Líder dos bombeiros do Rio faz greve de fome

Reportagem de Taís Mendes, em O Globo, mostra que os bombeiros do Rio, que estão em greve desde a noite da quinta-feira, adiaram neste domingo a assembleia para debater os rumos do movimento. A passeata de protesto, que estava prevista para percorrer a orla de Copacabana, também foi suspensa.

O ato era um repúdio contra a prisão dos líderes grevistas, entre eles o cabo do Corpo de Bombeiros Benevenuto Daciolo, preso a noite de quarta-feira e que está fazendo greve de fome.

Segundo Cristiane Daciolo, mulher do cabo, seu marido deveria sair de Bangu 1, presídio destinado a bandidos de alta periculosidade: ” São 30 homens de bem presos como bandidos. Pelo menos eles deveriam estar no lugar certo, que é o Grupamento Especial Prisional. Meu marido está fazendo greve de fome. Desde quinta-feira ele não come nada “.

Diferentemente do ano passado, quando a população apoiou a greve, usando fitinhas vermelhas que eram distribuídas pelo comando grevista, durante o protesto deste domingo não houve qualquer participação de apoio por parte dos banhistas que estavam na praia.

Cerca de 150 bombeiros participaram do ato. Um ônibus especial, com placa de Niterói, levou parte dos manifestantes, a maioria deles mulheres e jovens. Uma kombi do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal Fluminense (UFF) levou faixas e cartazes para o protesto.

###
TV GLOBO FOI EXPULSA

Detalhe final: as duas equipes de filmagem que a TV Glogo enviou para Copacabana foram expulsas da manifestação pelos participantes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *