Jornal argentino diz que Brasil j comeou ganhando roubado

Deu em O Tempo

A rivalidade entre Brasil e Argentina ganha contornos ainda maiores em tempos de Copa do Mundo. O sempre polmico dirio Ol no poupou o pnalti polmico sofrido por Fred, que acabou resultando no segundo gol de Neymar na partida, e disse que o Brasil comeou a Copa “roubando” logo no ttulo da matria. A penalidade ainda foi chamada de “presente” do rbitro japons para os donos da casa. Numa fotomontagem, o juiz foi retratado carregando um saco de dinheiro.

Logo no incio do texto, os jornalistas argentinos usaram as palavras “papelo” e “vergonha” para descrever a estreia do Brasil na Copa do Mundo. A indignao foi tanta que a seguinte frase em espanhol aparece na reportagem: ”si van a seguir a con esta ayuda, mejor avisen”, insinuando que o Brasil continuar a ser ajudado pela arbitragem por ser o pas-sede da Copa.

Os argentinos ainda afirmaram que Neymar no teve uma boa atuao, mesmo com os dois gols anotados na estreia. Segundo os “hermanos”, o atacante deveria ter sido expulso pela cotovelada que desferiu ainda na primeira etapa, quando recebeu o carto amarelo.

15 thoughts on “Jornal argentino diz que Brasil j comeou ganhando roubado

  1. “Roubado” demais da conta.
    Coisa dos hermanos, que odeiam nossa vitrias no futebol. Mas. a ironia do jogo contra a Crocia . que o mesmo juiz que prejudicou a seleo do Brasil numa das Copas, foi o mesmo que viu o penlti na trombada dos zagueiros com o Fred.
    Sorte nossa…
    Tambm valeu a vaia dada na presidente.
    Mas, um pouco desrespeitosa com uma mulher, mas ningum estranhou…
    Para finalizar, a PM cumpriu rigorosamente asa ordens recebidas: enfiar a porrada em quem contestasse a Copa de 30 bilhes…

  2. Essa copa, como tantas outras, est comprada.
    S no v quem torcedor fantico.
    A fifa mfia de lavagem de dinheiro.
    Portanto vende qualquer coisa, principalmente resultados.

  3. Como roubado ? O primeiro gol do neymar e do oscar foram dois golaos, o Julio Cesar fez duas defesas sensacionais. O Brasil mereceu a vitria. A catimba do fred surtiu efeito, mas o gol de mo do Maradona todo mundo viu.

  4. Muitos cronistas, dizem que o jogador da Crocia colocou a
    mo de leve no ombro do Fred. Como, vendo o lance de longe pode-se medir a fora com que o Fred foi puxado, nenhum jogador,
    na eminncia de perigo de gol, vai colocar a mo no ombro
    do outro por nada. Fica a critrio do juiz se foi infrao ou no.

  5. Tudo de ruim que os argentinos falam do futebol brasileiro,
    produto da inveja. A Copa de 78 na Argentina, deveria ser
    anulada depois das declaraes do goleiro do Peru. Os argentinos
    deveriam ter vergonha desse campeonato.

  6. Prezados.. Sejamos coerentes e apegados ao que correto.

    Se estamos aqui nesta tribuna da liberdade…sempre debatendo…discutindo..levantando as questes
    morais…buscando denunciar todas as FORMAS de : DESONESTIDADE, ROUBOS E TODA A FORMA
    DE SE DAR BEM (LEI DE GERSON). Ento ..temos que nos ENVERGONHARMOS de nossas
    afeies morais..ao aprovarmos que SEJAMOS CAMPEES MUNDIAIS DE FUTEBOL (UM ESPORTE)
    COM ROUBOS ARQUITETADOS..NOS PORES DA FIFA E DO EXECUTIVO NACIONAL.

    Sem falso moralismo…ou sejamos ticos no trato esportivo…ou ento o que vale estarmos aqui
    ou nos diversos blogs..buscando uns com os outros extirpar a desonestidade do seio de nossa
    sociedade ? E o que estaremos “plantando” aos nossos filhos e netos ? Uma linha perigosa e mentirosa
    de que at para vencermos em um esporte temos que “armar uma rede de corrupo e subornos”
    como nitidamente assistimos ontem na partida entre o selecionado nacional e o selecionado da Croacia ? Quem entende de futebol e desapegado as paixes carnais (traio a sua conscincia) notou uma roubalheira vergonhosa contra o time da Croacia…passando-nos uma nitida e firme
    convico de que o que realmente prevalecera a lei de “gerson” armada por foras ocultas….
    creio que iguais as foras que direcionaram a conduo e a construo deste estdios.

    Sigamos em frente..mas apegados a verdade. Afinal vc tb responsvel.

    YAWHE SEJA LOUVADO..SEMPRE…

    Carlos de Jesus – Duque de Caxias -Rj

  7. Ter o futebol promovido as primeiras sacanagens ou a poltica? Ambos so antigos.
    As vezes fico pensando: quem ensinou a quem a arte de ludibriar, enganar, mentir, desviar recursos? Quem ter sido o professor?
    E quando os dois se juntam, ningum consegue segurar!

    Quando ontem assisti as manifestaes contra Dillma, vieram as lembranas do tempo em que o PT fazia o mesmo com os governos opositores, organizadamente – ao seu modo, com muito mais intensidade, volume e raiva. Esto provando do mesmo doce, da mesma prtica. Algum ainda ter a coragem de dizer que faziam porque tinham razo de faz-lo.
    Nada melhor do que um dia aps o outro.

  8. Este juz muito ruim, “SABE DE NADA INOCENTE”, marcou um penalti que no existiu, vrias faltas cometidas pelo time brasileiro no foram marcadas.

  9. No temos sade, educao e segurana… isso j sabemos… Mas se no Brasil acabar o futebol, o carnaval e a cerveja… Meu amigo… guerra civil… com toque de recolher e tudo mais… Um pas que exporta corruptos, que cria mtodos e frmulas para ludibriar tudo e todos… Eu um mero mortal brasileiro… fazer-o-que? isso mesmo…. tomar porrada dos PMs…. Realmente eu gostaria de ter condies de mandar meus filhos estudarem fora do Brasil… assim como o pessoal da Globo e os Polticos fazem…

  10. Senhores,

    O rbitro s v a cena uma vez, de longe. E em questo de dcimos de segundo.
    As pessoas s tiveram certeza da irregularidade depois da cena passar vrias vezes em cmera lenta, de vrios ngulos, luxo que o rbitro no teve.
    Fale srio: no momento “ao vivo” da falta, voc teve certeza que fora cavada?
    (isso do ponto de vista do rbitro)

    Mais feio foi o gol roubado pelo Fenmeno l no Haiti, em um jogo que no valia nada.

    Abraos.

  11. Esses Argentinos… S pra refrescar a memria: Na Copa de 1986, jogo da semi final, o Maradona fez gol com a mo, e o juz validou, eliminando a Inglaterra . E o ‘drogado’ debochando de tudo e de todos, ainda teve o displante de dizer que foi a mo de Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.