Mandetta deixa o Ministério da Saúde e Bolsonaro escolhe Nelson Teich para assumir a pasta

O próprio Mandetta previu que seria demitido hoje ou amanhã

Thais Arbex e Naira Trindade
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro convidou o oncologista Nelson Teich para assumir o Ministério da Saúde. Os dois tiveram uma audiência pela manhã. De acordo com duas fontes ouvidas pelo O Globo, o médico já aceitou o convite e deve ser anunciado ainda nesta quarta-feira.

A demissão deve ser publicada em edição extra do Diário Oficial da União hoje. Segundo integrantes do governo, a posse do oncologista está prevista para semana que vem. A informação do convite também foi confirmada ao O Globo pelo presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Lincoln Lopes Ferreira. “Ele aceitou e a AMB está dando apoio a ele”, disse.

CONVITE ACEITO – Inicialmente, o oncologista havia pedido um tempo para pensar e consultar familiares. Pouco tempo depois, Teich avisou que aceitava o convite de Bolsonaro. A expectativa  terá uma nova reunião ainda hoje no Palácio do Planalto.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi chamado pelo presidente, para uma reunião na tarde desta quinta-feira. O próprio Mandetta anunciou mais cedo que esperava ser demitido entre hoje e amanhã, após várias divergências públicas com Bolsonaro na estratégica de enfrentamento à epidemia de covid-19. Segundo o balanço de quarta-feira do Ministério da saúde, o novo coronavírus já infectou 28.320 pessoas no país, matando 1.736.

“EQUÍVOCO” – Em reunião com o presidente mais cedo, o oncologista  declarou, segundo participantes, que é “equívoco” saúde e economia não trabalharem juntos no combate do novo coronavírus.  O médico também fez sugestões para que o governo comece a divulgar diariamente os dados de pacientes curados de Covid-19, numa tentativa de “acabar com o pânico” e de “dar um ar de esperança” aos infectados.

No encontro, Teich afirmou que “a saúde não vive sem a economia e que a economia não vive sem a saúde” e emendou que é um “equívoco” as duas áreas não trabalharem juntas”. Nelson Teich aproveitou a reunião para contar que se formou em economia com especialização em Harvard (EUA). Ele passou a imagem de médico gestor preparado para o cargo.

Durante a reunião, o médico avaliou que o Ministério da Saúde não estaria trabalhando com dados reais sobre o novo coronavírus e propôs uma série de ações para mapear todo o país. Para Teich é preciso, por exemplo, ir a campo, principalmente nas periferias do Brasil, para identificar a população de risco.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGBolsonaro fez sua mais arriscada iniciativa, mas não conseguiu seu objetivo, que era levar Mandetta à exasperação e à exaustão. Enquanto o presidente se comportava como um moleque irresponsável, o ministro da Saúde adotava a postura de um chefe militar que tem uma missão a cumprir e dela não se afasta, não recua nem abandona sua tropa. Com isso, o presidente da República perde ainda mais apoio entre os militares da ativa, que já acham que ele não os representa. Quanto aos militares da reserva, são apenas eleitores, não têm missão constitucional. Esse é o quadro caótica da política nacional, nesta quinta-feira de cinzas. digamos assim, por obras e graça de Jair Messias Bolsonaro. Por via das dúvidas, o presidente antecipou para a tarde o pronunciamento à nação, mesmo assim houve um grande panelaço, com espaço garantido no Jornal Nacional. (C.N.)

40 thoughts on “Mandetta deixa o Ministério da Saúde e Bolsonaro escolhe Nelson Teich para assumir a pasta

  1. Mandetta demitido.

    Agora é hora de exigir do presidente: CADÊ O SEU PLANO, presidente?

    Não adianta mais a turma dizer: “ainn… o ministro faz diferente do que eu quero”. Agora não dá para aceitar esse joguinho, certo?

    Será que ele vai apresentar o plano?

  2. 1) Uma das belezas deste blog TI é que através das notícias, artigos e afins nós podemos inferir desdobramentos, enxergar mais adiante, deduzir o que, provavelmente, vai acontecer.

    2) Há coisa de um mês, mais ou menos, citei um link aqui que falava da possibilidade da queda do Ministro Mandetta.

    3) Disseram que eu estava reproduzindo Fake News. O resultado aí está.

    4) Fazer política, estudar política, ler e comentar política não é só a questão imediata, pois tudo é tão impermanente, principalmente na Política.

    5) Recomenda-se tempo, esperar amadurecer os temas, pois às vezes, contra a nossa vontade, as consequências políticas são bem diferentes.

    6) Obrigado Ministro Mandetta e boa sorte ao novo ocupante da pasta.

  3. Vai precisar fazer testagem em massa e monitoramento de aglomerações via telefonia de celular.

    Tomara que tenha os recursos financeiros para isso.

    E diga-se de passagem…

    Japão, exemplo dos ‘verticalistas’, entra em emergência nacional

    O primeiro-ministro Shinzo Abe, depois de muitas pressões, estendeu para todo o país o estado de emergência sanitária, antes restrito a algumas regiões. E que defendia o tal “isolamento vertical” apenas para idosos e pessoas com comorbidades como hipertensão e diabetes.

    Abe tomou a atitude depois de ter vazado para a mídia uma projeção não divulgada do Ministério da Saúde japonês prevendo que as mortes poderiam atingir a marca de 400 mil se não fossem tomadas medidas de mitigação.

    Mesmo que o Japão até agora tenha um número de casos relativamente pequeno, com cerca de 8.500 infecções e 136 mortes na quinta-feira, eles estão armando suas defesas.

    E, ao contrário daqui, não têm kamikases no governo.

    https://bit.ly/3aiV5SW

  4. Finalmente Bolsonaro convoca um ministro que sempre quis:
    que mascare a realidade!

    Ao ler que o oncologista afirmara que, economia e pandemia devem estar unidas, e mais deve ser informado os pacientes curados que os mortos, bastou para eu constatar a malícia, a má intenção, a venalidade de Bolsonaro!

    Mandetta merece o meu obrigado, com a permissão do meu amigo e professor, Rocha;
    merece que eu o reconheça como um dos melhores ministros que tivemos ultimamente;
    faço questão em reconhecer a sua capacidade, seu profissionalismo, sinceridade, e sem ser como os demais políticos, demagogo!

    O meu abraço.
    Saúde, Mandetta.
    Cuide-se.

  5. Um país com mais de 30 milhões de miseráveis, morando em barracos com mais de 5 ou 6 pessoas, que vivem de pequenos trabalhos em ruas para arranjar o prato de comida do dia é impossível querer que essa gente fique em casa, como queria Mandeta.

    É muito mais perigoso se contaminar vivendo em barracos sem saneamento básico do que nas ruas ao ar livre.
    O ex ministro Mandeta deveria pensar nesse Brasil e traçar estratégias para eles e não generalizar um solução para o Brasil inteiro.

    Como por exemplo distribuir máscaras e álccol gel por agentes públicos e até voluntários, instruindo-os sobre os perigos da contaminação onde existe aglomerações.

    Agora ir na TV e recitar: “Fique em casa”, não mostra nenhuma capacidade para gerir o ministério.
    Desse jeito até eu sou ministro e ainda herói ou santo como alguns idiotas declaram..

    • Mario Jr.,
      acho que estás enganado. Quem adota as medidas de isolamento parcial, baseadas no Ministério da Saúde e das suas Secretarias, são os governadores e prefeitos.

      Acho até que essas medidas deram um tempo, até agora, para que os sistemas de saúde de quase todos os estados não entrassem num estágio perigoso. Os sistemas de saúde de alguns estados estão em situação crítica ou delicada (Amazonas, Pernambuco, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro).

      Outros estados que tem uma boa folga nos seus sistemas de saúde, começam a liberar atividades não essenciais parcialmente em alguns municípios.

      Mas aqueles trabalhadores informais, nunca praticaram o isolamento, até porque nem podem. Por exemplo, os catadores de lixo reciclável continuam seus serviços.

      Um dos grandes problemas é que o pessoal que “emprega” esses trabalhadores informais (diaristas, carpinteiros, pintores, etc..) ainda vai demorar um tempo para voltar a ter esses serviços. O mesmo ocorre com o setor de serviços, como barbearias, cabeleireiros, comércio em geral, restaurantes, entretenimento (cinemas, futebol), etc.

      Certamente, a confiança só vai voltar quando essa pandemia arrefecer. E até lá, a economia e vai sofrer. E se o número de mortes aumentar, muito mais tempo a economia vai demorar a se recuperar.

      É só pensar com a razão. E infelizmente a realidade é feia.

  6. Com o pico da pandemia previsto para meados de maio e de junho, com um sistema de saúde, em que pese os investimentos emergenciais, totalmente despreparado. Bolsonaro está fazendo uma aposta perigosa, e tanto ele como seu novo ministro terão que explicar a nação as mortes decorrentes do tal “isolamento vertical”. Brasil, Nicarágua, Tadijiquistão, Belarus e Burundi são as únicas nações do mundo cujos mandatários ignoram tudo o que a ciência indica e tornam público o seu desprezo pela covid-19. Pobre Brasil.

  7. Concordo com Sr. Zenóbio..

    Sr.Nelson Teich,entrou mal, não sabe o que é SUS,me perdoa,é conselheiro do Bozo,e não sabe dos dados,vai iniciar do zero.

    Já deu mostra que é incompetente e subserviente,e mentiroso..

    Assisti,Flasch na Record,em seguida botou Bacci.
    Na Band,na íntegra com o Datena vociferando algo.

    o SBT,na íntegra.

    Mandetta,sai fortalecido,e deixa a bomba no colo do Bozo e seu assessor Carluxo.

    O Clã tinha mania de enxotar,humilhar,seus amigos próximos,desta vez Mandetta deu um rivotril, olha a cara do camarada,amigo di longos anos do Santa Rosa,Cruz,Balbiano.

  8. Nelson Teich é o novo Ministro da Saúde, deve seguir a mesma linha exigida pelo presidente que entende muito de infectologia e pandemia: diminuir o isolamento para que os jovens e adultos saiam para trabalhar e receitar a cloroquina.
    Considerando-se, que esse vírus é altamente contagioso, quanto mais gente e aglomeração nas ruas e no trabalho mais risco de mais pessoas ficarem infectadas e aumentar mais a disseminação, como uma bola de neve .O sistema de saúde não terá como atender a todos. Aí, sim haverá mais desemprego e a economia irá de vez para o buraco. Espero estar errado.
    Daqui mais algum tempo teremos uma resposta, se o Bolsonaro está certo ou errado.

  9. Prezados,
    Torço obviamente pelo novo Ministro da Saúde.

    É com pesar que vejo a saída do Ex-ministro Mandetta.
    Um homem equilibrado e ponderado.
    Independentemente da sua posição política, ele nos transmitia tranquilidade.

    Ofuscou a pouca luz que o bolsonaro ainda tem. Agora, a energia que ainda ilumina o presidente, vem apenas dos terrivelmente bolsonaristas, que tem o meu respeito.

    Estamos na mão de um presidente totalmente inconsequente, pois suas sandices diárias são um belo exemplo da minha afirmação.

    Temos um presidente que se apegou ao poder de uma forma jamais vista, e aí está, a sua primeira mentira, de milhares de outras ao longo deste curtíssimo mandato que está em curso…
    Sempre fez questão de frisar lá atrás: “EU NÃO TENHO APEGO AO PODER”.
    Lembram disso?
    Ou estou enganado?
    Uma imensa bazófia!!

    Não quero exagerar, mas temo que estejamos vendo o início de projeto de um ditador de meia tigela. Claro, que fomentado pelos loucos e destrambelhados filhos.
    TODOS TEM UMA IMENSA SEDE DE PODER!!
    Isto me preocupa muito.

    Voltando ao novo ministro, ele disse o que o presidente queria ouvir… nada mais além disso.

    Será que vão soltar o povo a sua própria sorte, no meio da rua?
    Será que a loucura do jair chegará a tanto?
    Será?

    Estou sofrendo como todos os brasileiros, porque quase todos paramos nossas atividades, (eu dependo do exclusivamente do meu trabalho) mas fico encasquetado com esse discurso de conciliar a economia com a saúde dos brasileiros.

    Se soltarem as amarras, não haverá meio termo, acreditem!

    Temo que estaremos vendo um dos maiores genocidas que o Planeta jamais viu. Não estou sendo pessimista, apenas realista de que se o modus operandis, pra conciliar esta intrincada equação for destrambelhada como a cabeça do sr. bolsonaro, afirmo que estaremos em maus lençóis.
    Pior dos que já estamos.

    Teremos dias tenebrosos pela frente e, ironicamente digo, quem viver verá.

    Não temos leitos suficientes, respiradores e nem testes pra todos…

    O presidente está brincando de guerra, nos mandando pro front da batalha… viramos seus soldadinhos…
    Coitado deste povo, que é sacaneado o dia inteiro pelos que nos comandam em todos os níveis.

    Só falta termos que morrer por uma decisão intempestiva, espelhada no próprio comportamento do capitão.

    Caros debatedores, pró bolsonaro, entendam o que escrevi, apenas como um desabafo, um sentimento que veio no meu coração…
    Afinal, também votei nele e me sinto no direito de criticar a que proferi meu voto.

    Rezo pra que eu esteja totalmente enganado e que o Sr. Jair Bolsonaro não perca a mão no que está fazendo.

    Continuo torcendo sempre por um país melhor, porque todos nós merecemos sim, viver melhor.

    Um abraço a todos.
    Cordialmente,
    José Luis.

    • Para vc acalmar o seu coração, Bolsonaro disse a CNN que vamos fazer a reabertura com responsabilidade e seguindo regras sanitárias. Ele sempre disse que era contra a paralisia de todas as atividades em todo o território nacional. Eu acho que tem três mil municípios que não tem nenhum contágio. Nem a China fechou todo o país. O que aconteceu foi uma lavagem cerebral da mídia e outros setores, que aproveitaram do momento para tentar passar a imagem de um presidente genocida para pegar a chave do cofre. Eles lutam para que o dinheiro dos impostos caia nas suas contas. Elementar. E não vão desistir, vão atacar durante os três anos para tentar dobrar Bolsonaro. O país hoje tem no Botafogo o seu pior inimigo.

      • oglobo.globo.com/brasil/contrariando-recomendacoes-da-oms-bolsonaro-volta-defender-reabertura-de-escolas-24376739?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo&fbclid=IwAR12Hi9VeYBnQiFYD99MVf9fII8806yNtgRslkJCCNOTGWfeAu1nfsL3txI

  10. “Moleque irresponsável” é o editor deste blog, que ainda é imaturo, ao ponto de ter certeza sobre tudo.

    Ser marxista é o mais distante que se pode estar da verdade.

    Morte ao comunismo.

  11. Segue o Fla Flu.
    Os mandetistas de nascença são contra os Nelsistas desde o primeiro obrar dos pintos.
    Ordem do dia.
    Pau no Bolsonaro e no Nelson, para simplificar aos mortadelizados, pau no paraquedista e pau no oncologista.

  12. YAH SEJA LOUVADO SEMPRE …

    Prezados ..Comentaristas..sejamos sóbrios .

    Isolar uma nação inteira …? A onde vcs viram ou leram sobre isso na vida? Na RPC…? Me mostre a onde ?

    Ordem da OMS ? Mas sejamos lógicos ..o que é realmente a OMS ? Contaminação por estarmos perto ? Onde isso é possivél ? Não foi a peste Negra Transmitida pelas pulgas dos Ratos ?
    Essa Gripe , pode ou não ser transmitida pelo AR ? Se não pode , Em que dados se baseiam os defensores desta tese/teoria ?…

    Portanto meus prezados …essas e demais indagações nos levam a uma gama de análises.
    Adotar um só modelo como forma de combate a essa gripe ( o tal isolamento )..não seria uma atitude Irracional ?

    Paz a Todos …Salmo 103

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *