Maior preocupação de Bolsonaro é que Sérgio Moro consiga chegar a 15% até o fim do ano

Bolsonaro volta a justificar alta da inflação e do dólar: “Não é maldade  nossa, é a realidade'

Jair Bolsonaro está arriscado a sair fora no primeiro turno

Guilherme Amado
Metrópoles

Jair Bolsonaro está apreensivo com a possibilidade de Sergio Moro chegar, até o fim do ano, a 15% das intenções de voto no primeiro turno de 2022. O presidente já foi alertado por aliados do grande risco que Moro significa para sua candidatura – ser enterrada já antes do segundo turno.

Na última pesquisa Ipespe, feita entre 22 e 24 de novembro, Sergio Moro apareceu com 11 pontos, três à frente da anterior, de outubro. Bolsonaro caiu três, com 25% das intenções de voto. Lula manteve o favoritismo e teve 42%. Tudo isso no primeiro turno.

ZONA PERIGOSA – A migração de eleitores de Bolsonaro para Moro, portanto, já começou. O temor de Bolsonaro é que o aumento da exposição de Moro na imprensa e nas redes sociais façam ele ter novo crescimento como esse em um mês, o que o faria encostar nos 15%. Com uma diferença de apenas 10% ou possivelmente menos entre o ex-juiz e o presidente, Bolsonaro entraria numa zona perigosa.

Caso isso ocorra, ministros avaliam que o Centrão deve ganhar ainda mais força no governo e consequentemente haverá aumento dos gastos para tentar salvar a popularidade do presidente e consequentemente a reeleição.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como diz o cientista político Antonio Lavareda, se estivéssemos em 2018 Sérgio Moro seria imbatível. Como não aceitou a candidatura naquela época, a disputa mudou de figura quatro anos depois. De toda forma, esse início de campanha mostra que Moro tem chance real de vitória e está ganhando apoio de ex-bolsonaristas civis e militares. Se chegar perto de Bolsonaro nas próximas pesquisas, é melhor o mito já ir começando a organizar a mudança de volta ao Rio de Janeiro. (C.N.)

9 thoughts on “Maior preocupação de Bolsonaro é que Sérgio Moro consiga chegar a 15% até o fim do ano

  1. Quando esse outro agente do departamento de estado norte-americano (Sergio Moro) era ministro do Coiso, ele tinha 20% de intenções de votos (é só procurar as pesquisas feitas até quando o Moro era ministro da justiça) para a presidência da Republica.

    Atualmente o apoio dele está em torno de 10%. Ou seja, o agente norte-americano Moro perdeu 10% de intenções de votos.

    PS: Os outro agentes do departamento de estado do Titio Sam são o Bozo e o Lularápio.
    Isso é para mostrar como aqui no Brasil, tanto a direita-liberal, quanto a esquerda identitária, são vendidas e vira-latas de gringos, principalmente norte-americanos.

  2. É bastante provável que Moro seja o candidato da direita.
    A a mídia irá apoiá-lo. O Tio Sam já está dando o $uporte necessário.
    Falta agora tirar os outros aventureiros do caminho tarefa fácil.

  3. Bora Moro !!!
    Mata no primeiro turno e limpa esta pocilga nojenta…
    Escumalha de bandidos cretinos, vagabundos e mal intencionados.
    Cachorrada !
    Perdão aos cachorros.
    Xô cambada !
    Credo!

  4. Ninguém convence um Napoleão de Hospício que ele não é Napoleão.
    Mas, mantenho uma ressalva, se um esquerdista resolver dialogar com o alienado vai acabar se sentindo um Simão Bacamarte e concordando com o Napoleão.
    Esse caos neuronal pode ser traduzido em amnésia seletiva.(quando interessa).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.