Lembranças sobre o golpe do general Lott para empossar JK

Antonio Santos Aquino

Tudo o que Sebastião Nery escreve é bonito, porque funde realidade e romance. Quem não conhece a história aceita como realidade. Quem a conhece por tê-la visto e vivido, respeita o jornalista e escritor.

Na verdade o general Denys nunca cercou a casa de Café Filho, mesmo porque o vice-presidente morava em um pequeno apartamento na rua Joaquim Nabuco, em Copacabana. O golpe desfechado por Lott em 11 de Novembro de 1955, que ficou conhecido como o golpe preventivo de Lott, antecipando-se ao “golpe” da UDN contra a posse de Juscelino, teve como estopim a quebra de disciplina do coronel Jurandir Bizarria Mamede, que no sepultamento do general Canrobert Pereira da Costa, na presença de Lott, discursou criticando duramente os eleitos, dando a entender que havia uma conspiração contra a posse de Juscelino, que era propalada às claras pelos políticos da UDN.

Lott já tinha sido informado dessa movimentação. (Sem esquecermos que a UDN desde há muito já penetrara nos quartéis, bases e navios da Forças Armadas). Lott dirige-se ao Catete, e pede ao presidente a punição do Coronel Mamede, que servia na Escola Superior de Guerra.

Carlos Luz, que estava no governo substituindo Café Filho, que alegara doença, recusa-se a punir o coronel. Lott finge conformar-se e pede demissão. Carlos Luz queria que ele passase o comando no mesmo dia ao general Fiuza.

Lott, alegando ter que colocar algumas coisas em ordem, marca para às 10hs do dia seguinte a passagem do comando. De noite, entende-se com Denys e manda mensagem para todos os comandos do Brasil. De madrugada, joga os tanques na rua e cerca a Aeronáutica e a Marinha. Os golpistas correm para o cruzador Tamandaré, onde estava o comandante da Esquadra, almirante Pena Boto, e tendo como comandante o almirante Heck.

O Exército em todo o Brasil atendeu o comando de Lott. O golpe preventivo do Ministro da Guerra, Henrique Batista Duffles Teixeira Lott, estava dado. Eu servia no cruzador Barroso. E a história continua, cada vez mais fascinante.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *