Joice Hasselmann é alvo de ataques nas redes após confirmar candidatura à Prefeitura de São Paulo

Bolsonaristas apontam que Joice não é a “candidata da direita”

Samuel Costa
Estadão

Após o PSL confirmar na segunda-feira, dia 31, o nome da deputada federal Joice Hasselmann para a disputa pela Prefeitura de São Paulo em 2020, a candidata virou alvo de ataques nas redes sociais. No dia seguinte, a ex-aliada do presidente Jair Bolsonaro amanheceu nos Trend Topics do Twitter com a hashtag #JoiceNemAPau. Ela chegou a ser chamada de “o maior exemplo de estelionato eleitoral” em um portal bolsonarista.

Para João Guilherme Bastos, pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital (INCT.DD), os ataques a Joice têm relação evidente com o seu rompimento com os Bolsonaro. “É bem claro que existe relação. O próprio termo ‘peppa’, utilizado contra ela, foi cunhado pelo deputado Eduardo Bolsonaro (filho do presidente).”

PANO DE FUNDO – O pesquisador cita ainda as disputas de poder no PSL como pano de fundo dos ataques. Com o projeto de criação do Aliança pelo Brasil ainda no papel, Bolsonaro vem se reaproximando de integrantes do partido que lançou Joice em São Paulo e pelo qual se elegeu à Presidência em 2018.

Nas redes, apoiadores do presidente compartilharam falas críticas de Joice sobre os Bolsonaro para “provar” que ela não é a “candidata da direita” em São Paulo. “Outro ponto que a gente tem que lembrar é que foi a Joice que confirmou uma série de coisas com relação ao linchamento automatizado na internet”, afirmou Bastos, referindo-se à participação da deputada na CPI das Fake News.

Em dezembro, na comissão parlamentar de inquérito, Joice confirmou a existência do “gabinete do ódio”, revelado pelo Estadão em setembro, e disse que ele é financiado com dinheiro público. Em maio deste ano, quando a Polícia Federal apreendeu celulares e computadores de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, a deputada afirmou que o inquérito das Fake News, aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), “vai  chegar ao ‘puxadinho’ do gabinete presidencial”.

DESGASTE – A relação da parlamentar com os bolsonaristas se deteriorou ao longo do ano passado. Antes mesmo de Bolsonaro tomar posse, ela e o deputado Eduardo Bolsonaro protagonizaram uma discussão em um grupo no WhatsApp do PSL.

À época, Joice questionava sobre a liderança do partido na Câmara. Depois, os dois minimizaram as discussões. Eduardo chegou a declarar que era normal as idas e vindas. “Que partido tem 100% de concordância?”, questionou na ocasião.

Desde o seu rompimento com a família Bolsonaro, em novembro passado, quando houve uma grande disputa pela liderança da Câmara, com a chamada “guerra das listas”, a parlamentar tem sido um alvo de ataques nas redes sociais.

7 thoughts on “Joice Hasselmann é alvo de ataques nas redes após confirmar candidatura à Prefeitura de São Paulo

  1. Alô, Joice!

    Se liga, muié! Tá vendo o nível da laia com que você se meteu?

    Remember: “Quem com porcos, anda farelo come!”

    A pocilga bolsonarista não perdoa!

    • EM TEMPO:

      “Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnnnnnnn, num critica meu Capitãozinho Imbrochável que eu fico loucaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
      (Escrito EM MODO JUMENTINHO HISTÉRICO BINÁRIO)

  2. Eleitores Cariocas e Paulistas estão a atingir a perfeição.

    Tiririca, Maluf, Cabral, Moreira Franco, Dudu Paes, Pezão, Dória, Witzel, Flordelis, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *