Lêdo Ivo, um poeta mutante, capaz de sentir saudades daquilo que nunca foi…

Resultado de imagem para ledo ivoPaulo Peres
Site Poemas & Canções

O jornalista, cronista, romancista, contista, ensaísta e poeta alagoano Lêdo Ivo (1924-2012), no soneto “A Mudança”, afirma que se pode mudar e permanecer bem longe das mudanças, sendo, ao mesmo tempo, quem vive e quem morre de tanto mudar.

A MUDANÇA
Lêdo Ivo

Mudo todas as horas.
E o tempo, sem demora,
muda mais do que fia.

Mudo mas permaneço
bem longe das mudanças.
Como uma flor, floresço.
Sou pétala e esperança.

Mudo e sou sempre o mesmo,
igual a um tiro a esmo.
Como um rio que corre.

Sem sair de onde estou,
de tanto mudar sou
o que vive e o que morre.

2 thoughts on “Lêdo Ivo, um poeta mutante, capaz de sentir saudades daquilo que nunca foi…

  1. É, seu Paulo, felizmente há outros que pensam diferentemente e com otimismo. A vida nos dá oportunidade de conhecer a complexidade e a maravilha que é o universo. Até as flores que enfeitam nossas vidas e abelhas que as polinizam também morrem – sem reclamar!
    Lembre-se que considerar algo verdadeiro também é uma crença. O senhor pode estar sonhando que está vivo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *