Livre pensar é só pensar (Millôr Fernandes)

A BÍBLIA DO CAOS (NOVO EVANGELHO) – Parte 2

 

XI.
Moderno. Moderno em relação a quê? Moderno é apenas um pressuposto cronológico. Se o rádio tivesse sido inventado depois da televisão as crianças sairiam correndo, maravilhadas: “Mamãe, mamãe, inventaram uma televisão sem cara!”
XII.
Enquanto uma verdade existe por si mesma, por aí, metafísica, pairando no ar ,incerta e viva, tudo bem. Mas, desde que é apreendida por uma cabeça humana, sofre um processo de alteração irreversível, a refração de cada cabeça nova que por via direta ou indireta, toma conhecimento dela, e a transforma e conspurca. E está poluída pra todo o sempre.
XIII.
Depois de teimosa e solitária antevisão, lutando contra tudo, gastando meses de preparação, usando de alta técnica, pondo dentro de sua embarcação um membro de cada espécie existente, enfrentando quarenta dias de navegação em águas violentas, Noé conseguiu, afinal, salvar a humanidade da extinção. Sozinho, contra todos, até Deus, pois las intenciones de Dios eram bien conocidas. Imediatamente passou a ser chamado de ante-diluviano. Assim vai a ingratidão humana.
XIV.
Não hesite quando, no caminho da sua vida, você encontrar uma bifurcação; siga em frente.
XV.
Não devemos odiar com fins lucrativos. O ódio perde a sua pureza.
XVI.
Não se assuste porque no Brasil cada vez há mais desempregados, mais famintos e mais violência. Está provado que é o clima.
XVII.
Este país não pode melhorar enquanto o governo gastar todo o seu dinheiro na propaganda da rosca e a oposição colocar todo seu esforço na condenação do furo
XIX.
A cada dia que passa, permissividade ou não permissividade, censura ou não censura, continua sendo imoral se discutir em público, em todos os meios, o tamanho do mandato do Presidente.
XX.
A verdade é que os de cima realmente não trabalham. Não vamos tergiversar, trabalhar é dar duro, é suar, é fazer coisas que não são agradáveis, nem ocasionais, “faço hoje, depois faço quando me der na telha”. Pois é, os de cima, que não trabalham, não produzem dinheiro. Em compensação têm todo o tempo pra bolar esquema de tomar o dinheiro dos que estão por baixo e trabalham, e dão duro, e suam, e fazem, continuadamente, coisas que não são agradáveis. E, para tomarem esse dinheiro que não lhes pertence, os de cima inventam palavras nobres, como mordomia, financia, ideologia, macroeconomia e constituinteria.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “Livre pensar é só pensar (Millôr Fernandes)

    • Artur, Livre pensar é só pensar não é nenhuma obra de Millôr. É apenas uma expressão que ele criou e usava como título de uma seção de suas páginas de humor. È muito difícil saber quando ele começou a usar este título.

      Abs.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *