José Agripino é investigado por movimentações bancárias de R$ 15,9 milhões

Agripino é suspeito de usar parentes para lavagem de dinheiro

Deu no Congresso em Foco

Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) atribui ao presidente do DEM, senador José Agripino (RN), a realização de movimentações financeiras consideradas suspeitas no valor de R$ 15,9 milhões, entre dezembro de 2011 e novembro de 2014. A informação integra o inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o parlamentar que apura se ele recebeu propina da OAS, investigada na Lava Jato, em troca da liberação de recursos para a empreiteira na construção da Arena das Dunas, em Natal, para a Copa de 2014.

A obra foi financiada com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo o jornal O Globo, em reportagem de Carolina Brígido, a Polícia Federal vê indícios de que o senador utilizou parentes, assessores e empresas com as quais tem ligação para lavar dinheiro.

Na avaliação da PF, as movimentações são “um indício de que os pedidos de doações eleitorais feitos pelo parlamentar à OAS foram prontamente atendidos, e podem ter-se constituído em forma dissimulada de repasse de propina”. José Agripino nega irregularidades.

RELUZENTES INDÍCIOS – Os investigadores afirmam que os dados levantados até o momento fornecem “reluzentes indícios de que, de fato, as obras referentes à Arena das Dunas em Natal, entre 2011 e 2014, passou por diversos entraves perante os órgãos de controle e o próprio banco público financiador do empreendimento, o que corrobora a suspeita de que José Agripino Maia efetivamente atuou com a finalidade de auxiliar a empresa, destinatária do financiamento, na superação dessas dificuldades”. Entre os indícios citados pela PF, estão diálogos registrados no celular de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS.

De acordo com o Globo, as investigações apontam que o doleiro Alberto Youssef e os operadores Rafael Angulo Lopez e Adarico Negromonte Filho foram a Natal em mais de uma oportunidade, entre 2011 e 2014, para abastecer o caixa dois da OAS.

DEFESA DE AGRIPINO –  Em petição enviada ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do inquérito, a defesa de Agripino afirma que não há qualquer suspeita nas movimentações do senador. O presidente do DEM atribui as operações a dividendos da rede de comunicação e de loteamentos de sua família. Alega, ainda, que recebeu doações da mãe e fez transferências financeiras para os dois filhos no mesmo período.

“Esse dinheiro se refere a um longo período da minha vida. A minha família tem loteamentos, como o Alphaville, e vários empreendimentos imobiliários dos quais eu tenho participação. Eu tenho o direito de doar aos meus filhos e também de receber doação da minha mãe”, afirma o senador.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Interessante a matéria enviada pelo comentarista Virgilio Tamberlini. O senador José Agripino, conhecido pela esperteza, é autor do célebre conselho aos cabos eleitorais, para que não deixem “rabos de palha”. Mas essa história atual está meio esquisita. Como é que o BNDES petista iria atender ao pleito de um senador do DEM, ardoroso inimigo de Lula e Dilma? Desse jeito, a tradução simultânea fica dificultada. (C.N.)

9 thoughts on “José Agripino é investigado por movimentações bancárias de R$ 15,9 milhões

  1. Não é tão estranho assim.
    As obras da Copa foram licitadas através do RDC, lei criada pelo cartola petista Vicente Cândido. Essa lei permite a contratação apenas com o projeto básico, fato que permite vários aditivos e que o mesmo grupo que faz a obra a fiscalize, como ocorreu na ciclovia do Paes.
    Esse fato não é tão novo assim..

    http://www.valor.com.br/politica/4260888/lava-jato-stf-autoriza-abertura-de-inquerito-contra-senador-agripino

  2. Na N/R . há uma certa inocência política. Conheço há muito tempo um assessor do Planalto desde 2003, que inclusive desceu a rampa com a Dilma, que chamava o Arruda de ” Arrudinha ‘… Nos andares de cima o jogo é outro…

    • Não é inocência, amigo Virgilio. Os corruptos são iguais aos vampiros, é preciso acertá-los com balas de prata. Acusar o presidente do DEM de ter influenciado o BNDES petista é de um primarismo bestial.

      Abs.

      CN

      • Parece que o lula não mandava nada no PT, pois além de não conseguir “extirpar o DEM da política brasileira”, como vociferava, ainda ajudou o seu líder a enriquecer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *