Lula agora fica calado, ao invés de dizer que não sabia de nada

Mudança de estratégia. Lula decidiu nada dizer sobre a acusação do advogado Luiz Fernando Corrêa Barbosa, que representa Roberto Jefferson no caso do mensalão. Como se sabe, Barbosa afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva era o mandante e pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abra processo contra ele.

“Ele (Lula) não só sabia como ordenou o desencadeamento de tudo isso que essa ação penal discute aqui. Ele ordenou. Aqueles ministros (José Dirceu, Luiz Gushiken e Anderson Adauto) eram só auxiliares”, disse o advogado, que citou a exposição de Roberto Gurgel, procurador geral da República, de que o esquema ocorria no Palácio do Planalto.

Para o advogado, dizer que Lula não sabia é uma ofensa ao ex-presidente. “Claro que sua excelência (Gurgel) não pode afirmar que o presidente da República fosse um pateta, um deficiente, que, sob suas barbas estivessem acontecendo tenebrosas transações e ele não soubesse nada”.

Barbosa afirmou que Jefferson contou a Lula sobre o esquema e disse que este não tomou nenhuma medida para investigá-lo. Destacou que uma certidão emitida pela então chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, atual presidente da República, dava conta que nenhum procedimento foi aberto a mando de Lula.

Segundo Barbosa, Gurgel quer jogar “o povo contra o tribunal”. “E por que quer fazer isso? Porque não cumpriu seu papel”, disse, referindo-se ao fato de que o ex-presidente Lula não foi denunciado como responsável por envolvimento no escândalo. O defensor de Jefferson pediu que a ação penal do mensalão seja convertida em diligência para que Lula seja investigado ou que se abra outro processo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *