Lula insiste em alegar que é “perseguido político”, mas as provas contra ele são abundantes

Notícias sobre PF – Polícia Federal | VEJA

Charge do Alpino (Yahoo Notícias)

José Vianna e Ederson Hising
RPC Curitiba e G1 PR

A decisão desta sexta-feira, que transformou em réus ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, pelo crime de lavagem de dinheiro em inquérito da Operação Lava Jato sobre o Instituto Lula, segundo o advogado Cristiano Zanin Martins, responsável pela defesa do ex-presidente, é mais um ato de perseguição contra o  Lula”.

Disse o advogado, em nota à  imprensa, que o juiz federal Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, equivocou-se ao aceitar “processar mais uma ação penal descabida”.

DOAÇÕES LÍCITAS – Segundo a nota, a denúncia “tenta transformar doações lícitas e contabilizadas para o Instituto Lula – que não se confunde com a pessoa do ex-presidente – em atos ilícitos, em evidente prática de lawfare [guerra jurídica]”.

“A mesma decisão desconsidera que Lula já foi definitivamente absolvido pela Justiça Federal de Brasília da absurda acusação de integrar de uma organização criminosa, assim como desconsidera decisão do Supremo Tribunal Federal que retirou da Justiça Federal de Curitiba a competência para analisar o assunto. Por tais motivos, dentre outros, a decisão será impugnada pelos meios legalmente cabíveis”, conclui o advogado.

DIZ O INSTITUTO LULA – Em nota, o Instituto Lula informou que as doações “foram legais, feitas via transferências bancárias documentadas e contabilizadas, com os devidos impostos declarados e recolhidos. Cada centavo arrecadado foi gasto e contabilizado exclusivamente nas atividades do Instituto”.

“Esta instituição jamais serviu para ilícitos, ela é responsável pelo acervo e legado do governo que tirou o Brasil do mapa da fome e foi palco da elaboração de algumas das políticas públicas mais exitosas na história do país”, afirmou.

As defesas de Paulo Okamotto e de Antonio Palocci foram procuradas, mas não retornaram até a última atualização desta reportagem.

DELAÇÃO DE PALOCCI – À época da denúncia, a defesa de Palocci afirmou que a acusação estava baseada na colaboração dele e que comprovava a efetividade do acordo do ex-ministro. O advogado de Okamotto tinha afirmado que o cliente jamais tratou de propina ou de ilegalidades.

O G1 tenta contato com os advogados de Alexandrino de Alencar e da Odebrecht. A defesa de Hilberto Mascarenhas não foi localizada.

À época da denúncia, a Odebrecht informou que colabora com as autoridades desde 2016, que fez acordos no Brasil e no exterior com instituições de mais de seis países e afirmou que, atualmente, tem controles internos rigorosos que reforçam o compromisso com a ética, a integridade e com a transparência.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É sempre a mesma conversa fiada, de que Lula está sendo vítima de uma perseguição política. Com esse papo furado, o ex-presidente já incomodou até o Papa Francisco, que quase embarcou nessa furada. Na verdade, a imagem de Lula no exterior é muito melhor do que a imagem do Brasil, embora as provas contra ele sejam abundantes, vejam a que ponto chegamos. (C.N)

8 thoughts on “Lula insiste em alegar que é “perseguido político”, mas as provas contra ele são abundantes

  1. Só quero devolução do nosso dinheiro .

    Não vou me iludir pedindo cadeia para ele por que os exemplos do nosso STF falam por si!

    “Juízes nomeados por militantes governistas não têm credibilidade”
    Mauricio Macri

  2. Nesse caso específico do Instituto Lula, creio que não há nenhuma prova contundente. Se as doações foram registradas e contabilizadas, então, fica muito difícil concordar com tal afirmação. Creio que nesse processo vai haver reversão. Isso comentando com a razão.
    O resto é torcida.

  3. Viva! Então finalmente depois de tantos anos encontraram uma prova? Quem sabe um papel de padaria com assinaturas passando para o nome dele o Triplex? Ou melhor ainda uma escritura feita em cartorio? Quem sabe até um registro de imóvel? Pode ser também um boleto de condomínio pago e com o nome dele? Talvez uma cota do IPTU?
    Não é necessário muitas provas, basta UMA.

  4. Não se preocupe não Lulete. Logo, logo o Bozo e os filhos bozinhos estarão na mesma situação que você e usarão os mesmos “argumentos” de perseguidos.

  5. Vidal, preste atenção: o fato de qualquer quantia ser registrada não quee dizer que é lícita porque ppde see pagamento de propina como pagamento de favores recebidos, e aí caracteriza lavagem de dinheiro, e é facil de entender que um dinheiro roubado pode ser colocado em uma conta qualquer. É ou. não é?
    Então meu amigo, fique esperto que se tratando de luiz inacio as coisas podem ser muito sujas pois quem leva onze caminhões cheios de pertences do planalto não merece confiança de pessoa isenta.
    Abra p olho com a turma do PT porque o projeto deles não é só poder e sim grana, muita grana.

    • Meu caro Roberto Velasquez,
      na verdade sou um cético. Tanto pode ser verdade, como não. É o caso das delações. Acreditas em quem?

      O importante, meu caro, é se informar de várias fontes, assim o risco do desconhecimento diminui, mas não tanto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *