vôlei Bernardinho e o filho de Abílio Diniz são os mais ricos proprietários de academias de ginástica. Investem, oferecem luxo e conforto (no Rio e em São Paulo), cobram bem caro. Mas limitam o número de clientes, não querem quantidade, mas qualidade (financeira).

PS2 – Estão todos satisfeitos. Os sócios, que faturam cada vez mais. E os clientes, que não se misturam com “a patuléia vil e ignara”, geralmente obesos, mal cheirosos e faladores.

PS3 – A revista britânica “The Economist”, no último número, confessa que “errou na tática” de combater o ministro Mantega. E mostra que o fato de pedir a saída dele, reforçou sua posição.

PS4 – “Vamos mudar de tática”, é a última palavra dos editores. Então, passaram a pedir a sua permanência, “Mantega é um sucesso”. Eles mesmos garantem que “isso é ironia”. Se precisa ser explicado, é ironia fracassada, exatamente como o jornalismo que praticam.

PS5 – Ao comentarista Laco Silva: José Olimpio, extraordinária figura, grande amigo do repórter. Quando comecei a fazer artigo e coluna diária (a primeira no Brasil e que mantive por mais de 50 anos, começando no Diário de Notícias), eu tinha um roteiro.

PS6 –Começava pelo jornal, deixava me carro, ia a pé pela Rua do Riachuelo. Naquele tempo, antes da mudança da capital, a notícia estava nas ruas. Parava no Senado, na Câmara Municipal,  no restaurante do Jóquei (cheio de deputados, senadores, “quem era quem”. Ia pela Rua São José, entrava no restaurante “A Minhota”, onde ministros almoçavam desde o Império.

PS7 – Chegava à Praça 15, onde ficava a “Casa” José Olimpio, subia, tomava um suco de maracujá, na companhia dos maiores escritores do país, editados pela “Casa”. Ficava mais ou menos uma hora, terminava na Câmara dos Deputados. Ia para o jornal,. Tinha matéria para 3 colunas. Duas jogava fora, no dia seguinte tinha mais.

PS8 – Aos domingos íamos ao Jóquei, não jogávamos, conversávamos. Eu e José Olimpio, o grande estadista (que não foi presidente) Osvaldo Aranha, Luiz Viana e outros.

PS9 – Um dia fomos almoçar no sábado de corridas, nós dois e o Manuel Bandeira, que nunca fora ao Jóquei. No guardanapo, que José Olimpio levou e guardou, Bandeira rabiscou: “Os cavalinhos correndo, e nós, cavalões, comendo”.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

14 thoughts on “Joaquim Barbosa, o beligerante. Barroso, se tivesse nascido muito antes, teria provado que a Terra se move ‘num ponto de curva’. Mercadante morreu eleitoralmente com Lula, ressuscitou politicamente com Dona Dilma.

  1. O TRABALHO DE PINOCHET foi amplo, geral e irrestrito. Por isso, que hoje o Chile é
    considerado a SPARTA da América do Sul.

    LÁ se fala 02 idiomas, inclusive, o inglês, aqui nós temos dificuldades de falar
    o português, mesmo porque não é genuinamente nosso.

    O Chileno não precisa de VISTO para entrar nos STATES. E nós brasileiros queremos
    ter o mesmo tratamento. VAI DEMORAR UM POUCO MAIS.

  2. “Agora, deputados de vários partidos, liderados pelo próprio presidente da Câmara querem orçamento impositivo. Mas só para as emendas dos parlamentares, fixadas em R$ 1 milhão por ano para cada um dos 513 deputados.”
    Hélio, o orçamento impositivo em sua totalidade seria um grande avanço para a democracia. Mas o que os deputados querem agora, de torná-lo impositivo apenas na parte de suas emendas, tem caráter principalmente eleitoreiro e além disso vai fazer com que, para o governo fechar suas contas, o valor dos cortes que o executivo fazia nessas emendas passe a ser feito agora na parte de educação, saneamento, saúde, transporte e segurança, sacrificando ainda mais a população.

  3. Mercad’anta presidente??? ha….ha….ha…. Esse Helio deve estar de gozação….ha….ha….ha…Só por que virou acompanhante da Dilma?? ha….ha….ha….

  4. Project Syndicate: o oráculo de George Soros
    ESCRITO POR CRISTIAN DEROSA & ALEX PEREIRA | 11 JUNHO 2013
    ARTIGOS – GLOBALISMO.
    A maior associação internacional de colunistas de opinião, a servico da elite globalista fabiana, é simplesmente desconhecida pela maior parte dos estudiosos de mídia e da política. Um desconhecimento que deixa evidente o quão poderosa ela é.
    Aquí; http://www.midiasemmascara.org/artigos/globalismo/14214-project-syndicate-o-oraculo-de-george-soros.html

  5. BARBOSA MANOBRA PARA TRIPLICAR FOLHA DE SALÁRIOS DO CNJ

    Sem conseguir nos bastidores emplacar no Congresso mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Joaquim Barbosa, quer editar resolução que praticamente triplica o limite de gastos do órgão com o pagamento de pessoal. Em valores, Barbosa busca aumentar em R$ 74 milhões o teto do CNJ para contratação de servidores — de R$ 40,4 milhões para R$ 114,4 milhões. A manobra desafia o Tribunal de Contas da União (TCU), que considera obrigatório o aval do Legislativo para as alterações.

    Para não precisar do Congresso, que desde 2009 debate novos parâmetros da LRF para o Judiciário, Barbosa pediu aos presidentes de quatro tribunais superiores (Superior Tribunal de Justiça, Superior Tribunal Militar, Tribunal Superior do Trabalho e Tribunal Superior Eleitoral) que cedam ao CNJ parte dos seus limites de despesas. A proposta de resolução, assinada pelo ministro, precisa ser aprovada pelo plenário do conselho. Sem ela, o órgão estourará o máximo de gastos definido pela legislação e não poderá convocar todos os candidatos já aprovados no concurso feito este ano.

    Conforme informações encaminhadas pelo CNJ aos quatro tribunais superiores, às quais o Estado teve acesso, o limite atual de despesas “mostra-se insuficiente para comportar as presentes despesas e os acréscimos decorrentes do provimento de cargos”. Os gastos previstos na lei orçamentária já ultrapassariam o limite de despesas com pessoal definido para este ano. Em alguns cenários, incluindo aumento de salário e contratação dos 177candidatos aprovados em concurso para o CNJ, o limite poderia ser extrapolado em cerca de R$ 9 milhões.

    O CNJ foi criado após a aprovação da LRF, sancionada em 2000. Por isso, os limites de gastos do órgão vêm sendo definidos por normas internas — a mais recente é a Resolução 26, de 2006, em vigor atualmente. Segundo o TCU, contudo, a solução é irregular, pois uma lei complementar não pode ser alterada pela caneta dos conselheiros. “Como a divisão interna dos porcentuais entre os diversos órgãos do Poder Judiciário foi feita a partir de um comando expresso contido na LRF, esses valores não ensejam modificação apenas por meio de uma resolução daquele órgão. A via legislativa é o canal indicado para a promoção dessas alterações”, diz decisão da corte de contas, que analisou a reivindicação em 2008 e recomendou ao conselho que tomasse providências para que as mudanças tivessem o aval do Congresso.

    Desde 2009, um projeto visando à adequação dos parâmetros tramita no Legislativo, mas não foi votado. Diante disso, Barbosa pretende levar adiante a aprovação de mais uma resolução, aumentando as despesas do CNJ, apesar do entendimento do Tribunal de Contas. A restrição feita pelo tribunal foi lembrada aos assessores de Barbosa. Mas, segundo fontes dos tribunais, o presidente decidiu levar o projeto adiante.

    Procuradores do Ministério Público que atuam no TCU adiantam que, aprovada a norma no CNJ, cabe representação para que a corte analise novamente o caso. “Se a matéria é tratada por lei, você não pode alterar por portaria ou resolução, a não ser que a própria lei preveja assim”, diz um dos representantes do MP, que falou reservadamente com o Estado.

    O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal criticou, nos últimos dias, a proposta de criação de quatro novos tribunais regionais federais e o consequente aumento de custos no Judiciário. No começo de sua gestão, chegou a sugerir no CNJ que uma comissão avaliasse a necessidade da existência Justiça Militar. Desta vez, Barbosa viu-se compelido a pedir a anuência dos presidentes do Conselho da Justiça Federal (CJF), Felix Fischer, e do Superior Tribunal Militar (STM), general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho.

    Em documento enviado à presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Cármen Lúcia, e ao presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Carlos Alerto Reis de Paula, Barbosa pede que todos se manifestem favoravelmente à nova resolução. (informações do jornal O Estado de S. Paulo)

  6. Carta ao kamarada José Dirceu
    ESCRITO POR CARLOS AZAMBUJA | 10 JUNHO 2013
    ARTIGOS – GOVERNO DO PT
    Nota:
    José Dirceu, o “kamarada Daniel”, quando ainda estudante em São Paulo, antes de receber treinamento militar em Cuba, já torturava seus inimigos, como relata o editor da revista Veja, Otavio Cabral, em seu livro “Dirceu – A Biografia”, recém-lançado.

    Esse livro relata algumas verdades que muitos desconhecem ou esqueceram: que o kamarada Daniel recebeu o título de “comandante”, voltou para o Brasil clandestinamente e foi o ÚNICO dos do MOLIPO, sua organização, que não morreu em combate (mas essa é uma história que ainda não foi contada…). Por quê? Simples. Porque nunca combateu, ao contrário do que propalou em seu discurso ao assumir a Casa Civil da presidência da República, quando, dirigindo-se a Dilminha Bang- Bang, tratou-a como “companheira d’armas”.

    A verdade é que nenhum dos dois lutou. Ficaram sempre na sombra de seus companheiros.
    Mais aqui: http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/14209-carta-ao-kamarada-jose-dirceu.html

  7. Ainda não estamos em estágio de operar um Orçamento Federal Impositivo, como defendia o grande senador Affonso Arinos de Mello Franco. Em nossa Democracia muito imperfeita, o Executivo na execução do Orçamento federal, tende a super-estimar a Receita e a sub-estimar a Despesa. Com Orçamento sendo Autorizativo, como é, ao longo do ano, o Executivo pode conforme o desempenho da Receita, que é variável, sincronizar com a Despesa, (Contingenciamento). E, mesmo assim o Deficit é de +- 3% do PIB (Produto Interno Bruto). Se nosso Orçamento for Impositivo, é fácil prever que esse Deficit iria para +- 6% a 10% do PIB, acabando de vez com uma das pernas do tripé Macro-Econômico vigente, que já não é muito forte, ou seja: Austeridade Fiscal medida pelo “Superavit Primário”, atualmente fixada em 3,1% do PIB, e com reflexos muito forte nas outras duas pernas, a saber, Metas de Inflação de 4,5%aa com banda de 2% para cima, e quase me nego a escrever para baixo, que nunca acontece, e o Câmbio Flutuante. Na Economia ainda atuamos no bom e velho 4X3X4, e sem uma boa meia-cancha, que auxilie a Defesa, e suba fulminante para ajudar o Ataque, estamos fritos. Abrs.

  8. Bortolotto, meu caro,
    Cheguei agora em casa, depois de uma curta viagem, e olha lá em cima a provocação do Darcy!
    Depois, com a maior desfaçatez, alega que não foi ele quem iniciou a discussão.
    Em princípio, o Blog jamais postou fotografia de qualquer comentarista desde que eu o frequento, há um ano e meio;
    Para se afirmar que os obesos são “monstros deformados” e sem ver a pessoa, Darcy se mostra além de covarde um preconceituoso sem igual, um indivíduo detestável que, certamente, deve ter sido traído por uma gordinha, que não encontrou nele qualquer atração, razão pela qual o seu ódio a nós, os pesados.
    Igualmente, Darcy demonstra que somente analisa o exterior da pessoa, confirmando que, o que ele não enxerga, tais como caráter, personalidade, honra, dignidade, ele desconhece essas qualidades, que sequer também as possui, imaginando que o seu corpo magro, porém carcomido pelo tempo e pelancas a balançar flacidamente pelos braços e barriga, afora pernas muito finas em razão da idade, servem para identificar o cidadão correto!
    Darcy, o superficial, esquece propositadamente que a maioria dos criminosos é de gente magra, elegante e, que nós, os obesos, não perdemos tempo em pensar em asneiras, haja vista que ele é consumido em elaborar receitas deliciosas e que a mulherada tem paixão pelas comidinhas feitas após o amor!
    Amor… Sexo…Prazer… Darcy, o execrável, não sabe o que é viver desta forma. Assim, ocupa-se em incomodar, ser impertinente, inconveniente, detestável, mentiroso, sórdido, que, se o seu corpo não fede – duvido, pois os velhos não tomam banho direito e, o Darcy, magro, deve sofrer da coluna ou os rins já estão com problemas de funcionamento, então sente dores atrozes ao se abaixar, impedindo que consiga lavar direito suas partes pudendas -, seus pensamentos exalam a imundície de sua mente torpe, limitada, encrenqueira, frustrada e infeliz!
    Darcy, magro, velho, tem reumatismos, de vários tipos:
    Osteoartrose, osteoporose, inchaço nas juntas, fraqueza…
    Não tem como falar muito, pois seu hálito tem o cheiro da podridão porque sem mais os dentes naturais usa dentadura, que a deixa de molho em um copo d’água à noite e a coloca de volta na boca cavernosa pela manhã, claro, após sorver o líquido do mesmo copo!
    Darcy deve ser o quadro da dor sem moldura, e depois sou que sou um “monstro deformado”, que fiasco!
    Ah, o seu espírito pobre, denota que deve ter erisipelas pelo corpo ossudo, que pela dificuldade em cicatrizarem, ficam feridas expostas que as moscas adoram botas seus ovos naquela parte pestilenta do corpo humano, gerando bernes e ocasionando a dermatobiose.
    Deve sofrer de flatulência, em razão de o seu intestino ser preguiçoso por comer pouco, então o festival de ruídos e odores que infestam a sua casa devem espantar qualquer visita ou familiar, morando sozinho, lógico.
    Darcy tem problemas de próstata, imagino, pela idade, magreza, e deve ter um estoque sortido de fraldas geriátricas que o obriga a sair de casa usando esta proteção que, no entanto, o deixa com a “derrière” volumosa e requebrante. Pensem comigo: magro e poposudo, credo.
    Cada ida sua ao banheiro, significa que sai do vaso virado do avesso, um dos sintomas do seu mau humor permanente, isto é, padecer de dores lancinantes “lá”, que não lhe possibilita conforto em lugar algum, tanto faz sentado, deitado de lado, acocorado…
    Darcy, magro, sem vitaminas suficientes no organismo, não deve ter mais cabelos. Caso ainda os tenha, sofre de escabiose, o couro cabeludo tomado de caspas, que lhe deixa uma aparência repugnante.
    Como somente dorme em decúbito dorsal, indiscutivelmente as escaras devem lhe incomodar o corpo coberto de uma pele enrugada, seca, cheia de manchas naturais, que deve passar cremes várias vezes ao dia para diminuí-las. Não é por nada que precisa ser amarrado à cama, pois não corre o risco de cair dela por deitar tão escorregadio!
    Seu jeito de escrever é prova cabal que tem pedras na vesícula pelo uso constante de pontos de exclamação, que não é para enfatizar suas expressões, mas um pedido de socorro pela incomodação e sofrimento.
    Darcy tem asma, caso contrário, seus pulmões devem estar comprometidos pelo uso anos a fio de cigarro. Quando ele era jovem não havia cigarros com filtro, portanto, a quantidade de nicotina e alcatrão são as responsáveis pelos seus maus bofes diários, mas é magro, evidentemente.
    Sem dúvida alguma, alivanhar a aparência magra do Darcy é fácil, pois seus defeitos estão tanto à mostra quanto escondidos, ou seja, magro, mas um poço de doenças e imensuráveis defeitos de caráter!
    Salve os obesos!

  9. Prezado Sr. Francisco Bendl.

    Eu com 1,75m e +-100 Kg, 63 anos, me congratulo contigo e não abro. Mas acho que o senhor foi longe demais desta vez, porque o Sr. Darcy não o citou “verbalmente”. Nós aqui no “Tribuna da Imprensa onLine” somos como Irmãos, e até Irmãos, às vezes sem querer lá pelas tantas, se magoam. Temos que “combater as Idéias”, mas respeitarmo-nos como Pessoas Físicas. Ninguém é dono da Verdade absoluta, ninguém está aqui ´para convencer alguém, e por isso é tão bom lermos a Opinião dos Colegas, muitos dos quais tem mais experiência no assunto. O Sr. Darcy ficou magoado contigo, mesmo sem tu teres a intenção de magoar, e daí para frente é como a Inflação, tende a se desenvolver em espiral ascendente. Todos temos pelo senhor grande admiração e respeito. Sua vida como Criança e Adolescente na Brasília Pioneira da época da construção, seus +- 5 anos de Exército onde fostes Graduado, sua vida de Vendedor de Produtos/Equipamentos de Hospitais, sua experiência em Táxi em Porto Alegre-RS, agora sua Aposentadoria e cuidando dos Investimentos, dedicando um tempo ao TI onLine. Sobretudo, a formação de uma belíssima Família, que é o mais importante de tudo. És um dos Esteios do TI. Teus estudos gerais são grandes, e teu conhecimento de História, profundo. É que quando tu escreves, tu és um livro aberto, e quando tu te dizes COLORADO, torcedor do SC Internacional, eu que sou Gremista já começo a pensar, “Que gordo bi….esse Vermelho”.
    É o preço que pagamos pela nossa transparência. Mas não acho errado usar na Net, Nome de Fantasia, cada um com seu gosto, e seus CUIDADOS, desde que não haja Ofensa.
    4ª Parte – Disciplina & Justiça:
    Sr. Darcy e Sr. Francisco Bendl, ambos grandes Comentaristas do TI onLine, Declaro-vos 50% Culpados e 50% Inocentes, tudo o que foi dito à Vossas Pessoas, o foi às vossas idéias. Passemos uma borracha no que passou, e sigamos em frente. Abrs.

  10. Bortolotto, meu caro,
    Como árbitro desta contenda, eu aceito a culpa e me rendo à minha própria inocência ao mesmo tempo.
    Assim, esta rusga ridícula entre mim e Darcy, acato o teu veredicto humildemente, deletando de vez o que se passou.
    Espero o mesmo do Darcy e, caso ele ainda resista, da minha parte não voltarei mais a responder eventuais provocações.
    Mas, espero, que seja dado um fim a tão desgastante e desnecessário espírito de contenda.
    Bortolotto, um forte e cordial abraço.

  11. Bortolotto, sou seu fan !!!
    Seu comentário para o nosso Bendl foi admirável. “Se todos fossem iguais a você/que maravilha viver” (Vinicius de Moraes).Há 50 anos morria o “Papa da Bondade” João XXIII. Sua encíclica principal foi “Pacem In Terris” … “Paz Na Terra”. Você o encarnou com louvor!!!

  12. Almério Nunes, meu prezado,
    Em nome desta elegãncia, educação, fineza, cordialidade, que não quero e não devo macular, estou de mão estendida para o Darcy pedindo PAZ!
    Aborrece-me este tipo de discussão, confesso, no entanto, não a evito depois de provocado.
    Reconheço ser meu defeito que, reitero, diante de pessoas tão admiráveis, eu não posso continuar com refregas inconsequentes porque o meu sangue ferve rapidamente, que não serve como justificativa.
    Assim, quero terminar com estas questiúnculas, e voltar a comentar os assuntos postados sabendo que não serei instigado a responder agressivamente ou, mesmo que elas continuem, não me deixarei levar pelo impulso de reagir no mesmo nível.
    Devo tal comportamento aos comentaristas equilibrados, sensatos, respeitadores, educados, que sempre eu me considerei como tal, e não será agora que irei perder a razão sem motivos que valham a pena o destempero.
    Um forte e cordial abraço prá ti também, meu caro Almério.

  13. DATA VENIA, caro Almério Nunes: “Sua Encíclica principal foi MATER ET MAGISTRA.” Com toda a isenção possível, por não ser e nem nunca ter sido católica, desde a madre. Saudações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *