Mais de 4 mil PMs são suspeitos de furtar peças de carros

Paulo Peres

A Corregedoria de Polícia e o Ministério Público Militar do Rio de Janeiro receberam, em agosto último, um levantamento que aponta 4.560 policiais militares do Estado como suspeitos de furtar peças de veículos furtados, recuperados pela polícia, antes deles voltarem para as mãos dos donos.

Essas peças alimentam um mercado lucrativo para os policiais, que vendem o chamado “kit PM” , ou seja, o conjunto de estepes, macacos, triângulos e chaves de roda roubados dos veículos – por até R$ 200, revela a revista Veja.

O número de policiais suspeitos corresponde a um terço do contigente da capital fluminense, afirma a reportagem. “A investigação, que ainda está em fase inicial, identificou as digitais de 30 agentes no interior de automóveis recuperados e que não poderiam sequer ter sido abertos pelos policiais”.

Segundo a revista Veja, pelo menos quatro em cada 10 veículos recuperados no Rio chegam depenados aos seus donos. Nos outros Estados será diferente?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *