Lio potica: “No deixes portas entreabertas; escancare-as ou bata-as de vez”

Resultado de imagem para flora figueiredo

Flora trabalha mensagens curtas e de grande alcancePaulo Peres
Site Poemas & Canes

A tradutora, cronista e poeta paulista Flora Figueiredo faz um belo Lembrete, para nunca deixarmos portas entreabertas. uma grande lio de vida, contida num poema direto, de poucas palavras.

LEMBRETE
Flora Figueiredo

No deixes portas entreabertas
Escancare-as.
Ou bata-as de vez.
Pelos vos, brechas e fendas.
Passam apenas semiventos.
Meias verdades
E muita insensatez.

3 thoughts on “Lio potica: “No deixes portas entreabertas; escancare-as ou bata-as de vez”

  1. Foi exatamente o que aconteceu na polticos, os vidos pelo poder deixaram as portas entreabertas com a famigerada anistia feita nas coxas, e deu no que deu, os detritos voltaram a bloquear a evoluo do pas e de populao, e, sobretudo, a convivncia poltico-econmico-social, que, infelizmente, no obstante os avanos tecnolgicos mundiais, ainda continua na idade da pedra.

  2. De Gonzaguinha e Gonzago

    “Veja bem,
    Nosso caso uma porta entreaberta
    E eu busquei a palavra mais certa
    V se entende o meu grito de alerta”

  3. No deixes portas entreabertas
    Escancare-as.
    Ou bata-as de vez.
    Pelos vos, brechas e fendas.
    Passam apenas semiventos.
    Meias verdades
    E muita insensatez.
    ====

    Tenho um lema que aprendi bem cedo: nunca me atrevo a ensinar o que no sei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.