Lula e Dilma prometeram fazer barragens em Pernambuco e não cumpriram

Resultado de imagem para enchentes em pernambuco

Em Palmares, a procura de  comida na lama

Edjailson Xavier Correia

Cenas dantescas de fome e miséria total em Pernambuco e outros Estados do Nordeste, em meio a torrentes de chuvas , alagamentos e destruição de bairros inteiros. Em Pernambuco, em 2010 a mesma intensidade de chuvas caiu, causando a destruição e perdas de vidas. E chorosamente, copiosamente, Dilma e Lula prometeram ao povo dessas áreas que iam construir 6 barragens com o dinheiro do famigerado PAC e nunca mais aquele povo viria esse caos. Hoje, com a mesma intensidade de chuvas e transbordamentos de rios e o caos urbano (eterno) em todas as cidades, novamente com perdas de vidas e a miséria campeando, o governador Paulo Câmara aliado e amigo de Eduardo Campos, quando foi cobrado das seis barragens prometidas, disse que precariamente somente uma existe, feita com dinheiro de Pernambuco, pois a União não mandou um tostão, e as outras estão naquele universo de mentiras do lulopetralhismo.

Não sei se vocês, pela mídia sulista, viram as cenas, na cidade de Palmares, em Pernambuco, quando os supermercados foram colocar no lixo as comidas estragadas pelas inundações, em meio a lama que ainda corria pelas ruas, e centenas de pobres atingidos pelo caos correram em busca de comida numa cena dantesca e triste em pleno terceiro milênio.

PRECONCEITOS – Ontem visualizei os comentários nas mídias sociais nos agredindo de miseráveis, nos impingindo humilhacões e preconceitos por sermos nordestinos, criticando aqueles que votaram e ainda votam no PT, enfim, nos colocando no lixo, achando pouco aquelas cenas e o rancor dos homens de bem aos homens públicos desse país em desencanto.

No meio da tristeza, pois amo meu semelhante pela formação cristã e os ensinamentos que ela encerra, pois em Jesus há a plenitude, há o Amor Eterno, peço às pessoas que antes de criticarem o cidadão esfomeado e desprezado pelos governantes, firmem em seus pensamentos de que nesse Nordeste sofrido e enganado pelos “maus políticos e criminosos de lesa-pátria impunes” ainda tem gente de bem, gente honesta e trabalhadora, não nos meça e nos compare com o “comportamento ou atos de Lula e Dilma ou quem quer que seja do PT e outros Partidos nessa nau em decomposição moral, ética e administrativa chamada Brasil”.

SOMOS VÍTIMAS – Nós não somos iguais a eles, somos vítimas tanto quanto vocês do sul maravilha, desse mar de lama impune e imune que devasta a Nação mais viável do planeta, que deixa mais de 15 milhões de desempregados (numa família de 5 pessoas isso representa 75 milhões de seres humanos atingidos pelo desemprego), fora os empobrecidos, endividados, sem perspectivas de futuro, tal é o nível veloz de empobrecimento e decadência da Família brasileira.

Sem saúde, sem educação, sem segurança física e jurídica, sem infraestrutura urbana e rural, engolidos por 14 anos de incúria administrativa, provada e comprovada, impune, imune, e, ainda temos o desprazer de ouvir e ver que quem devia punir essa gente que empurrou o Brasil para esse caos grandioso (vamos precisar de 15 anos para restabelecermos um caminho para nosso amado Brasil) dizer que seria uma “comoção” prender o “grande comandante desses 14 anos de desmandos”.

Ora, comoção é ver nosso povo no meio da lama, procurando comida para levar para suas famílias e perdendo casas e moveis, vidas e o futuro de suas famílias.

6 thoughts on “Lula e Dilma prometeram fazer barragens em Pernambuco e não cumpriram

  1. Os Governadores de você viviam pelas televisões de conchavo com a dilma e o lula e a própria população votando em massa nessas “coisas perniciosas”. Agora é tarde para chorar o leite derramado e aproveitem e aprendam a votar e exigir seus direitos.

  2. Edjailson, amigo, já não existe mais sul maravilha.Quem dera existisse e pudéssemos dar a mão a vocês, que sofrem tanto.Essa raça vermelha destruiu o país todo. Sabe-se lá quando é que nos levantaremos.Fiquem com Deus.

  3. Meu avô paterno era de Caetité, Bahia. Veio jovem para o Sul, para Ribeirão Preto, onde constituiu família, casando com minha avó, que era descendente de italiana e alemão. Homem honrado, trabalhador, forte. Deve nascido entre 1860 e 1870. Origem africana e indígena. Meu pai se casou com minha mãe, filha de italianos.E meus irmãos e eu continuamos a miscigenação. Nasci no Paraná, estudei em Bauru , Ribeirão Preto e depois Araraquara e Rio de Janeiro. Quero dizer que o Brasil é um país maravilhoso, porém maltratado. Sou muito grato aos nordestinos. Conheci muitos deles de altíssimo nível. Honestos, trabalhadores e, tendo oportunidade nos estudos, alcançam posição de destaque onde estiverem e em qualquer atividade. Mesmos os que não estudaram mostram integridade de caráter e sou gratíssimo a muitos do Norte e Nordeste. Pessoas desonestas e perversas há em qualquer parte do mundo, inclusive no “primeiro mundo”. Nosso país, se quiser ser grande, deve investir na Educação, na Saúde (prevenção de doenças) e sobretudo nos valores éticos não concordo com os argumentos levados pela tentação da separação Os bons administradores virão naturalmente se nosso povo acordar e descobrir seu menso valor. Perdemos grande oportunidade de darmos alguns passos adiante e, creio, retrocedemos em todas as regiões e em praticamente todas as áreas do conhecimento. Hoje somos um povo doente, na UTI, uma nação quase falida. Se esperar é não morrer. continuo vivo, esperando, procurando fazer minha parte. Acreditemos na democracia, não desanimemos e que o Bom Deus nos abençoe!

  4. Quem acusa os nordestinos de serem culpados de sua infelicidade por não saberem votar deveria indicar qual Estado brasileiro é ótimo em função do voto correto de seus cidadãos. Tem dó, é preconceito demais.

  5. O que padim lula fez pelo nordeste além do voto-cabresto-bolsa-familia-migalhinha?
    Água decente? Obras contra a seca? Barragens contra enchentes? Escolas? Rede de esgoto?Dignidade? Empregos? Segurança pública?
    E ainda escuto de muitos nordestinos que o lula é que é o cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *