Lindbergh vai liderar passeata para manter royalties dos estados produtores.

Carlos Newton

Por causa da redução dos royalties do petróleo para os estados produtores, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) está prestes a repetir um feito que, há 20 anos, o catapultou à política: liderar uma passeata de protesto que tem o governo federal como alvo.

“Tenho de mostrar firmeza. Esta é a postura que as pessoas querem de mim. Não sou aquele cara do PT em quem alguém dá uma ordem e fica de cabeça baixa”, disse o parlamentar à repórter Vera Magalhães, da Folha de S. Paulo,

Em 1992, ele era o presidente da UNE que liderava os caras-pintadas no movimento “fora, Collor”. No próximo dia 10, voltará às ruas para pedir que a presidente Dilma Rousseff tenha “sensibilidade” de apoiar o Rio de Janeiro na luta contra a perda de receita de royalties de petróleo.

Lindbergh faz da briga dos royalties a bandeira para se projetar na disputa pelo governo do Estado em 2014. Ele pode ser aliado de Dilma, mas deixa nas entrelinhas a mensagem de que pode radicalizar. Resta saber como a presidente Dilma e o próprio PT reagirão a uma postura de rebeldia por parte de Lindbergh.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *