Mais uma grande perda. Morre aos 57 anos Helinho, filho mais velho de Helio Fernandes.

É com muitas tristeza que informamos aos amigos, comentaristas e leitores que o jornalista Helio Fernandes Filho morreu por volta das 6h desta sexta-feira na Clínica São Vicente, Zona Sul da cidade, de insuficiência respiratória e hepática. Ele estava internado havia cerca de seis meses, e morreu dois meses depois do irmão, o também jornalista Rodolfo Fernandes, diretor de Redação do jornal O GLOBO .

Lutou indomavelmente contra o regime militar dee 64, foi perseguido e jamais de curvou. Na década de 1980 ele foi vereador do Rio pelo PMDB, e fundou a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal.

Helinho tinha pouco mais de 20 anos quando assumiu o cargo de diretor de redação da “Tribuna da Imprensa”, jornal de propriedade de seu pai, Helio Fernandes, que se afastou em protesto contra a implacável censura prévia exercida pela ditadura, que se prolongou de 1968 a 1978. A Tribuna foi o único jornal do país a sofrer tão odiosa perseguição, por tão largo tempo.

Mesmo com as dificuldades financeiras do jornal, devido a perda de venda avulsa e de anunciantes em função da censura, Helinho foi responsável pela última grande reforma da Tribuna e sua modernização, pois foi o primeiro jornal informatizado do país.

Segundo notícia no site de O Globo, aA família tenta cumprir o desejo do jornalista de ser cremado, embora não tenha deixado nenhum documento a respeito. Como hoje é feriado do Dia do Funcionalismo Público, os cartórios estão fechados, o que pode retardar o processo.

O corpo do jornalista está sendo velado na Câmara dos Vereadores do Rio. Ele era casado com a jornalista Roberta Babo, com quem tinha um filho de 14 anos, Hélio Babo Fernandes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *