Lula quer uma “cara nova” na política de São Paulo, e Marta Suplicy se oferece, porque acaba de fazer uma plástica.

Carlos Newton

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que até agora vinha aceitando a realização de prévias para escolher o candidato do PT à prefeitura de São Paulo, subitamente mudou de ideia. Reunido segunda-feira com  a senadora Marta Suplicy, que é pré-candidata (o partido já tem seis pretendentes), Lula disse a ela que o candidato do PT à Prefeitura de São Paulo deve ter uma “cara nova”.

Nos últimos dias, Lula já se reuniu com outros pré-candidatos, porém Marta Suplicy era o principal alvo da ofensiva desencadeada pelo ex-presidente em favor da candidatura do ministro Fernando Haddad (Educação). Lula não pediu diretamente para que Marta e os deputados Carlos Zarattini e Jilmar Tatto desistam de disputar prévias no partido, mas a todos repetiu a avaliação de que o PT deveria ter um candidato novo e um discurso diferente para voltar a ter chance de governar a capital. Há outros pré, com Aloizio Mercadante e Eduardo Suplicy.

Essa foi a conversa mais direta que Lula e Marta tiveram até agora a respeito do processo interno de escolha de candidato. Ficaram reunidos por quase duas horas, na sede do Instituto Cidadania, na capital paulista.

O ex-presidente também enfatizou para Marta a importância do Senado e de como ele priorizou a composição de uma base forte na casa depois de enfrentar derrotas em seu mandato. “Lula disse que, para ele, o mais importante é o Senado, dizendo que deixou de eleger governadores para fazer senadores”, disse Marta.

Segundo ela, no entanto, Lula não lhe pediu diretamente que retire a candidatura nem que permaneça no Senado. “Eu também gosto do Senado, mas meu lugar é em São Paulo”, disse Marta, que afirmou que continua “pré-candidatíssima”. Ela negou que pretenda desistir da disputa, como vem sendo dito, nos bastidores, por seus próprios aliados. “Nunca pensei em desistir”, disse Marta.

Essa defesa de Lula por uma cara nova, chegou até a ser uma desconsideração, no caso de Marta Suplicy. A senadora está todinha nova, inteiramente plastificada e botoximizada. Ninguém pode alegar que ela não esteja de “cara nova”. Por isso, desconheceu por completo as indiretas de Lula, e continua candidatíssima.

Essa informação da “cara nova” confirma, portanto, as insistentes matérias aqui do Blog dando conta de que Lula diz apoiar as prévias, mas na verdade é contra. E por isso manda seu grilo-falante Gilberto Carvalho se posicionar contras as prévias, tentando dar a entender que a presidente Dilma Rousseff está em idêntica posição. Mas não é verdade. Tudo não passa de um jogo de faz-de-conta, que já está ficando meio patético.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *