Lula apoia críticas de Bolsonaro à imprensa, mas diz que ele precisa “parar de falar bobagem”

Bolsonaro tem que parar de dar “recado para o seu clube”, diz Lula

Deu na Folha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) citou o nazismo ao falar sobre o tratamento jornalístico dado pela TV Globo às mensagens da Lava Jato obtidas pelo site The Intercept Brasil. Para ele, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) faz algumas críticas à emissora que são corretas. As declarações foram dadas em entrevista ao UOL publicada neste domingo, dia 26.

Questionado sobre os ataques de Bolsonaro a jornalistas, Lula afirmou que, durante seu governo, de 2003 a 2010, houve “um momento de oito anos de pensamento único contra o Lula”. Em seguida, relacionou ao nazismo à cobertura jornalística da TV Globo sobre as mensagens obtidas pelo Intercept e divulgadas pelo site em parceria com outros veículos, como a Folha.

ATUAÇÃO DE MORO – Os diálogos colocaram em dúvida a imparcialidade do então juiz Sergio Moro ao expor sua atuação nos bastidores, em parceria com policiais e procuradores na linha de frente das investigações.

“O que a Globo está fazendo com o Intercept, era capaz que o nazismo não fizesse. Ela só teve coragem de citar o Intercept duas vezes: quando o Intercept publicou o nome do Faustão, que acho que tinha dado aula pro Moro, e quando foi citar o nome do Roberto D’Ávila, que tinha trabalhado para arrecadar dinheiro para o meu filme. A Globo não fez sequer matéria contra a fajutice da denúncia do Ministério Público [contra o jornalista Glenn Greenwald, diretor do site]. Então, isso é censura”, disse Lula.

Os diálogos dos procuradores da Lava Jato, porém, foram alvo de reportagens do programa Fantástico, da TV Globo, quando da revelação das primeiras mensagens. A denúncia do Ministério Público contra Glenn também foi noticiada pela emissora. Em nota, a emissora afirma que Lula “deveria se informar melhor antes de fazer afirmações falsas”.

NOTA – “A Globo cobriu amplamente as denúncias do Intercept. A Al-Jazeera pediu em julho do ano passado um levantamento sobre a minutagem da cobertura. No levantamento, a Globo informou que, apenas de 9 de junho a 24 de julho, a emissora publicou uma hora e quarenta e três minutos de reportagens sobre o assunto no JN e no Fantástico —se considerássemos os outros telejornais esse tempo seria muitas vezes maior. E nos meses seguintes continuou publicando as novidades do caso. As reportagens estão disponíveis no Globoplay e qualquer um pode atualizar o levantamento”, afirmou.

Sobre o caso da denúncia contra Glenn, a Globo diz que “publicou matéria de sete minutos, com ampla divulgação às críticas a ação do procurador, inclusive um vídeo do próprio Glenn”. A citação do petista ao nazismo ocorre cerca de uma semana após a demissão do secretário de Cultura Roberto Alvim, que em um vídeo copiou um trecho de discurso do ministro da Propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels.

“CRÍTICA CORRETA” – Indagado se então o comportamento de Bolsonaro em relação à imprensa seria justificável, o petista respondeu que “tem crítica que ele faz que é correta”.

“Acho que tem crítica que ele [Bolsonaro] faz que é correta. Dê a ele o mesmo direito que dá aos outros, direito de falar, abra para ele falar. Na greve dos jornalistas de 1979, os donos de jornais descobriram que não precisavam tanto de jornalistas, que poderiam fazer jornalismo sem precisar do jornalista. Agora, o Bolsonaro está provando que é possível fazer notícia sem precisar dos jornais, da televisão. Ele faz por ele mesmo. Aliás, o Trump já fez escola”, continuou.

REDES SOCIAIS – Lula, no entanto, criticou o fato de o presidente privilegiar as redes sociais em detrimento do atendimento à imprensa. “Eu ainda respeito, marco toda semana uma entrevista. Não acho que é correto um presidente da República se comunicar pelo seu Twitter, um presidente da República tem a obrigação de prestar contas à democracia, atendendo a imprensa. Não aquele cafezinho formal, em que tem um general como porta-voz, que é tudo quase militarizado. Mais do que no tempo dos militares. Marca uma entrevista livre com a imprensa e deixa a imprensa perguntar!”

Sobre as eleições de 2020, Lula falou que o PT “não tem os grandes nomes que já teve na ativa” e que o partido está disposto a fazer alianças políticas. Afirmou ainda que Eduardo Suplicy, que está reunindo assinaturas de apoio à sua pré-candidatura para a Prefeitura de São Paulo, pode surpreender.

APOIO – Lula deu razão à Fernando Haddad, que disputou as últimas eleições presidenciais e, segundo o ex-presidente, não quer concorrer à Prefeitura de São Paulo novamente. “O Haddad é um quadro muito importante, tem uma tarefa nacional e internacional importante para o PT. Acho que está correto em não querer ser candidato.”

O ex-presidente opinou ainda sobre o primeiro ano de Jair Bolsonaro e afirmou que, mesmo quem não votou em Bolsonaro deve entender que “ele é presidente”. Para Lula, o atual presidente deveria “parar de falar bobagem” e “ficar dando recado para o seu clube”. “Eu vou ficar sentado na cadeira, dizendo que ele não presta e torcendo para que dê tudo errado? Não. Nós temos que torcer para que estas pessoas governem pensando na maioria do povo brasileiro”, afirmou ele.

POPULARIDADE – O petista disse ainda que Bolsonaro pode recuperar sua popularidade nos próximos anos. “Por isso que eu acho que a gente não tem que ficar perguntando se Bolsonaro cresceu, se ele caiu, ele tem que governar quatro anos, ele foi eleito para cumprir um mandato de quatro anos. E ele que governe com a maior competência possível porque, se for bem, tem o direito a ser candidato à reeleição”, completou.

30 thoughts on “Lula apoia críticas de Bolsonaro à imprensa, mas diz que ele precisa “parar de falar bobagem”

    • Besteira, caro amigo.
      Essa narrativa tem que acabar.
      O Nine está morto politicamente. Queimado até mais não poder.
      A turma dos petistas não tem quantidade de votos pra eleger o ladrão.
      Além do mais, só existem bolsonaro e lula no cenário político?
      Claro que não!
      O bolsonaro merece um pé na bunda por ser um traídor descarado, e o lula merece o esquecimento no colo do capiroto.
      Simples assim.
      Atenciosamente.

      MORO em 2022!!

  1. Lula deveria estar preso juntamente com os juizes do STF que possibilitaram sua fuga oficial de Curitiba.
    Podemos evitar esse acinte com perseverança, liderança e principalmente agir em vez de viver de esperança.

    • Pano rápido, Skeleton!

      Parabéns pelo seu comentário! Os jumentinhos bolsonaristas ficarão com a face rubra e as orelhas em brasa!

      E não custa lembrar que a escolha de Augusto Aras por Bolsonaro também foi elogiada por gente como Renan Calheiros e Toffoli….

      Mas isso os jumentinhos não comentam, né?

      Deve ser invenção da imprenxa cumunixta…..

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

  2. A. Luís, de fato tens razão quando afirmas que …

    “o Maior L.A.D.R.Ã.O da história da humanidade,
    PROVOU do grelo de cada uma e comprovou que era tudo duro.”

    E parece que entre uma “provada” e outra ia uma “golada” de 51, para espantar as moscas.

  3. hahaha… mas olha só o que alguns dias de realidade causam em um homi né? Lula saiu da cana achando que moveria multidões, que seria levado nos braços do povo de volta ao poder… Começou fazendo discursos radicais, tentando levantar as massas imaginarias. Ninguem deu ouvidos, ninguem apareceu, não há protestos, nem massa, nem nada…

    Agora começa a fazer um discurso pianinho, voltou o paz e amor, já era Lulinha.

  4. Sr. José Guilherme Schossland A turma do falante não é flor que se cheire.
    Enrolados até o pescoço com assuntos diversos e cabulosos.
    Se o falante ganhar as próximas eleições, ninguém vai mais preso, só o Sr. e eu.
    A justiça será trancafiada e amarrada nos pés e nas mãos.
    Aliás, o falante, já começou sua empreitada de emaranhar tudo o que for relacionado a justiça. Estou mentindo?
    Isso é o peso de uma família corrupta.
    Pode escrever, em breve, a justiça será o gatinho de estimação de todos os políticos.
    Quem viver verá.

    Em tempo: O falante não vale nada, é um traídor contumaz, teremos muitos dissabores pela frente.
    Atenciosamente.

  5. ““Eu vou ficar sentado na cadeira, dizendo que ele não presta e torcendo para que dê tudo errado? Não. Nós temos que torcer para que estas pessoas governem pensando na maioria do povo brasileiro”, afirmou ele. E ele que governe com a maior competência possível porque, se for bem, tem o direito a ser candidato à reeleição”, completou.

    -Será que o Lula ficou mais sensato que os lulistas que pregam urgente afundamento do país com o Bolsonaro dentro? Ou tamanha sensatez será só da boca para fora?

  6. Logo cedo, antes de sair para TRABALHAR, vi esse post e pensei : “Quando terminar meu TRABALHO, vou ver o comentário do Alex Cardoso”.
    PS: Ele deve ter ficado com vergonha do Espectro e do Roberto marques.
    PS: Achava que era mentira, que a janja tinha uma vingança antiga contra o lula; mas ao ver como ela cuida do paletó dele; imagine o resto (camisa, cueca, comida, agua, remédios, etc).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *