Maluf enfim consegue ser internado e sonha em ser libertado, igual ao Picciani

Resultado de imagem para maluf internado

Maluf está no hospital ortopédico e não corre risco

Deu no G1 DF

O deputado federal afastado Paulo Maluf (PP-SP) foi internado em um hospital particular da Asa Sul, em Brasília, por volta da 0h desta quarta-feira (28). Segundo o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, o parlamentar de 86 anos “teve uma complicação séria no seu quadro de saúde nesta madrugada e foi internado às pressas”.

O Hospital Ortopédico e Medicina Especializada (Home) confirmou a internação do deputado, mas não informou o motivo nem o estado de saúde dele até as 10h30 desta quarta. A Secretaria da Segurança Pública do DF informou ao G1 que o parlamentar “inicialmente, ficará internado por 24 horas para exames”. Maluf está sob escolta de agentes da Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe). Ele foi encaminhado ao hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após se queixar de dores nas costas.

Como o parlamentar pode receber visitas apenas na sexta-feira, só receberá parentes e amigos no hospital se ainda estiver internado até lá. Os visitantes precisam ter cadastro e autorização emitida pela Sesipe.

RISCO DE ÓBITO? – Maluf terá de ficar sob observação por ao menos três dias, disse Kakay. Segundo ele, o quadro de saúde do parlamentar é “grave, com constante e diário comprometimento, inclusive com permanente risco de óbito”.

De acordo com a defesa, Maluf tem problemas cardíacos e ortopédicos, além de câncer de próstata e diabetes. Ao STF, a defesa pediu a prisão domiciliar do cliente alegando “questões humanitárias e riscos à saúde”.

Maluf está preso na Complexo Penitenciário da Papuda desde 22 de dezembro, depois de decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou o cumprimento imediato da pena de 7 anos e 9 meses de prisão a que ele foi condenado por lavagem de dinheiro no período em que foi prefeito de São Paulo (SP) – entre 1993 e 1996.

PEDIDOS NEGADOS – Em 9 de março, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Jorge Mussi negou um pedido de prisão domiciliar apresentado pela defesa de Maluf. Antes do pedido ao STJ, a defesa de Maluf já havia tido outras solicitações semelhantes rejeitadas pela Justiça.

Na Papuda, Maluf cumpre pena em uma cela de 30 m². Ao negar o pedido, Mussi afirmou que, por ora, as informações da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal dão conta de que o parlamentar tinha recebido “assistência médica adequada” na prisão.

Antes disso, em janeiro deste ano, o Tribunal de Justiça do DF negou pedido de liberdade apresentado pela defesa do deputado. A defesa argumentou no pedido que o sistema penitenciário “desumano e despreparado” não tem condições de dar segurança a Maluf.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Paulo Maluf imita Jorge Picciani, que imitou José Genoino, aquele ex-guerrilheiro que foi preso no Mensalão e a mulher apareceu chorando na televisão, junto com a filha, ambas desesperadas, alegando que o ex-deputado podia morrer a qualquer momento, para que ele fosse internado num hospital. Os anos se passaram, já morreu muita gente, mas Genoino continua firme e forte. Quanto a Picciani e Maluf, os dois querem ser libertados porque fizeram operação de próstata e têm de usar fraldas geriátricas. Apenas isso. E a Justiça brasileira vai se tornando cada vez mais ridícula. (C.N.)

22 thoughts on “Maluf enfim consegue ser internado e sonha em ser libertado, igual ao Picciani

  1. Reinaldo Azevedo sobre tiros em caravana de Lula: “estupidez em curso no Brasil”

    A marcha da irresponsabilidade está em curso no país. Atinge o Poder Judiciário, que está na raiz de conflitos de rua, os políticos e setores da imprensa. O episódio mais grave se deu nesta terça feira. Tiros atingiram um dos ônibus da caravana de Lula no Sul do país.

    Canalhas que hoje incentivam a violência com seu discurso asqueroso em blogs, sites, redes sociais e programas de rádio têm de se lembrar que existem malucos dispostos a levar as suas perorações às ultimas consequências.

    Há uma grande diferença entre organizar um grupo para vocalizar palavras de protesto contra o ex-presidente — e isso é parte do jogo democrático — e atacar os ônibus que conduzem petistas com paus, pedras e ovos, tentando impedir a passagem dos veículos. Isso é pra´tica fascistoide. Como sempre foi a dos movimentos citados, que serviam e servem de esbirros do petismo.

    (…)

    Há tempos tenho chamado a atenção, voz quase solitária até na grande imprensa, para a estupidez em curso no Brasil, que consiste em fazer pouco caso do aparato legal e das regras do jogo. Na manhã desta terça, no dia do ataque a tiros contra o ônibus, escrevi um texto cujo título é este: “Cármen Lúcia, a Toda-Pura do Supremo, não se deu conta de que suas omissões podem ter versão em confrontos de rua. Voto já!”.

    (…)

    Eu tenho, sim, um remédio para pôr ordem na casa. Polícia para quem precisa de polícia. E cumprimento estrito no que está na Constituição. É preciso conter a desordem nas ruas e nos tribunais.

  2. Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam.

    Isaías 64:6
    Precisa falar mais alguma coisa ?

  3. Malufão e aquele carioca bochechudão querem mais é curtir suas mansões, em muito proporcionadas pela roubalheira de toda uma vida.
    Interessante é o despenteado Kakay ainda não ter conseguido livrar Maluf, mesmo estando com Fachin (o perde-perde) os destinos do velho larápio. Deve ter tido alguma briguinha lá no S(P)TF.

  4. Noblat twitter

    Um ministro muito próximo do presidente Michel Temer duvida que haja eleições em outubro próximo. Acha que o agravamento do quadro de tensão política no país não permitirá.

  5. Que estória legal. O acusado, quem é ele, o João, o Papai Noel,o Saci Pererê. Cada dia uma jabuticaba, agora é o acusado sem identidade. Ontem no jogo do Brasil, o STF demonstrou a que veio, liberou Demóstenes para eleições, Piciani para casa e Maluf para hospital particular. É uma festa este narco Estado, aqui é pior do que a Colômbia a época de Escobar. Lá tinha resistência, aqui não, está tudo dominado e garantido pelo STF.

  6. NOTÍCIA DE AGORA, 17: 40.

    O ministro Dias Tófolli, do STF, acaba de ampliar a liminar concedida a Paulo Maluf para deixar a prisão e receber tratamento médico numa clínica particular em Brasília, mesmo contrariando o perito-médico do STF que concluiu que o tratamento fora do cárcere não era necesssário.

    Tófolli ampliou a medida e acaba de ordenar que Maluf vá para casa cumprir “prisão domiciliar”. Não entendo como isso pode acontecer. Gente rica e poderosa é outra coisa. Prisão domiciliar não é prisão. A própria locução é contraditória. Se é prisão, não é em casa que o prisiioneiro fica. Se for em casa, então não é prisão.

    A casa de cada um de nós, seja um barraco na Rocinha seja uma mansão ao largo do Lago de Brasilia, não é penitenciária, não é cárcere, não é presídio. Não é lugar para cumprir pena privativa de liberdade. Nossas casas são o lugar mais seguro e inviolável onde nos encontramos em companhia de nossos familiares, com conforto (ou sem conforto), com farta (ou pouca) alimentação. Nelas, em nossas casas, temos a liberdade de fazer o que nossa vontade e nossa necessidade quiserem. Nossas casas são santuários. Mais ainda nas favelas, as casas do morro, de teto sem forro, são cercadas de luz, lá não é calvário e sim santuário onde mora Jesus.
    Errou o ministro. Ah! quanta falta não existir um instituto, um observatório, um tribunal social, composto por sábios e íntegros, para emitir um comunicado ao povo brasileiro a respeito disso e de muito mais de errado que vem acontecendo no Brasil!!!.

    • Tófolli, MA e GM são uns figurões…kkkkk…e o brasileiro continua na inércia, vendo isso tudo acontecer, e se preocupando apenas com o próximo eliminado do big brother. Esse país não tem mais jeito. Primeiramente deveria ser extinguido o STF (pois não serve para nada mesmo). O Brasil é um país engraçado, tem STF, STJ, TSE, e os “espertos” pintam e bordam, e essas instituições não tomam uma decisão digna para terem credibilidade popular. Anotem aí, em menos de um mês, Cabral será solto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *