Lula não se importa com a saúde de Dilma e vai usá-la como massa de manobra

Dilma precisa de repouso, mas Lula vai usá-la incessantemente

Carlos Newton

Já é do conhecimento público o precário estado de saúde da presidente afastada Dilma Rousseff. Realmente, a situação dela é muito delicada, para se dizer o mínimo. Já faz tempo que ela vinha dando demonstrações de dificuldade para estabelecer um raciocínio lógico. Mas o problema se agravou devido à permanente tensão e ao estresse causados pelo tortuoso processo de impeachment. Conforme a revista IstoÉ revelou, a presidente está sendo tratada com medicamentos para esquizofrenia e só consegue dormir ingerindo uma substância fortíssima, ministrada a pacientes antes de serem submetidos a anestesia geral e que não pode prescrita em ação contínua, devido aos perigosos efeitos colaterais.

Tudo isso é sabido, o Planalto anunciou que iria processar a IstoÉ, mas acabou desistindo, porque as informações eram verdadeiras.

Por óbvio, a presidente Dilma Rousseff precisa de repouso e tratamento intensivo, mas tudo indica que continuará sob forte pressão, porque o ex-presidente Lula não aceita o que chama de “falta de combatividade” de Dilma e quer obrigá-la a viajar pelo país e até ao exterior, para denunciar o “golpe” e desestabilizar o governo de Michel Temer.

É UMA PERVERSIDADE

Não há dúvida de que se trata de uma perversidade a iniciativa de usar Dilma Rousseff como massa de manobra, com objetivos meramente partidários. Demonstra que Lula, os ministros do núcleo duro e os dirigentes do PT estão pouco ligando para a forte possibilidade de agravamento do estado de saúde dela. Dilma Rousseff. Na verdade, nenhum deles jamais mostrou a menor preocupação, comportam-se como se ela não estivesse submetida a tratamento psiquiátrico.

A única iniciativa que se tomou para protegê-la e não agravar o estresse foi evitar que ela lesse jornais e revistas e assistisse aos telejornais. As informações lhe são transmitidas através de um clipping preparado por assessores, que destacam as poucas notícias positivas e amaciam as informações sobre o agravamento da crise política e econômica.

NUM MUNDO À PARTE

O resultado é que Dilma Rousseff se transformou numa pessoa meio autista, que vive num mundo à parte, sem saber realmente o que se passa à sua volta.

Reportagem de Fernanda Kracovics, em O Globo, deixa bastante clara a situação. “O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva agora quer que o PT e a presidente Dilma Rousseff montem uma espécie de governo paralelo, com núcleos temáticos, para fiscalizar a gestão de Michel Temer”, informa a jornalista, acrescentando:

“Embora ela venha repetindo em seus discursos que vai resistir até o fim, integrantes do PT afirmam que Dilma não tem demonstrado ‘entusiasmo em ação’. Lula quer fazer com que ela viaje o país defendendo seu governo, enquanto o Senado estiver julgando o mérito do processo de impeachment”.

NINGUÉM SE INTERESSA…

Não se pode prever o que resultará dessa estratégia de manipular a presidente Dilma Rousseff para favorecer os interesses de Lula e do PT. Mas é óbvio que se trata da exploração de uma pessoa fragilizada, que merece cuidados especiais, ao invés de continuar sendo submetida a uma verdadeira roda-viva.

Dilma Rousseff, no pior momento de sua vida, está cada vez mais sozinha e abandonada. Ao que parece, não há nenhuma pessoa amiga que realmente se importe com ela. A filha, o genro e o ex-marido não tomam a menor iniciativa para protegê-la, e os médicos do Planalto apenas assinam as receitas.

Alguém precisa intervir. Mas quem se interessa?

7 thoughts on “Lula não se importa com a saúde de Dilma e vai usá-la como massa de manobra

  1. Acabaram os discursos. Dos 81 senadores 71 falaram … 50 a favor , 19 contra e 1 ( o Collor ) indefinido. Nesse momento o Cardozo faz mais uma defesa. Deve passar dos 55 votos.

    • Caro Diniz,

      Em um ambiente onde o bem público é sempre confundido com o bem privado, naturalmente o bem do familiar passa a ser confundido com o meu bem.

      Isso posto, lhe pergunto:
      Porque a família da Dilma iria abrir mão de um jatinho à disposição com despesas pagas, cartão corporativo (imagino que ela continuará com os mesmos) e ainda com a possibilidade de um roteiro de viagens pelo Brasil e exterior pelos próximos 6 meses? Te garanto que aparecerão muitos outros que dirão, mais do que nunca, próximos da “Doutoura”.

      Um Forte Abraço,

  2. Prezados,

    Já que ela está vivendo em um mundo paralelo, vou me furtar de usar o termo bizarro por uma questão de compaixão apenas, imaginem o susto que ela não levaria se for o “Bessias” a lhe entregar o “papel” de seu afastamento.

    Um Forte Abraço,

  3. Não deve ter nascido da cabeça de Lula a montagem de “um governo paralelo”. Acho que Lula não entende o que significa isso.O que não é novidade, com uma difernça, é usado no “Regime Parlamentarista”. Creio que “o governo paralelo” não deva ser instalado no palácio. Deve ser instalado na sede do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *