Judiciário se isola e perde credibilidade

http://www2.sindbancarios.org.br/site2011/charges/image?format=raw&type=img&id=4

Roberto Monteiro Pinho                                             

A falta de credibilidade, e a distância entre os membros do Judiciário e a sociedade transformaram a Justiça num dos piores órgãos da República, a ponto de perder nas pesquisas para o Legislativo e o Executivo.  A cientista política Carla Michelle, professora da Faculdade Integrada do Ceará (FIC), discorda da hipótese que a queda da confiança social nas instituições se deu pela falta de retorno dessas entidades após as manifestações populares. A especialista afirma que a falta de identificação com as organizações tradicionais é um sinal de negação ao “associativismo”.

“É reflexo de uma sociedade que se transforma, e o momento é de rejeição a isso através do individualismo. Elas querem falar mais como pessoas físicas. Isso é uma tendência mundial”, avalia.

Nesse aspecto eu particularmente entendo que o isolamento da pessoa do juiz em relação aos que dele se aproximam, seja socialmente ou nos tribunais, afeta diretamente na imagem corporativa.

No panorama geral, a decisão do ministro Celso de Mello, que desempatou e legitimou a realização de um novo julgamento para 12 dos 25 condenados pelo esquema do mensalão, demonstra e comprova que é raro para políticos no Brasil irem para a cadeia depois de serem condenados por crimes como corrupção, sequestro e trabalho escravo, tudo por conta do ‘foro privilegiado’, desfrutado por cerca de 700 figuras políticas, incluindo ministros e todos os 594 membros do Congresso Nacional.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

9 thoughts on “Judiciário se isola e perde credibilidade

  1. O Supremo … representa a “Suprema Esculhambação” do país. O ministro Marco Aurélio disse que tem 400 processos aguardando sua decisão. Diante das câmeras de tv, o presidente Joaquim Barbosa adiou, por decisão própria, o voto de desempate do ministro Celso de Mello, pois tinham que dar expediente no TSE … estavam atrasados. Como seja: alguns deles trabalham no TSE … e também no “Supremo”. Segundas e sextas feiras … trabalho … nem pensar. A desmoralização é total. O apodrecimento das nossas instituições é absoluto. “A credibilidade do Supremo encontra-se à beira do precipício”, disse o mesmo Marco Aurélio. Não! A credibilidade daquela koyza … já não existe mais, faz tempo. Até um empregado (Toffoli) do Zé Dirceu conseguiu trabalhar lá, sem nunca ter sido juiz. Fechem aquilo de uma vez, sem mais delongas!!! O país festejaria e agradeceria imensamente.

  2. E … no lugar do “Supremo”, viria o quê?
    Tribunal da Vergonha na Cara. Sem carros e sem motoristas para os “ministros”. Sem essa de “trabalhar” em dois lugares ao mesmo tempo, só a partir das 14 horas e folgando às segundas e sextas, além dos 283 recessos anuais. Neste “Supremo” (reparem!!! vejam na tv!!!) tem até o cargo de “Empurrador/Ajeitador de Cadeiras Ministeriais”. Quanto ganha um E.A.C.M.? Deve haver uma carreira: EACM nível 1, EACM nível 2, etc. A partir de uns … vejamos … R$8 mil/mês.Isto … sem contar as gratificações de lei, verbas extras por vezes em que empurrou as cadeiras, etc. Nada mal. Para começar esta brilhante e promissora carreira.

  3. Mas não foi sempre assim. Na década de 50, na minha infância, o Juiz de Direito da minha cidade era um homem maduro, com salário e padrão de vida discretos. Era muito respeitado por todos.

  4. SE O MAGISTRADO, CELSO NA VISÃO DELE, E DENTRO DO CONHECIMENTO DELE O MESMO USOU A LEI, NÃO VEJO NADA DE ANORMAL. NA REALIDADE, O QUE QUERIAM A IMPRENSA SIM, VER O ZÉ DIRCEU LASCADO, MAS CELSO DE MELO, MOSTROU QUE HÁ LEIS AINDA E SEGUIU A CONSTITUIÇÁO.IMPRENSA, E SOCIEDADE NÃO DEVEM PAUTAR JUIZ, MAS A IMPRENSA GOSTA DE SE ACHAR A SABIDONA DE TUDO. SE NÃO QUEREM O PT,O POVO É QUE DEVE SABER, É SÓ VOTAR CONTRA.ESSE JULGAMENTO DA AP- 470 FOI UMA VERGONHA.A IMPRENSA TERÁ QUE QUE ESPERAR UM POUCO MAIS. VAMOS ESPERAR.

  5. Caro Roberto,

    O Poder Judiciário está C&A para a opinião da sociedade. Em qualquer mamata salarial, são sempre os primeiros a receber e a ganhar a causa na “justiça”.
    Bom demais!
    O mais importante para os seus ministros é que o recesso está chegando e poderão conhecer aquela nova maravilha do Caribe com o aumento de salário e gratificações já garantidos!

    Abraços.
    PS: País e chouriço não se faz deitado em berço esplêndido.

  6. Senhores, No Brasil, quando “se vira Autoridade” para servir ao Cidadão(os), se “viram donos”, ou “deuses” que todos se devem curvar para suas “mazelas indignas” e chamá-los de “excelência”. Na questão trabalho, trabalham de 3ª a 5ª,2 horas diárias, 100 dias por ano, enquanto o trabalhador- palhaço-idiota, que constroi esse País injusto, trabalha 8 hora de 2ª a 6ª 310 dias, perdendo 6 horas no transito, e 72% ganhando o salário mínimo miserável, e os que ganham um pouco acima, ainda pagam IR como se o salário fosse renda!!
    Autoridades do Brasil, altos salários, mordomias, isentas do IR, não contando com o “roubo do cofre público”, tudo pago pelo trabalhador idiota,
    JUSTIÇA no BRASIL para os 3Ps-pobre, preto e puta é UTOPIA.
    Cremos que 18 de SETEMBRO passará a ser o “DIA DA VERGONHA NACIONAL”, QUANDO LADRÕES DE ALTO COTURNO RECEBERAM A BENÇÃO DA IMPUNIDADE DO STF, estuprando a SRª JUSTIÇA.
    A Srª Desembargadora Eliane Calmon, disse tudo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *