Malafaia critica Bolsonaro por deixar Magno Malta fora do ministério

Malafaia apoia Bolsonaro, mas exige nomeação de Malta

Jussara Soares
O Globo

A escolha do deputado Osmar Terra (MDB-RS) para o Ministério da Cidadania e Ação Social, nesta quarta-feira, desagradou o pastor Silas Malafaia, que esperava emplacar o senador Magno Malta (PR-ES) no cargo. Aliado do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e maior defensor do senador junto ao gabinete de transição, Malafaia criticou a escolha de Terra e cobrou o presidente eleito ao responsabilizá-lo pela derrota do senador

– A única pessoa que pode responder por que o Magno não foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A unanimidade é burra – disse Malafaia.

VICE DOS SONHOS – Ainda na pré-campanha, Magno Malta era tratado como “vice dos sonhos” por Bolsonaro. Candidato por um partido nanico, sem tempo de TV e sem apoio de partidos, o agora presidente eleito era considerado um investimento de risco. Malta não apenas recusou compor a chapa de Bolsonaro como divulgou sua decisão a evangélicos antes mesmo de avisar o presidente eleito. Abertas as urnas, Bolsonaro saiu eleito e Malta derrotado. Segundo aliados do presidente eleito, o senador passou então a cobrar ostensivamente um lugar na equipe, como se tivesse alguma fatura a ser cobrada de Bolsonaro.

O comportamento do senador, que, em entrevista ao Globo, chegou a se autoproclamar ministro – “Vou ser ministro, sim”, disse na ocasião –, acabou por distanciá-lo do presidente. Ao avaliar o purgatório de Malta na transição, Malafaia criticou o fato de o presidente eleito cogitar nomear a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) – que foi vice de Geraldo Alckmin (PSDB) na campanha – para um posto no Palácio do Planalto enquanto aliado é preterido.

DIZ MALAFAIA – Não faço parte do núcleo político de Bolsonaro. Não sei como algumas coisas funcionam. Mas não concordo que Ana Amélia, vice de Alckmin, que sempre criticou Bolsonaro, que só declarou apoio no segundo turno, tenha espaço. Malta não, perdeu a eleição porque fez campanha para Bolsonaro – disse Malafaia.

O líder religioso voltou a afirmar que Malta foi o primeiro político a encampar a candidatura de Bolsonaro. No dia da vitória no segundo turno, o próprio presidente eleito disse em seu pronunciamento que gostaria de ter o senador ao seu lado no Planalto, mas não disse em que cargo. Ao Globo, Malta chegou a exaltar seus laços com Bolsonaro.

— Onde eu estiver, eu estarei perto dele. Ele vai anunciar (para o ministério) — disse Malta, na ocasião.

BOA SORTE – Em nota enviada à imprensa após o anúncio de Osmar Terra, Magno Malta desejou sorte ao escolhido. “Eu tenho certeza que participei de uma luta grandiosa para libertar o Brasil do viés ideológico. Meu ideal era mudar a política no país e foi a vitória mais importante. Quem escolhe o ministério é o presidente, que tem meu apoio e desejo boa sorte para o Ministro Osmar Terra e para o novo governo. Deus acima de todos”, disse.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGQuando prometeu nomear Malta, certamente Bolsonaro não sabia que o senador capixaba era recordista mundial em consumo de combustível e tem muitas outras passagens negativas em seu currículo. Não era vice dos sonhos e sua escolha mais parecia um pesadelo. (C.N.)

23 thoughts on “Malafaia critica Bolsonaro por deixar Magno Malta fora do ministério

  1. Nos dias de hoje, não existe mais isso de “vice dos sonhos”. Só se assim for considerado alguém que seja impensável para substituir o titular. Como foi Spiro Agnew, o vice de Richard Nixon, que era tão inaceitável para assumir a presidência que foi obrigado a renunciar para possibilitar o afastamento de “Dick Trick”, que entregou a presidência depois de nomear um novo vice, Gerald Ford, que lhe foi imposto pelos republicanos.

  2. Xilas Maracutaia, na defesa de Magno (grande) Malta (súcia, horda, caterva….). Agora, para contemplar o histriônico, Xilas; Bolsonaro vê-se obrigado a inventar o Ministério da Sacolinha Dizimal para Magno.
    É isso aí, Deus dá; e Xilas tira, se não for feita a sacrossanta vontade dele!

    • Até quando este senhor, “Xilas Maracutaia” (data venia), será o calcanhar de Aquiles do futuro presidente?
      Arranja um jeito de se livrar dessa íngua, senão vai ter problemas.
      Haja paciência.

  3. Magno Malta ,
    O homem que consumiu quinhentos mil reais em combustível em um posto de gasolina , cujo dono , foi condenado em segunda instância por roubo de dinheiro púbico .

    Magno Malta , o homem que para angariar votos , acusou injusta e covardemente um cidadão de estuprar a própria filha . Magno Malta , alem de não ser eleito , está sendo processado por tal atitude sórdida . Infeliz da terra cujo Deus destes crápulas é o senhor .

  4. “Em nota enviada à imprensa após o anúncio de Osmar Terra, Magno Malta desejou sorte ao escolhido. “Eu tenho certeza que participei de uma luta grandiosa para libertar o Brasil do viés ideológico. Meu ideal era mudar a política no país e foi a vitória mais importante. Quem escolhe o ministério é o presidente, que tem meu apoio e desejo boa sorte para o Ministro Osmar Terra e para o novo governo. Deus acima de todos”, disse.” Viés ideológico. E de que adianta trocar um viés por outro ainda pior, ainda mais mercenário, mais fisiológico, mais louco por poder, dinheiro, vantagens e privilégios, sem sim limite$ ? Tem razão o HoMeM do Mapa da Mina, do bem comum do povo brasileiro, que propõe a Democracia Direta com Meritocracia eleitoral, para acabar com essa putaria de direita, esquerda e centro desse sistema político podre, seara essa na qual quanto mais se reza e se ora mais assombrações aparecem. Agora essa crentaiada misturada com milicos e juizecos, loucos pelo poder, todos sedentos de mais dos me$mo$. Será o fim do mundo ? Tem mais jeito não, é como canta Sandra de Sá, tem que jogar fora ou no lixo. Basta. Chega dos me$mo$. Fora todo$. Democracia Direta Já.

  5. Pois é, Sylvio,

    -A primeira filtragem foi feita naturalmente, de acordo com os apoiadores durante o primeiro turno, onde cada ovelha procurou apoiar a sua parelha ou, pelo menos, aquela parelha menos parecida com lobo. Afinal, antes do pleito ninguém pode dispensar votos de ninguém…

    -Agora, na hora de escolher os ministros para formar o governo, os furos da peneira parece que estão sendo menores. Ainda bem, pois demonstra comportamento diferente dos comportamentos do Sarney, do Collor, do FHC, do Lula, da Dilma e do Temer que encheram os ministérios de bandidos e que, se existisse justiça no Brasil, estariam todos na cadeia.

    -Por enquanto, mais acertos do que erros.

  6. 1) Por falar em Religião…

    2) Eu não votei em Bolsonaro, mas torço democraticamente para que ele faça um bom governo e melhore o Brasil. Concordo com Ciro Gomes, em quem votei.

    3) Está circulando nas redes um “vodu virtual = magia negativa barra pesada” contra o Presidente eleito.

    4) Bolsonaro vai precisar de muita oração…

  7. Brasileiro direito de Onyx.
    Ontem fiz 2 pitacos. A saber 1053am e 1040pm.
    Resumo:
    Onyx,já era.
    Filho do Bolso,se assessorando com Americanos/Judeus.Nada contra,CNN internacional confirma o convite…

    Agora,ficar com assessores tupiniquim,hj se confirmou Osmar Terra na cidadania Social,pasta de visibilidade,de votos,$$$$. Nas mãos do MDB.
    Leia-se Renan Calheiros.

    Afinal,quem é idiota??
    Concerteza o Malafaia é um deles.

    Por, derradeiro,dou a mão a palmatória.
    Prf° Antônio Aquino tem razão.
    Tem analfabeto político.
    Bah….

    • Está faltando apenas a revolução redentora, porque mais que o sistema podre continuem teimando em segurar o novo trem da história pelo ponteiro do velocímetro, inventando Lulas e Bolsonaros.

  8. A onda protestante no Brasil constata que esses agrupamentos usam as mesmas táticas das religiões New Age do século XX entre elas o Xamanismo e o transe hipnótico das “musicas de louvor”.

  9. Não sei porque tanto alvoroço. Magno Malta será o Ministro dos Direitos Humanos. Bolsonaro sempre disse que ele fará parte do governo. A Imprensa é que está em polvorosa pois essa será a 4a indicação da bancada catolica/evangélica que estão atuando conjuntamente desde o período da campanha eleitoral.

  10. Quem pensa Malafaia que é para exigir algo do presidente eleito? inclusive chegou a critica-lo e depois voltou a dar apoio…ele não pode escolher os auxliares do presidente se recolha no seu galho macaco

Deixe um comentário para Luiz Fernando Souza POA\RS Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *