Mantida num mundo à parte, sem ler jornais, Dilma ainda não caiu na realidade

Pela manhã, Dilma recebe uma sinopse que só traz notícias boas

Carlos Newton

Há meses submetida a tratamento psiquiátrico, é por recomendação médica que a presidente afastada Dilma Rousseff não lê jornais nem revistas, tampouco assiste aos noticiários pela televisão. Recebe diariamente uma sinopse redigida por sua assessoria, sob coordenação do jornalista Olímpio Antônio Brasil Cruz, que agora a acompanha no Alvorada.  A estratégia da sinopse é “amaciar” as notícias negativas e “destacar” as positivas. É neste mundo à parte, de realidade virtual, que Dilma Rousseff está vivendo, com a Assessoria de Imprensa fazendo o que pode para protegê-la.

PROCESSO CONTRA A ISTOÉ

Há dois meses, quando a revista IstoÉ publicou que Dilma estava sendo tratada com medicamentos contra esquizofrenia para conter seus violentos arroubos, com descrição de cenas lamentáveis nos palácios e até a bordo do Aerolula, a Assessoria de Imprensa imediatamente anunciou que a revista e os repórteres seriam processados. Mas não aconteceu nada.

Como processar a jornalista Débora Bergamasco, diretora da IstoÉ em Brasília, que vem a ser mulher do ex-ministro José Eduardo Cardozo, que é advogado de Dilma e convive diariamente como ela?  Como processá-la, se tudo o que ela escreveu, em parceria com Sérgio Pardellas, é rigorosamente verdadeiro?

PROCESSO CONTRA MERVAL
Agora, a Assessoria de Imprensa de Dilma Rousseff anuncia mais um processo judicial que não se concretizará, desta vez contra o jornalista Merval Pereira, de O Globo, por ter publicado que o esquema de corrupção da Petrobras pagou despesas pessoais de Dilma, inclusive gastos com o cabeleireiro Celso Kamura.

“Mais uma vez, há uma tentativa de atingir a honra da Presidenta com o objetivo de manipular a opinião pública para facilitar a tramitação do processo de impeachment. Diante da acusação de golpe recorrem às armas da mentira e da calúnia”, diz a Assessoria, alegando que Dilma paga pessoalmente a Kamura e está de posse dos recibos e dos comprovantes das viagens aéreas dele a Brasília. E conclui a nota:

“Para finalizar, a Presidenta Dilma Rousseff anuncia que tomará as providências devidas na Justiça para reparar todas as acusações difamatórias e caluniosas que foram contra ela proferidas”.

Bem, vamos sentar mais comodamente para aguardar este novo processo que jamais será apresentado à Justiça.

NÃO CONHECEM MERVAL…

Se esses dedicados assessores da presidente afastada Dilma Rousseff conhecessem Merval Pereira, jamais ousariam emitir uma nota oficial desse teor. A qualidade e o esmero de sua atuação transformaram Merval Pereira numa espécie de jornalista imune a processos judiciais.

Somos amigos desde o início da década de 70, jamais ouvi dizer que Merval tenha sido processado. Ninguém consegue usá-lo para “plantar” notícias, tudo o que ele publica é fato comprovado, não há especulação em suas análises políticas.

Vamos a um exemplo: recentemente, O Globo foi o único jornal a anunciar que Delcídio Amaral faria delação premiada. Houve desmentidos em toda a mídia. Mas Merval insistiu, dizendo que a Redação do Globo tinha “fortes razões” para confirmar a decisão do ex-líder do Governo. E não deu outra.

UMA SINOPSE FAJUTA

A tal “sinopse” da Assessoria do Alvorada não traz notícias ruins. Dilma não fica sabendo de nada. Por exemplo, ainda desconhece que a Procuradoria-Geral da República já tem documentos revelando que ela tinha conhecimento do teor das negociações envolvendo interesses políticos na compra da refinaria de Pasadena, antes da reunião do Conselho.

As notas oficiais da Assessoria são feitas sem conhecimento dela. Na verdade, ninguém lhe informou que há provas de pagamentos ao cabeleireiro Kamura com dinheiro do esquema de corrupção. Ela também não sabe da delação de Marcelo Odebrecht, que relatou ter ido ao palácio em 2014, quando a presidente lhe exigiu R$ 12 milhões para o caixa 2 da campanha, depois dele já ter contribuído com R$ 14 milhões.

EM OUTRO MUNDO

Como diz o jornalista Ilimar Franco, Dilma está vivendo “em outro mundo”. Ela não sabe que Lula está sendo trucidado pelas delações de Marcelo Odebrecht, Léo Pinheiro, Delcídio Amaral e Nestor Cerveró, cujas denúncias também a atingem frontalmente, como participante do esquema de corrupção.

Dilma está sendo mantida assim, fora da realidade, para seguir atuando como massa de manobra do PT, e realmente pensa que o Senado vai reverter o impeachment e ela vai voltar ao Planalto, gloriosa, nos braços do povo. Por isso, vive a repetir que está sendo vítima de um golpe e a culpa é do Eduardo Cunha, sem entender que ele também já é carta fora do baralho.  É uma situação verdadeiramente patética e deprimente, que demonstra o alto grau de surrealismo da política brasileira.

33 thoughts on “Mantida num mundo à parte, sem ler jornais, Dilma ainda não caiu na realidade

  1. Tenho comigo que Dilma também lucra com essa situação. Em Psicologia chamamos esse mecanismo de defesa de negação em função da obtenção de ganho secundário. A pessoa nega a realidade para obter algum ganho emocional. É pura regressão, mas, ajuda a pessoa a sobreviver em meio ao caos!
    Mais cedo ou mais tarde tudo isso tem que acabar e o PT será obrigado a reconhecer que não é mais um partido viável para governar! É só o que esperamos!

  2. CN,
    Tenho a mais absoluta certeza de que você é um homem muito bem bem informado por fontes confiáveis. Além disso “onde há fumaça há fogo”.
    Sem qualquer dúvida , a temperança jamais foi o forte da Coração Valenta. Afinal de contas, recém saída do Colégio Sion , a mocinha optou pelo fuzil. Pode até ter sido coragem de mais, mas também foi juízo de menos.Compartilhado por quem elegeu e reelegeu a “mulher do Lula”.
    Basta lembrar de alguns discursos da presidenta hoje isolada do mundo, para termos certeza de que ela é mentalmente prejudicada. Os nexos se perdem , tupi or not tupi, no pântano de suas sinapses.
    O que torna impossível de aceitar, na íntegra , a versão do auto engano ou da loucura mansa , é o fato de hoje o mundo caber , por exemplo , dentro de um celular. Bastaria um clique dos trêmulos dedinhos ofélicos e …abacadabra! … a realidade lhe apareceria diante os olhos perdidos. Ainda que, seletivamente , ela só visitasse os seus amiguinhos blogueiros no Reino das Maradilmas no planeta da Esgotosfera.
    Ou seja , a nossa Lady of Shalott pataxó vai ter radicalizar – quem sabe rasgar dinheirinho que guarda debaixo do colchão, ou comer a grama do Alvorada ou agredir o Lula fisicamente já que cuspir na cara dos outros virou fashion ? – para convencer tantos corações empobrecidos pela sua heterodoxia e tantas almas indignadas com a rapinagem de seus cavaleiros e menestréis , de que “num tinha no$$ão de nada”.
    Vivemos em uma era na qual a realidade nada mais é ou será , do que aquilo que é bem “narrado”. Não se discute que essa senhora seja
    ezquizóide.É a “narrativa” de alienação no escurinho do castelo que , ainda que seja verdadeira , não vai colar. Nem aqui nem em qualquer tribunal onde o JEC , aquele que namora a Débora, tente declará-la inimputável.

    • A diferença entre a nossa Lady of Shallot e a de Tennyson é que a dele pelo menos fugiu da torre encantada e tentou chegar a Camelot, enquanto a nossa se agarra com todas as forças às paredes que se esboroam, sem que ela veja, em volta dela…
      Ao menos, que essas paredes que se esboroam sejam apenas as do Alvorada e não as do Brasil.

    • Quantas indiretinhas, feitas de modo Empiricus , nada Original….

      Vão lançar o inderetista ??? kkaaassss..

      Os Pataxós ao menos não vendem o seu povo por 30 dinheiros….

      • Não sei o que é “indiretista”, Virgílio.
        Seria o homem que quando se dirige a outro homem, que como ele também foi batizado, tem a delicadeza de ser direto e de tratá-lo pelo nome e dizer o que tem a dizer sem esses “kkaaassss” usados pelos MAVs alugados ?
        Seria quem – graçasadeus! – conserva o senso de humor e a capacidade de teclar com a cabeça e não com o fígado?
        Ou seria aquele que, de tão alienado e incapaz de julgamento lúcido, jamais defendeu esse petismo e seus aliados , jamais foi filiado , jamais se deixou enganar pelos Judas que nos venderam por 30 dinheiros?

        • Não é que tem muita gente do mercadinho financeiro, que são pequenos, querendo fazer do saco do Temer o corrimão da escada da vida.
          Basta ver os anunciantes que são os mesmos.
          Até lei contra o aumento dos impostos do cigarro, para a alegria das Souza Cruz da vida e desgraça do SUS.

          • Então ,Tamberlini, quando você comentar debaixo de um texto meu e usando palavras por mim – “pataxó”, por exemplo – mas não sobre o que escrevi, sobre o que coloquei na roda e no texto, mas sobre assuntos off-topic – a “Souza Cruz e o SUS e o saco do Temer”, por exemplo – os quais para abstrair a gente teria que providenciar uma bolinha de cristal, daria , por gentileza, se não for pedir muito, para você dar nomes aos seus bois?
            Grato pela colaboração
            à civilidade no blog.

          • Eu escrevo sobre o que bem entender… Os nomes estão nos anúncios, não preciso de nenhuma tutela.
            ” Democracia é poder torcer pelo Fluminense , na arquibancada da Flamengo”

            Se o chapéu serviu problema seu !

  3. O horda da TFP ao visto se juntou a Alkcminiana OPUS DEI, que usa até o auto flagelo, para cuidarem da vida dos outros no intuito de encobrir a lamaçal que aí está ! Sei bem como funciona, pois conheço todos os Monteiros da Rede Vida. Já o Estadão defender isso é irônico, pois o senhor que lançou debentures duplicadas do Estadão toma 2 litros de uísque por dia, mora lá no Pacaembú.

    Bem vindo a Idade Média !

    http://politica.estadao.com.br/blogs/coluna-do-estadao/ministro-quer-restringir-uso-de-bebida-alcoolica/

    Vão cuidar dos seus próprios rabos , os será o Temer um novo Kennedy com os seus navios ancorados esperando o fim da lei seca ???

  4. O JOSIAS DEIXOU DE SER UM JORNALISTA ISENTO ???

    Ao nomear suspeitos, Temer jogou óleo na pista
    Josias de Souza
    06/06/2016 04:37
    Desde que Michel Temer assumiu o volante, não há semana em que não seja obrigado a parar no acostamento. Já desembarcaram dois ministros: Romero Jucá (Planejamento) e Fabiano Silveira (Transparência). Nesta segunda-feira, achega-se à porta o terceiro: Henrique Eduardo Alves (Turismo) apalpou verbas sujas oriundas da Petrobras, informou ao STF o procurador-geral Rodrigo Janot.
    Ao cercar-se de suspeitos e de seus prepostos, Temer jogou óleo na própria pista. Agora, derrapa constantemente num instante em que se esperava que exibisse um itinerário confiável. Em entrevista, o ministro Eliseu Padilha declarou: “Na Lava Jato, se aparecer alguém do governo, já se sabe qual a posição do presidente: é que a pessoa deixe a equipe.”
    Desse modo, acredita Padilha, o governo “não será atingido diretamente de nenhuma forma, fica preservado.” O raciocínio de Padilha é manco e ilusório. É manco porque nos dois primeiros desembarques ficou evidente o desejo de Temer de proteger os auxiliares enrolados. É ilusório porque o governo já foi atingido. Ninguém nomeia tantos suspeitos impunemente.
    Perguntou-se a Padilha: Qual será o legado do governo Temer?
    E o ministro: “…Sair do desajuste fiscal em que nos encontramos e contribuir para que a corrupção seja erradicada do serviço público.”
    De duas, uma: ou Temer guarda na gaveta uma agenda secreta que inclui o extermínio do seu PMDB ou a ideia de erradicar a roubalheira é apenas uma evidência do insuspeitado talento de Eliseu Padilha para a comédia. Agora mesmo, o governo articula a entrega do comando da Eletrobras a um apadrinhado de Renan Calheiros.

  5. PT, PSOL, PDT e PC do B não têm nenhuma consideração com o futuro do país, querem o quanto pior melhor.
    Vejamos: Se a Dilma voltar ao poder, haverá motivos muito mais consistentes para novos pedidos de impeachment., ainda que não houvesse pedido de impedimento da Dilma, o que ela poderia fazer em dois anos, para melhorar o caos implantado no Brasil por ela
    mesmo, considerando-se que em seu governo, mostrou incapacidade de governar e não contaria mais com a maioria do Congresso?
    A volta da Dilma seria a extensão do caos, da desgraça do Brasil e certamente daria margem a um golpe militar. Será, que é essa a aposta dos que são contra o impeachment?

  6. Não se trata de bater palmas para ninguém. Vamos apenas ser um pouco práticos neste momento: se não for possível lancetar dois furúnculos ao mesmo tempo, eliminar um deles é um movimento na direção certa.

    • Safado é safado não importa a grife. Um já foi que venha o próximo.
      Carmem Lúcia já.
      Constituição não e vela de barco, que vira conforme os ventos, a campanha da Dilma é a mesma do Temer !

  7. Amigo Carlos Newton, se me permitir chamá-lo assim.
    Gostaria de saber com sua cultura o que o senhor acha dos Estados Unidos instalar uma base militar na Argentina.
    É Rússia ou Estados Unidos que nos querem. Acho melhor o militar no poder, não existe ninguém com legitimidade para nos representar e falar a verdade.
    Falo isso quanto a grande mídia, e se é verdade.

  8. A TOCHA !

    Em clima olímpico, ‘New York Times’ publica editorial: ‘Medalha de ouro do Brasil para a corrupção’
    —–
    Em mais um duro editorial sobre o momento político que o Brasil vive, o jornal “The New York Times”, nesta segunda-feira, coloca Michel Temer contra a parede. O texto, intitulado “A medalha de ouro do Brasil para a corrupção”, entra no clima olímpico (de forma irônica, obviamente) e coloca um ponto de interrogação sobre o compromisso do presidente em exercício contra as práticas ilícitas dos poderosos em Brasília.
    O editorial logo começa lembrando das nomeações polêmicas de Temer, que escalou um ministério exclusivamente branco e masculino. Em seguida, cita os sete ministros empossados e que estão na mira da Lava-Jato: “As nomeações aumentaram as suspeitas de que o afastamento de Dilma Rousseff, mês passado, tinha um motivo real: interromper as investigações”.

    Na sequência, o texto menciona Romero Jucá e Fabiano Silveira, ministros-relâmpago do governo provisório, que deixaram seus respectivos cargos do Planejamento e Transparência, pegos em gravações tentando obstruir as investigações da Lava-Jato.
    Neste ponto, o editorial questiona o compromisso de Temer com a operação da Polícia Federal: “Estes fatos forçaram Temer a prometer, semana passada, que o Poder Executivo não iria interferir nas investigações da Petrobras. Considerando os homens dos quais Temer se cercou, isso soa falso. Se o presidente em exercício quiser ganhar a confiança dos brasileiros, muitos dos quais têm chamado o afastamento de Dilma de ‘golpe’, ele e seu gabinete devem tomar medidas significativas contra a corrupção”.

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/em-clima-olimpico-new-york-times-publica-editorial-medalha-de-ouro-do-brasil-para-corrupcao-19449710.html#ixzz4AoISugZy

  9. Pode ter problemas psicológicos, afinal uma pessoa normal explodiria desconhecidos em atentados terroristas?
    Existem até estudos médicos que tratam dos que apoiam o comunismo como psicopatas.
    Entretanto, os psicopatas são imputáveis e defendo a tese de que enquanto ela não andar de ônibus, cortar o cabelo com gente que cobra a centésima parte de cinco mil reais e parar de mentir, ela está no pleno domínio das faculdades.

  10. Newton, temos que respeitar o que você diz, mas, a situação de Eduardo Cunha ainda pende a seu favor. O jogo está empatado. O time de Cunha é mais sagaz e audacioso e pode no último minuto reverter a pena tornando-a mais branda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *