Joesley desmente Temer sobre o empréstimo de seu jatinho, prefixo PR-JBS

Resultado de imagem para temer + jatinho chargescharges

Temer sabia que o jatinho era de Joesley Batista

Thiago Herdy
O Globo

Ao entregar à Procuradoria-Geral da República (PGR) registros de diário de bordo da aeronave usada pelo então vice-presidente Michel Temer para viajar com Marcela Temer a Comandatuba, em janeiro de 2011, o empresário Joesley Batista contou aos procuradores ter recebido uma ligação do próprio Temer para perguntar sobre o envio de flores à aeronave e agradecer pelo agrado.

A versão de Joesley Batista contradiz a nova nota divulgada no início da tarde desta terça-feira pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, que informa que “o vice-presidente não sabia a quem pertencia a aeronave” usada para deslocamento até o interior da Bahia.

Em relato à Procuradoria-Geral da República, Joesley contou ter enviado flores para enfeitar a aeronave que seria usada pela família Temer para retornar a São Paulo, o que teria deixado o então vice-presidente com ciúmes. Segundo ele, para evitar o mal estar com o vice-presidente, o comandante da aeronave teria dito que este era um presente da mãe de Joesley, e não do empresário.

AGRADECIMENTO – O vice-presidente teria, então, telefonado ao empresário para dizer que gostaria de agradecer à matriarca da família pelo agrado. E, em seguida, ligado à mãe de Joesley, Flora Batista.

Na noite de segunda-feira, a assessoria de Temer havia informado que só havia registros de viagens do então vice-presidente usando aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Nesta terça-feira, a assessoria teve de mudar a versão e afirmou que ele usou uma aeronave particular para ir à Bahia em janeiro de 2011, mas não sabia quem era o dono do jato.

As informações sobre a presença de Temer em aeronaves do grupo J&F, que é dona da JBS, foram repassadas aos procuradores para reforçar o vínculo do empresário com Joesley.

RELACIONAMENTO – O empresário informou à Procuradoria que mantém um relacionamento estreito com o político do PMDB desde 2010, quando teria sido apresentado a ele por Wagner Rossi, então ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2010-2011). Na ocasião, ele teria passado a atender a pedidos de contribuições financeiras e favores do então vice-presidente.

Em pronunciamento público recente, Temer buscou se desvincular de qualquer relação de intimidade com Joesley, classificando-o como “conhecido falastrão”.

No último dia 17, o Globo revelou que o presidente deu aval para Joesley comprar o silêncio de Eduardo Cunha na cadeia. Temer é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de corrupção passiva, integrar organização criminosa e obstrução de Justiça.

6 thoughts on “Joesley desmente Temer sobre o empréstimo de seu jatinho, prefixo PR-JBS

    • “Em um país sério já estaria atrás das grades que é o seu lugar.””

      Bem dito, em um Páis sério, mas….aqui o Don Drécula e sua Quadrilha de PMDBandido e PSDBandido continuam desgovernando o Páis…

  1. Quem diria, hein, quase 50 anos depois, o herói macunaímico sem caráter, Beto Rockfeller,https://www.youtube.com/watch?v=i6w_U3vCT60, chegou à presidência da república 171 do Brasil, na pessoa de Michel Temer, a julgar pela sua paixão por avião alheio como armação para impressionar e conquistar a namorada. A realidade copiando a ficção, quase 50 anos depois. A diferença é que na ficção inocente e romântica de 1968 o avião na verdade era um helicóptero da Fontoura, e na realidade barra pesada de 2017, o avião é um Jatinho, do mafioso da JBS, Joesley Batista, achacador do BNDES , com o qual Marcela foi conduzida à Bahia, para curtir o litoral baiano, às custas de quem, hein ? Um doce para quem adivinhar. http://www.tribunadainternet.com.br/agora-planalto-alega-que-temer-nao-sabia-que-o-jatinho-era-de-joesley-batista/# . Essa armação do Temer para impressionar Marecela merece até o fundo musical original da novela Beto Rockfeller. https://www.youtube.com/watch?v=ESC4xzWr3Zw

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *