Mandetta ignora suposta ameaça de demissão feita por Bolsonaro: “Estou dormindo”

Mandetta sabe que não deve cair na provocação presidencial

Mateus Vargas
Estadão

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), se esquivou dos recados do presidente Jair Bolsonaro dados neste domingo, dia 5, que sinalizou que poderia demitir do governo quem está “se achando”.

Questionado pelo Estado cerca de uma hora após as declarações, Mandetta afirmou que ainda não tinha visto ainda a frase. “Eu estou dormindo”, disse, parecendo bocejar ao telefone. “Amanhã eu vejo, tá?”, completou, antes de encerrar a ligação.

CANETADA – Bolsonaro disse a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada que “algo subiu na cabeça” de alguns de seus subordinados, mas que a “hora deles vai chegar”. “A minha caneta funciona”, afirmou Bolsonaro.

“Algumas pessoas no meu governo, algo subiu a cabeça deles. Estão se achando. Eram pessoas normais, mas de repente viraram estrelas. Falam pelos cotovelos. Tem provocações. Mas a hora deles não chegou ainda não. Vai chegar a hora deles. A minha caneta funciona. Não tenho medo de usara a caneta nem pavor. E ela vai ser usada para o bem do Brasil, não é para o meu bem”, disse Bolsonaro.

CONFLITOS – Mandetta e Bolsonaro têm divergido sobre estratégias de isolamento da população contra o novo coronavírus. O ministro defende uma ação mais ampla, para evitar aglomerações e estimular redução de fluxo urbano, com medidas como trabalho em home office e fechamento do comércio em locais com grande número de casos. Já Bolsonaro defende um “isolamento vertical”, em que sejam afastadas pessoas acima de 60 anos ou que apresentem outras doenças.

Bolsonaro escancarou descontentamento com Mandetta na última semana. O presidente disse que falta “humildade” ao ministro e, embora tenha afirmado que não pretende dispensá-lo “no meio da guerra”, ressaltou que ninguém é “indemissível” em seu governo.

INCÔMODO – O protagonismo do auxiliar diante da crise envolvendo a pandemia do coronavírus já vinha incomodando o presidente há algum tempo. Questionado pelo Estadão sobre as declarações de Bolsonaro, feitas na última quinta-feira, 2, Mandetta respondeu: “Trabalho, lavoro, lavoro”, repetindo a palavra que significa “trabalho” em italiano.

No dia seguinte às declarações do chefe, Mandetta disse que continuaria no governo, afirmando que um médico não abandona o seu paciente.

23 thoughts on “Mandetta ignora suposta ameaça de demissão feita por Bolsonaro: “Estou dormindo”

  1. Criticado e xingado por bolsonarista, o presidente argentino Alberto Fernández deu baile no seu par brasileiro. Mostrou como se passa por uma crise mundial. Proibiu demissões, complementou salários, liberou verba federal e salvou empresas. Está com popularidade altíssima, mesmo recém-empossado no cargo.

  2. Mandetta, um ótimo quadro, sabe que será demitido. Escorregou na casca de banana, ao confiar cegamente nas científicas ordenações Xixi-lipinas, repassadas pela OMS, um aparelho do PCC e ao levar o cano nos negócios da China … cadê as máscaras, epi e os ventiladores chineses? Nisso tudo, tenho uma dúvida, será que pagamos antes de receber?

    #FiquemosTodosEmCasa, os políticos olham por nós.

  3. Nunca reparei que o pres Bolsonaro tinha um discurso tão primário e grosseiro. Um chefe de governo não deve ameaçar seus auxiliares.
    É aparente que a inveja e o complexo de inferioridade devem ser os motivadores dessas explosões mulares do presidente.

  4. A verdade é que Mandeta está pisando na bola em querer isolamento de milhões que moram nas favelas com suas casas de dois cômodos, o que é pior do que ir para as ruas onde até buscam o que comer com seu trabalho.

    Osmar Terra mostra com gráficos e números que isolamentos na França e na Itália pioraram a situação neste países.

    https://www.youtube.com/watch?v=siY1YGJnSUg&fbclid=IwAR1QzOJm-svcDYbBDwDjzKRNk3ho0cHVrX2bxbM9_IChy_350j7qbxoHLmQ

  5. Já estou até achando que este blog é feito por robôs para robôs, pois o artigo anterior se concentra, igual a este, para aproveitar a indisposição do presidente com seu ministro para derrubar Bolsonaro.

    É só panfletagem isso aqui.

    • Mario Jr.,
      eis um vídeo que o autor explica várias coisas de maneira bem didática. Vale a pena ver. Não é nenhum panfleto.

      “Fabio Akita
      101 mil inscritos
      Erratas:
      – eu cito Nassim Taleb mas eu cometi um erro: uma epidemia não é um Cisne Negro porque é um evento que os países já deveriam estar preparados. O erro é que todos ignoraram que isso pudesse acontecer, portanto não se deve categorizar como Cisne Negro, foi só pura incompetência mesmo.
      – a letra da Apple na Bolsa é AAPL e não APPL como eu coloquei no video
      – me corrigiram que eu acho que falei errado uma hora. Esclarecendo, COVID-19 é a doença e o vírus é o Novo Corona Virus (é uma família de virus), acho que uma hora eu falo que o vírus é o COVID.
      – numa das telas de conta eu fiz um typo, o certo é (60.000 * 25% = 15.000) e não 5.000.
      – quando eu defino securitização eu não falei totalmente certo, melhor esclarecer: “O Akita é risco C de crédito e pega uma dívida de 12 meses, com parcelas de 1000 reais. A chance do Akita pagar as 6 primeiras parcelas é muito maior do que as 6 últimas. Dois investidores emprestaram a mesma quantia pro Akita, que gera a dívida dele de 1k por mês. Se ambos receberem metade o que o Akita pagar por 12 meses, estão assumindo um risco C de inadimplência ao longo do período. Agora, se um receber os primeiros 6 meses 100% do fluxo pago pelo akita, e um receber os últimos 6 messes 100% do fluxo pago pelo akita, o primeiro ta assumindo um risco A e o segundo um D-. Se vc priorizar o fluxo de caixa, consegue securitizar essa dívida em duas classes de ativos com riscos diferentes, esse é o ato de securitizar ”
      – eu exagero na hora de falar que a depois de ser contaminado você passa a contaminar os outros “imediatamente”, na realidade leva uns 3 a 4 dias incubando o virus pra você começar a espalhar. Que continua sendo um tempo curto, e você pode estar assintomático, por isso tomar cuidado.

      Estamos agora (em 25/mar/2020) no meio da crise desencadeada pelo vírus COVID-19. Todo mundo está apreensivo querendo saber até onde isso vai. E por causa disso todo mundo está vivendo basicamente só um dia de cada vez.

      Porém, as economias do mundo já estavam caminhando pra uma inevitável recessão e o COVID-19 não só adiantou, como fez a queda ser mais violenta e os efeitos são multiplicados. Estamos possivelmente perto da maior crise econômica já reportada na história. Ainda não temos como saber porque a história ainda não acabou.

      Mas nunca é prudente ser otimista demais. Digamos que não aconteça o fim do mundo, qual é o cenário negativo que devemos ter em mente? Quando isso vai acontecer? Como devemos nos preparar? É o que eu vou tentar explicar neste episódio.”

      https://www.youtube.com/watch?v=Hrg0MnyE2jM

  6. Calma, gente. Fé e paciência. Desunidos e irritados, sofreremos mais com os tormentos do coronavirus. Imaginem minha tristeza semelhante a muitos de vocês: longe dos netos. Sem poder abraçá-los nem beijá-los. Online alivia, mas não basta.

  7. Aqui o médico que trabalha há mais de 30 anos na região norte com o usos da Cloroquina fala diretamente (link abaixo) para quem aceita a realidade vinda de um especialista e não para os que estão programados a não aceitá-la, como os robôs e os simplórios presentes aqui, que usam argumentos infantis para sustentar suas infantilidades como por exemplo: “o cara tem fama mundial de ser bom de serviço”, mas não cita as fontes desta tal fama, caindo como sempre, no vazio de suas falas aqui.

  8. Che, a tua imbecilidade é tanta, que se a cloriquina fizesse mesmo esse efeito milagroso, a Europa estaria medicando seus infectados desde o primeiro dia do surgimento do vírus!

    No entanto, esse medicamento NÃO CONSTA em protocolo algum para esta doença!

    O uso está sendo feito em pacientes em estado grave, a ponto que existem ideias para que seja usado o plasma daquele que se curou do corona, como meio de fabricar anticorpos em quem está contaminado!

    A ignorância é tanta, que não se prega não usar a cloriquina, porém o seu uso de modo geral poderá acarretar mais problemas ainda!

    Que mania, de sair acreditando em soluções mágicas, logo tu, que não acreditas nem em ti mesmo!

    • Sim:

      Um teste para o coronavírus;
      Um teste mental;
      Um teste para verificar seus nervos;
      Um teste de estabilidade mental;
      Um teste para o seu estado geral;
      Um teste ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *