Maia repudia discurso de Bolsonaro em ato pró-intervenção militar: “Crueldade imperdoável”

“Temos de lutar contra o corona e o vírus do autoritarismo”, disse Maia

Fábio Fabrini
Folha

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), repudiou neste domingo, dia 19, as manifestações em apoio a uma intervenção militar no Brasil e a outras demandas inconstitucionais — uma delas, em Brasília, teve a participação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em Brasília.

Por meio de uma rede social, o deputado disse ser uma “crueldade imperdoável” pregar uma ruptura democrática em meio às mortes da pandemia da covid-19.

AUTORITARISMO – “O mundo inteiro está unido contra o coronavírus. No Brasil, temos de lutar contra o corona e o vírus do autoritarismo. É mais trabalhoso, mas venceremos”, escreveu Mais. “Em nome da Câmara dos Deputados, repudio todo e qualquer ato que defenda a ditadura, atentando contra a Constituição.”


Os atos em algumas cidades do país reuniram apoiadores do presidente, que defenderam o fim do isolamento social para todos os brasileiros, restringindo-o apenas aos grupos de risco.

AI-5 – Eles também reivindicavam o fechamento do Congresso e do Supremo, além da volta do ato institucional número 5 (AI-5), que marcou o aumento da repressão durante o regime militar no país.

Em Brasília, Bolsonaro subiu na caçamba de uma caminhonete e discursou perante manifestantes que se aglomeraram em frente ao quartel-general do Exército.

GOLPE – “Não temos tempo a perder com retóricas golpistas. É urgente continuar ajudando os mais pobres, os que estão doentes esperando tratamento em UTIs e trabalhar para manter os empregos. Não há caminho fora da democracia”, afirmou.

Maia disse que, para vencer a guerra contra o coronavírus, é necessário ter “ordem, disciplina democrática e solidariedade com o próximo”. “São, ao todo, 2462 mortes registradas no Brasil. Pregar uma ruptura democrática diante dessas mortes é uma crueldade imperdoável com as famílias das vítimas e um desprezo com doentes e desempregados. Não temos tempo a perder com retóricas golpistas. É urgente continuar ajudando os mais pobres, os que estão doentes esperando tratamento em UTIs e trabalhar para manter os empregos. Não há caminho fora da democracia”, afirmou.

PATIFARIA – Em cima da caçamba de uma caminhonete, diante do quartel-general do Exército e se dirigindo a uma aglomeração de apoiadores pró-intervenção militar no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste domingo, dia 19, que “acabou a época da patifaria” e gritou palavras de ordem como “agora é o povo no poder” e “não queremos negociar nada”.

“Nós não queremos negociar nada. Nós queremos ação pelo Brasil”, declarou o presidente, que participou pelo segundo dia seguido de manifestação em Brasília, provocando aglomerações em meio à pandemia do coronavírus. “Chega da velha política. Agora é Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.”A fala de Bolsonaro e sua participação nesse ato em Brasília, no Dia do Exército, provocaram fortes reações no mundo jurídico e político.

CONTRA A DEMOCRACIA – O governador João Doria (PSDB) disse ser “lamentável” que o presidente “apoie um ato antidemocrático, que afronta a democracia e exalta o AI-5”. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) também chamou de “lamentável” a participação de Bolsonaro. “É hora de união ao redor da Constituição contra toda ameaça à democracia.”

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, disse à coluna Mônica Bergamo, da Folha que “só pode desejar intervenção militar quem perdeu a fé no futuro e sonha com um passado que nunca houve”. Gilmar Mendes, também do STF, disse que “invocar o AI-5 e a volta da ditadura é rasgar o compromisso com a Constituição e com a ordem democrática”.

O presidente Nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, disse que “a sorte da democracia brasileira está lançada” e que está é a “hora dos democratas se unirem, superando dificuldades e divergências, em nome do bem maior chamado liberdade”.

19 thoughts on “Maia repudia discurso de Bolsonaro em ato pró-intervenção militar: “Crueldade imperdoável”

  1. Alguém acredita que um general das forças armadas, iria passar informações para a Miriam Leitão? Logo ela, ladra e guerrilheira, que se opôs aos militares?

    A impren$a não apenas acha que o povo é estúpido e idiota, eles estão convictos.

    • Míriam Leitão: Generais do alto escalão garantem que Forças Armadas não entram em ‘aventura’
      E definem Bolsonaro como ‘ex-militar que foi para a política’. Um dia após participar de ato que atacou Congresso e STF, presidente diz que ‘democracia e liberdade estão acima de tudo’

  2. Ainda bem que os colunistas do TI estão abrindo os olhos em perceber qual é a estratégia do Bozo: Informações que eu já venho falando aqui,

    A estratégia do Bozo é essa:

    Radicalizar/recuar
    Radicalizar/recuar
    Radicalizar/recuar
    Radicalizar/recuar
    Radicalizar/recuar

    Até que ele (Bozo) venha conseguir o objetivo dele:

    Tomada do poder.

  3. A Miriam porca Leitao é uma bandida, ex-guerrilheira.
    Na globo lixo agora, veja também a desfaçatez da Maria Beltrão, cujo pai, Hélio Beltrão, mau caráter, assinou o ATO 5.
    Está globo lixo é uma pocilga.
    E agora a leitoa vem falar que o presidente não tem palavra.
    Como se estes canalhas da globo lixo, tivessem.

  4. Está escrito na matéria “São, ao todo, 2462 mortes registradas no Brasil. Pregar uma ruptura democrática diante dessas mortes é uma crueldade imperdoável com as famílias das vítimas e um desprezo com doentes e desempregados. Não temos tempo a perder com retóricas golpistas. É urgente continuar ajudando os mais pobres, os que estão doentes esperando tratamento em UTIs e trabalhar para manter os empregos. Não há caminho fora da democracia, …”
    Interessante é que o jornalista Cláudio Humberto publicou hoje: “Não se esqueçam que há deputados e senadores pedindo a transferência dos R$2,7 bilhões do fundão eleitoral para combater o Covid19, mas Rodrigo Maia e Alcolumbre vetam.”

    O livro “Dos Filhos Deste Solo”, escrito pelo petista Nilmário Miranda e pelo jornalista Carlos Tibúrcio, lista, com enorme boa vontade nos critérios, 424 casos de pessoas que teriam morrido ou que ainda são dadas como desaparecidas em razão do regime militar — ainda que numa razão nem sempre direta. A atitude de Rodrigo Maia e Alcolumbre pode matar muito mais e tornar o AI-5 em grande piada, em notícia cômica…

    Quer dizer: a ditadura matou 424 em 21 anos e o coronavírus, em poucos dias, á tinha matado 2462 no momento em que o “Botafogo” escreveu a nota, ou seja: quase 6 vezes mais em poucos dias. E “Botafogo” e Alcolumbre vetam o dinheiro para amenizar a tragédia que martiriza o povo brasileiro…

    Cuidado “Botafogo” teus atos em oposição ao que escreves podem servir de estímulo para os atos de exceção que não desejamos.

    É, de fato “o Brasil não é para principiantes”, como dizia o saudoso Antônio Carlos Jobim.

  5. Lula foi eleito porque era um operário e em defesa dos pobres
    Roubou tanto que quase se tornou nobre
    Venderam a Dilma como eficiente, inteligente
    E mais uma vez enganaram a gente.
    Portanto, cuidado com a decepção – não confie no capitão!
    Ele é explosivo, nocivo, e se acha dono da razão.
    Isso é perigoso, e pode resultar em desastre
    Em vez de lutador e nossa última esperança
    Quem sabe seja ele apenas um traste.

  6. A realidade é que este país do jeito que está e isto não é de hoje, pois vem desde o 1935 , quando Getúlio criou o monstro socialista, copiando a Itália de Mussolini, não tem futuro por isso.

    Até os militares que ocuparam o poder durante vinte anos, não conseguiram enxergar o que poderia colocar o país no rumo do capitalismo e com isto crescer com segurança.

    Com Geisel isto ficou patente, com suas 430 estatais e isolando o pais do resto do mundo.

    No decorrer do tempo, como acontece com esse tipo de estado, o estado foi inchando de burocratas e políticos corruptos, chegando hoje na situação miserável em que nos encontramos.

    De vez em quando aparece uma pessoa honesta achando que vai mudar as coisas, mas esbarra nas quadrilhas que mandam no estado …….

      • Fizeram porque, muitos como vc não sabe, no mundo estava sobrando dólares a juros quase zero. Esses dólares baratíssimos financiaram o milagre, até o fim do mandato de Médíci.

        Com o sucessor Geisel, os juros subiram, o dólar encareceu e veio a crise do petróleo, que o Brasil importava 90% e só produzia 150 mil barris.
        Geisel não reajustou a economia e ainda criou 430 estatais, pensando no mercado interno. Isolou o país, enquanto o mundo ficava rico com a globalização econômica,etc,etc,etc. O dinheiro acabou, a ferrovia do aço ficou pela metade, a transamazônica sem asfalto, o contrato de 8 usinas nucleares ficou numa só, etc,etc,etc e o país mais uma vez voltou pro buraco de sempre.

  7. Muito bom Sapo de Toga; mas, este botafogo, beiçola e os outros precisam entender que a fogueira já está armada e ou eles mudam ou serão mudados.
    Seguindo uma intervenção cirúrgica, estou em quarentena desde o dia 21 de fevereiro até hoje.
    É muito duro e estou no conforto do meu lar e se ‘der na telha’; vou dar uma voltinha por aí.
    Mesmo assim é muito duro.
    Imagine você ser ou ter que se exilar mesmo em Portugal. Doe muito deixar nossa terra. Estou em Pernambuco terra e gente maravilhosa mas, sinto uma saudade de doer da Cidade Maravilhosa, de minha Vila Isabel.
    Que estes trastes levem seu ouro (tirado do povo) para onde eles quiserem mas, nos deixem em paz.

  8. Voltemos no tempo: O rocambolesco bolsonaro destruiu o capital de confiança que tinha quando disse que: “se o filho errou, vai ter que pagar”.
    Até aí tava tudo indo beleza, os eleitores pensaram, o capitão é FLÓRIDA!! ESCREVEU, NÃO LEU, O PAU COMEU!! O garoto vai ser chamado às falas pela justiça. Palavra honrada! Que maravilha!
    Eis que derrepente, o cara mexe em todo o sistema de justiça, que estava indo muito bem, obrigado, inclusive o Coaf mudou de nome é endereço e deixou o Dr. Sérgio Moro com cara de otário. De lá pra cá foram várias vezes que o transtornado aprontou com seu Ministro mais popular.
    Já tinha colocado o augusto aras pra se precaver, aconselhado pelo mais novo e confiável amigo, dias toffoli.
    A partir destes movimentos o castelo de cartas começou a ruir, e aí, chegamos até aqui.
    Mas como o bolsonaro chegou até aqui? Bom, tergiversou e enrolou e continua enrolando até hoje. O homem das mil faces, das bravatas sem sentido e das idas e vindas de decisões intempesivas. Perdi a conta de quantas vezes já voltou atrás.
    Essa instabilidade cansa, irrita e enche o saco!!
    Aconselhado pessimamente pelos (filhos), os flibusteiros do mal, acharam que iriam botar este sistema complexo e corrupto no bolso. O problema é que os filhos não tem o menor cacoete pra política. São “meninos” burros e idiotas que apenas deram um golpe de sorte porque o pai ganhou a eleição e virou presidente. Tipo, o papai ganhou a mega-sena da virada, manjam?

    O mente densa (no sentido de tapado mesmo)do apalermado, é completamente dominado pelos filhos. Temos um exemplo tenebroso com o tal de carluxo, um reles vereador, (imiscuído na política pesadíssima, de gente grande) do Rio de Janeiro, que trabalha em Brasília e conspira o tempo inteiro a favor do pai, não tem NENHUM cargo e recebe seus proventos pela Alerj. O cara se mudou de mala e cuia pra Brasília e de lá dita todos os movimentos “estratégicos”, rsrs, pro pai. O presidente se deixa levar por um homem que só pelo olhar, percebe-se que não bate nada bem da bolinha, não à toa é conhecido como, o Tonho da Lua.
    E, porque o bolsonaro escuta o insano? Simplesmente porque dizem que toda a estratégia da eleição foi traçada pelo “garoto”, portanto, UM GENIO, só que não! É muito diferente navegar com vento a favor, estavam no lugar certo e na hora certa, será que não percebem isso?
    O bolsonaro da campanha também nadou de braçada nas sandices que dizia e claro, mentiu a rodo também, afinal, voavam em céu de brigadeiro.
    Finalmente ganhou as eleições com uma ótima margem, e colocou as chuteiras…
    Todos imaginávamos ( ou muita gente imaginou) que ao iniciar o jogo o homem jogaria o fino da bola, tipo um Falcão da vida… que iria esgrimir com o sistema de forma inteligente e equilibrada, que aquilo que nos mostrou, não passava de fumaça carluxiana pra chegar lá. Que tinhamos descoberto um verdadeiro Estadista.
    Acontece que o bicho resultou um botinudo de terceira categoria, não consegue sair do baixo clero, porque foram 27/28 anos dando certo. Porque mudar agora então? O destemperado não enxerga onde está, parece que não tem a menor ideia, e falta-lhe compostura.
    Pra piorar, está ladeado pela trinca do mal. Os príncipes “COM-SORTE”, que não se contentam com pouco, querem tudo e mais um pouco. Tem uma ânsia mista e nojenta de gula e poder, o pai marionete, não fica pra trás .
    Estão arriscando muito, e evidente que vão continuar nessa empreitada, não tem mais saída. A zona que fizeram tá junta e misturada.
    O problema é que nos arrastaremos nesta batida até 2022 e assistiremos a uma carnificina com o povo, via impostos e maldades mil, porque quem sempre perde mesmo são os que botam o lombo, que bancam todo este descalabro.
    Se esta briga for perpetuada, se mostrará mais cruel que a pior pandemia.
    Repito, quem banca o Telecach somos nós, porque talvez nos bastidores, lá na frente, se abracem sem que os patrocinadores saibam, só pra nós manter assustados como cobaias, já vimos isto muitas vezes…
    Talvez tenhamos um impeachment, um governo militar, uma ditadura uma democradura ou sei lá qual o nome dar, não importa muito, a única certeza é que nós sempre pagamos a conta e jamais somos lembrados pela altíssima casta nababesca.
    Porque será que os “quatro presidentes” não se unem e fazem uma cruzada jamais vista, REDUZAM SEUS SALÁRIOS PELA METADE E ABRAM MÃO DAS BENESSES! Que os três patetas e o pai dêem o exemplo, façam a faxina dentro de casa e depois venham falar com o povo, garanto que que seríamos muito úteis nessa empreitada. Duvido que os empoleirados sejam tão patriotas quanto bradam. É melhor esperar sentado…
    Com essa gente da “nova política”, vamos patinar pra trás, até 2022.
    Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *