Marilena Chauí diz que Moro foi treinado pelo FBI para entregarmos o pré-sal

Charge do Pelicano (pelicanocartum.net)

Deu na Folha

Em vídeo publicado neste domingo (dia 3), a filósofa Marilena Chauí afirma que o juiz federal Sergio Moro, da Operação Lava Jato, foi treinado pelo FBI — o equivalente à Polícia Federal nos EUA — para conduzir o caso. Segundo ela, o objetivo da Lava Jato seria retirar do Brasil a soberania sobre o pré-sal. “Por que isso ficou claro para mim? Por que Sergio Moro foi treinado, nos Estados Unidos, pelo FBI.”

“Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macarthismo [política de perseguição anticomunista adotada pelos EUA nos anos 1950] e fez depois do 11 de setembro que é a intimidação e a delação”, afirma a professora da USP.

Segundo ela, os Estados Unidos teriam o objetivo de desestabilizar o Brasil. “A Operação Lava Jato é, vamos dizer, o prelúdio da grande sinfonia de destruição da soberania brasileira para o século 21 e 22.”

PRÉ-SAL – Ela criticou a gestão interina de Michel Temer e o ministro das Relações Exteriores, José Serra, e os acusa de quererem entregar a exploração do pré-sal para empresas norte-americanas e afirma que o governo está “destruindo a economia brasileira”.

Não é a primeira vez que Chauí, notória intelectual de esquerda e defensora da presidente afastada, Dilma Rousseff, afirma que o objetivo da Lava Jato é entregar o pré-sal brasileiro a empresas norte-americanas. Em ato contra o impeachment de Dilma na USP, em março deste ano, a professora havia dito ainda que outro fim seria o enfraquecimento do Mercosul.


NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Ao que parece, os remédios de tarja preta não são exclusividade da presidente Dilma Rousseff. A não ser que a enlouquecida denúncia seja mais uma candidatura à Piada do Ano. (C.N.)

69 thoughts on “Marilena Chauí diz que Moro foi treinado pelo FBI para entregarmos o pré-sal

  1. O Brasil está mesmo no pior momento de sua história. Como é que uma burra e louca dessas ainda é professora da USP? Isso aí não serve nem para tratadora de porcos.

  2. Essa acéfala petista já sabe que o partido foi engolido pelas ladroeiras praticadas durante o período do seu governo, devia ser presa por praticar terrorismos, que é o ponto forte dessa quadrilha desgraçada

  3. Essa mulher é mais uma comunista cretina, desavergonhada.

    Essa vagabunda prega o extermínio da classe média. A mesma classe média que trabalha e estuda e impede que o Brasil vá à banca-rota fique nas mãos de gente como esta mulher, como Maduro e Fidel Castro são. Como Lula e Dilma são.

    O certo seria essa mulher ser linchada em praça pública para servir de exemplo, tomar do próprio veneno, o veneno que quer que a classe média tome. Classe média que essa vagabunda nega ser parte.

    É de gente vagabunda assim que se sustenta o PT e essa esquerda de merda que campeia o país e não o deixa aflorar como uma grande nação.

    Enquanto tivermos gente como esta vagabunda, e o Brasil está cheio de gente assim – falsos nacionalistas, na verdade traidores – não temos a menor chance de nos tornarmos uma grande nação.

  4. E ainda tem gente que ouve essa débil mental. Tem que ser mais débil mental ainda. Mais uma “intelectual” de merda uspiana. Louca, completamente louca.

    Essa desgraça tem que cair no ostracismo, enquanto não a lincharem.

  5. …e ella foi treinada pela antiga KGB para destruir o Brasil. E quase conseguiu.
    Uma dose de Fuzilina 7,62 mg Comum resolveria o problema dela e o nosso, da odiada Classe Média.
    É maluca, mas por pichulecos da “cultura” propagada por seus irmãos de armas.
    Vade retro, Sanatás!

  6. Esta senhora me faz recordar Paulo Francis

    “A melhor propaganda anticomunista é deixar um comunista falar.”

    Gostaria de saber o que esta senhora tem a comentar dos 30% de propina que seu partido cobrou do “Minha casa, minha vida”.

    Leia: PCdoB recebia propina de contratos do Minha Casa Minha Vida, diz delator

    fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/pcdob-recebia-propina-de-contratos-do-minha-casa-minha-vida-diz-delator

  7. Essa fala da Marilena Chauí, aquela que disse odiar a classe média (mesmo fazendo parte dela), é simplesmente uma piada pronta!

    Comecei meu dia de sol (deste Rio de Janeiro) dando boas gargalhadas!

    Siga em frente, Chauí:

    – Continue nos fazendo rir! O seu conhecimento sobre o petróleo é fenomenal… huahuahua…

    • A Chauí pensa que o petróleo abunda ou vem dela. Mas como todo o petista tem o cérebro no final do reto, até que os argumentos dela são bons. Só falta a CIA concordar.

  8. Para aqueles que defendem investimentos maciços em educação para desenvolver o Brasil, eu retruco: olhem a Marilena Chauí!.
    Seus comentários são uma evidência de que nem sempre a aplicação de capital em estudo traz retorno e progresso.

      • Pode isso Bolsonaro ???

        ” Em outubro de 1987, o clima de descontentamento entre os militares gerou novos atos de indisciplina. A revista Veja noticiou a invasão da prefeitura de Apucarana (PR) pelo capitão Luís Fernando Valter de Almeida que, à frente de 50 homens, leu manifesto contra os baixos salários das forças armadas. A mesma reportagem apresentava um plano em que o capitão Bolsonaro, na época cursando a Escola Superior de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO), era um dos personagens centrais. Denominado “Operação beco sem saída”, o plano tinha como objetivo “explodir bombas em várias unidades da Vila Militar, da Academia Militar das Agulhas Negras (…) e em vários quartéis”, com cuidado para que não houvesse feridos. A operação, no entanto, só seria executada caso o reajuste concedido aos militares pelo governo federal ficasse abaixo de 60% e serviria para “assustar” o ministro do Exército, general Leônidas Pires Gonçalves.

        O plano atribuído a Bolsonaro e ao capitão Fábio Passos da Silva provocou reações imediatas do ministro do Exército. Convocados a se explicar, os dois capitães “negaram peremptoriamente, da maneira mais veemente, por escrito, do próprio punho, qualquer veracidade daquela informação”, segundo declaração do próprio general Leônidas. Posteriormente, contudo, o fato de existirem testemunhas e provas documentais (na ocasião da reportagem realizada na Vila Militar, Bolsonaro havia desenhado um croqui, no qual, de forma didática, explicara à repórter o funcionamento de uma carga de dinamite) levou o ministro a considerar que se precipitara ao inocentar os dois capitães. Leônidas Pires Gonçalves enviou então ao Superior Tribunal Militar (STM) os resultados de uma sindicância feita pelo Exército, no Rio de Janeiro, que concluía que os dois envolvidos deveriam ser excluídos das forças armadas.

        • “explodir bombas em várias unidades da Vila Militar, da Academia Militar das Agulhas Negras (…) e em vários quartéis”, com cuidado para que não houvesse feridos…”
          Meu amigo, isso não é para qualquer mortal. Temos que ter em conta o local, o planejamento, a quantidade de explosivos, a hora, enfim,,. um sem número de calculos não falando já dos milhares de imponderáveis que sempre existem.
          Ou esses dois são patetinhas ou mentirosos relapsos e compulsivos.

      • Virgílio,

        às vezes acho muita graça de certas frases. Esta é uma delas:

        …”que quando estava na ativa usava óculos escuros para não comer a farda”.

        Pode-se dizer tudo do brasileiro, menos que não seja criativo e tenha bom humor.

      • Porque o posto dele é de Capitão, Virgílio. E foi para a inatividade nesse posto.
        A Escola Superior de Guerra não é destinada a oficiais desse posto.
        A Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) do Exército é.
        A propósito, a Chaui também usa óculos escuros, para comer grana pública.

        • Por que ele foi reformado neste baixo posto aos 33 anos ? Por planejar o atentado conhecido como ” Beco Sem Saída ” para ver se conseguia aumento dos soldos dos capitães. O link está acima.

  9. A quantidade de petistas que vocifera besteiras e apologias à baderna é impressionante.

    E não vão presos, não são chamados às barras de um tribunal para se explicarem sobre seus disparates contra a sociedade.

    Pois agora vem esta senhora, petista, portanto, tresloucada, acusar Sérgio Moro de espião americano!

    E vai seguir solta, sem ser processada, sem ser questionada pelo acusado a respeito do que afirma, que o juiz foi treinado pelo FBI para entregarmos o pré-sal!

    A meu ver, a nossa Justiça deixa muito a desejar quanto às vistas grossas que tem beneficiado petistas em suas declarações falsas, mentirosas, ofensivas e agressivas.

    Deixar passar em branco certas provocações ou ameaças – lembro que quem cala consente -, se a petista não for obrigada por Moro a se explicar, o célebre Juiz comete seu primeiro erro, e grande, imenso, chegando a ser imperdoável!

  10. COMO DIRIA UM FAMOSO PENSADOR, A ÚLTIMA TRINCHEIRA DOS CANALHAS É O NACIONALISMO/PATRIOTISMO!
    QUANDO A PETROBRÁS ESTAVA SENDO SAQUEADA PELOS “CUMPANHEROS” PETRALHAS ESSA BOÇAL NÃO ABRIA A BOCA, MELHOR DIZENDO ABRIA A BOCA TRANSBORDANDO RESTOS DE FEZES, PARA AMALDIÇOAR A CLASSE MÉDIA, A MESMA CLASSE MÉDIA QUE O SEU CHEFETE LULLA DA SILVA, SE ORGULHAVA DE TER AMPLIADO! E ESSA CONTRADIÇÃO GRITANTE FOI VOCIFERADA BEM NA FRENTE DO MELIANTE, QUE SÓ FEZ DAR RISADA!
    ESSA É MAIS UMA DAS MULHERES DE GRELO DURO, UM CANHÃO HORROROSO QUE NEM MESMO O MAIS TARADO DOS ESTRUPADORES DA FACE DA TERRA TERIA CORAGEM DE ESTUPRAR! EU DIRIA QUE ESSE TRIBUFU TEM O GRELO MAIS DURO DO QUE AÇO INOX!
    UMA TIPICA PETRALHA ESQUERDOPATA!

  11. Eu acho que Marilena Chauí tem o direito de dizer o que sabe sobre as relações de Moro com os EUA. Vejam: WIKILEAKS VAZA BILKHETE SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE MORO E EUA. Leiam no Blog O Cafezinho.
    Diz Miguel do Rosário: Disponibilizo o bilhete ao debate aberto das redes sociais, para que especialistas e nacionalistas leiam e tirem suas conclusões.
    Como o Blog Tribunadainternet.com.br é livre eu tranqüilamente escrevo para dizer que também lí há três meses essa notícia. Só não lí as páginas em inglês. Acreditar ou não é problema de cada um. Eu acredito. E a mim pouco interessa o que pensam de mim.

    • Aquino, eu me recolho à minha insignificância.

      Tenho tendência a concordar com você e com a Chauí, mas não sou comunista, longe de mim, não há hipótese.

      Esse O Cafezinho tem cor política? Qual? Vermelho?

      Foi o Wikileaks mesmo? Se foi, é preocupante.

      Como saber essas coisas?

      • O Miguel do Rosário é um blogueiro chapa branca, grande defensor do presidiário Pizzolato. Ele escrevia O Cafézinho na cobertura do Pizzô em Copa.
        Fez até uma ‘revista’ em defesa do Pizzô, onde dizia que o Pizzolato iria ‘ acabar ‘ com o Joaquim Barbosa e com o STF na Corte Italiana. Não dá para se levar a sério.

  12. esse discurso remonta a década de sessenta,nunca li tantas sandices.na verdade eu sempre achei que o juiz sérgio moro fosse orientado por vladimir putin.

  13. Dona Marilena Piuí pirou de vez! Falou até sobre o que nunca entendeu. Caso Dilma assista a esse vídeo, poderá surtar de felicidade, e vai querer contratá-la a peso de ouro.

    De repente a petralhada terá que fazer mais vaquinhas virtuais para sustentar o aumento da equipe da gaiola das loucas, do Palácio da Alvorada de hoje!

  14. Só se o FBI treinou OS LADRÕES DO PT e do PMDB para serem QUINTA COLUNA, roubarem, falirem o país e deixarem tudo pronto para a “invasão do norte”.
    Tudo isso depois de implantarem um chip na cabeça (ou milhões de dólares nos bolsos) de cada um deles: Eles não sabiam que estavam cometendo crime. Foram seduzidos, coitados!

    Mas neste país é assim mesmo: As vítimas são as culpadas pelos crimes dos quais são vítimas. Os ladrões são inocentes, vítimas da sociedade que eles parasitam…

  15. A melhor recomendação é que ela, “pretensa defensora da classe humilde – petista insolente” pudesse visitar uma comunidade carente. Com toda certeza, ao passar ao lado de uma vala de esgoto, suas ideias e ideais seriam magnificamente absorvidos pelos detritos orgânicos correntes e provavelmente conseguiria alcançar um orgasmo onírico que talvez não tenha conseguido como criatura aparentemente mal amada.

  16. Ô Marilena Chiauí , você se enganou de pessoa. Quem foi treinado não pelo FBi mas pela CIA , com tudo pago pelo governo militar foi o seu chefe Luiz Inácio Lula da Silva, o que inclusive consta em algumas biografias dele. Depois de treinado pela CIA Lula fez estágio no Sindicato de Pelegos dos Estados Unidos. Voltou para o Brasil e foi colocado na política para atrapalhar o brilho de Brizola e Arraes, que voltaram do exílio, e foi colocado na política pelas mãos do General Golbery do Couto e Silva. Você está seguindo, há anos, um mau caráter e pelego, que estudou formas de manipulação das massas nos EUA com a CIA e, em seguir, em treinamento com os sindicalistas pelegos norte-americanos.

  17. Seria esta tia a versão cabocla da La Pasionara espanhola? Aquela que gritou que os franquistas “No Pasaran” e que não só passaram como a despacharam para a União Soviética? Onde hibernou por mais de 30 anos?
    Estes comunistas das antigas, já estão em extinção, logo serão apenas vagas lembranças de um tipo de gente que viveu dopada por um sonho fantasioso e que se recusam a acordar.
    O mundo desabando e eles brincando de construir casinhas e bolsa esmola.
    A Chaui é verdadeiramente uma boa parceira para a Dilma.

  18. As três dificuldades dos intelectuais, e uma nota sobre nacionalismo

    ESCRITO POR MÁRIO CHAINHO | 03 JULHO 2016

    Identifico três tipos de dificuldade nos intelectuais que têm impedido praticamente todos eles de fazerem análises aceitáveis da realidade. Não me refiro a dificuldades relativas à aquisição de conhecimento mas a algo que está para além disso.

    1. Sinceridade
    Esta é uma dificuldade permanente na vida intelectual de todos os tempos. A sinceridade não depende apenas de uma decisão ou disposição mas é uma conquista que depende do aprofundamento da auto-consciência e do domínio da linguagem. Isto não está apenas nas mãos do indivíduo, porque se ele nasceu numa época ou num meio em que a linguagem é pobre, então, o seu nível de sinceridade é baixo porque ele não tem à sua disposição os instrumentos que lhe permitam descrever os seus estados internos ou as situações que pretende analisar.

    2. Mentira e falsificação
    Quando surgiram os instrumentos para conseguir fazer uma descrição mais sincera da realidade, ao mesmo tempo esses instrumentos podiam ser usados para a falsificação. De certa forma, este é o tema do ‘Górgias’, de Platão. O problema voltou a ressurgir em Roma e depois na Renascença, em que o mundo passou a ser visto como um teatro, mas algo muito pior estava ainda por vir com a emergência do discurso ideológico, sobretudo a partir do século XIX. A ideologia é uma elaboração de um discurso que oferece uma cosmovisão que dá respostas a todas as questões. O intelectual que adere a uma ideologia tem o seu trabalho imensamente facilitado (e fica logo integrado numa rede de influências), mas tem de negar sistematicamente a realidade, pelo menos naquilo que esta contraria a ideologia.

    O problema não afecta somente aqueles que aderem formalmente a uma ideologia, porque pedaços das várias cosmovisões ideológicas ficam espalhados na cultura e aparecem como mero “bom-senso”, que nós usamos como lentes para enxergar a realidade sem perceber que estamos a ver tudo distorcido.

    3. Coragem intelectual
    De certa forma, a coragem intelectual (que é a coragem propriamente humana) é também um problema “de sempre”, já identificado por Platão como uma virtude necessária para manter a justiça e a verdade. Contudo, o problema agudizou-se muito nas últimas décadas e sobretudo nos anos mais recentes. Para distinguir a problemática da coragem intelectual dos pontos anteriores (que também têm implícita a coragem), vou relacionar este ponto com as dificuldades em enfrentar os problemas concretos e próprios da época em que o intelectual vive.

    Praticamente todos os intelectuais de hoje mostram duas deficiências gravíssimas: apenas falam daquilo que já faz parte do debate académico ou do “debate público” instituído pelos jornalistas; e nunca levam em conta as implicações psicológicas contidas em todas as grandes manobras políticas e ‘sociais’ das últimas décadas.

    No primeiro caso, o intelectual orgulhoso do seu diploma teme ser repudiado pela academia ou de aparecer como um “estranho” face à opinião pública fabricada. Pouco interessa que esse intelectual mostre competência em temas eruditos ou que seja cristão e conservador, porque a sua omissão vai alimentar a espiral do silêncio e empobrecer mortalmente a vida cultural. A estratégia dos revolucionários em democracia conta precisamente com a existência destes intelectuais “moderados” – que na realidade são cobardes – para validar os temas que eles mesmo colocam em pauta e que nunca deviam ter sido aceites como legítimos.

    A falta de acuidade psicológica de quase todos os intelectuais é realmente confrangedora. Só um exemplo: na questão do “Brexit” as discussões andam à volta de economia ou de soberania, contudo, a principal efeito da permanência na União Europeia foi uma alteração sem precedentes na psicologia das populações e dos próprios intelectuais (a tão propalada riqueza cultural da Europa está seriamente ameaçada porque os povos perderam muito rapidamente identidade e passaram a reagir de forma assustadoramente uniforme e sempre de acordo com o politicamente correcto).

    Existe forma de obter esta acuidade psicológica, mas para isso os intelectuais teriam de sair da sua “zona de conforto”, como se costuma dizer hoje. A auto-consciência é trabalhada em várias áreas – confissão, práticas ascéticas e místicas, artes marciais, alguns tipos de psicoterapia – mas há também riscos, porque nestas coisas há muitos charlatães e gente até perigosa. Mas aquele que quer ser um intelectual de verdade é como se estivesse tentando pertencer a uma elite guerreira, não é para ser carreirista ou algo do género, portanto, é alguém que tem que se arriscar a ir a onde outros não se atrevem.

    * * *

    O que é o nacionalismo?
    Como é habitual, ninguém quer saber, mas é sempre um lugar-comum útil nas discussões públicas. Uns fazem a associação habitual ao nacional-socialismo alemão. Mas entre os que não caem nesta armadilha é difícil de encontrar alguém com uma ideia de nacionalismo coerente.

    No mais das vezes, o nacionalismo não é uma ideia mas uma espécie de imagem romântica. Uma imagem das glórias do passado ou de um país que falta cumprir. Não que seja totalmente errado ter uma imagem destas, mas o problema é quando a imagem substitui tudo o resto. Assim, muitos nacionalistas desprezam a nação realmente existente, acham que a história parou há dois séculos atrás e nada mais de relevante aconteceu, ou então acreditam que tudo o que é bom só virá no futuro. Na prática, estas duas visões acabam por ter consequências semelhantes, ambas têm uma esperança messiânica no futuro para restaurar a antiga glória ou a glória prometida. Ou seja, o nacionalismo corre o risco de se tornar em mais um movimento revolucionário ao fazer a inversão do tempo. O amor de muitos nacionalistas à nação é semelhante do amor dos socialistas ao povo, que não é dirigido ao povo real e concreto mas a um povo ideal que virá no futuro e que será construído pelo próprio socialismo.

    Isto ajuda a explicar algumas acções estranhas de nacionalistas, como a aposta que muitos fazem na Rússia de Putin e mesmo no eurasianismo. Como pode um nacionalista apostar em algo que vai destruir a sua nação? Em alguns casos é uma mera transferência, em que a nação de referência passa a ser a Grande Rússia ou algo assim. Noutros casos são cálculos estratégicos, em que os nacionalistas acham que podem ascender aos postos de poder se aliando à Rússia. Eles não se sentem traidores porque não reconhecem como autêntica a nação existente, por isso até é positivo derrubar aquilo que eles consideram ser uma farsa.

    Neste momento o nacionalismo escocês parece também imerso na confusão. Para se livrarem do jugo inglês querem permanecer na União Europeia e abdicar totalmente da soberania. É mais um povo candidato à lata do lixo da História.

    (Transcrito do site Mídia Sem Máscara)

  19. Bolsonaro, o Partido da Família….

    Além dele, três filhos seus também são políticos: Carlos Bolsonaro (vereador do Rio de Janeiro pelo PP), Flávio Bolsonaro (deputado estadual do RJ pelo PP)[8] e Eduardo Bolsonaro (deputado federal de São Paulo pelo PSC).

  20. Como essa senhora já foi acusada, inúmeras vezes, de plágio, preciso saber, antes de tudo, se este comentário é realmente dela.
    Pode ser que sim, pode ser que não.
    É bem ao estilo do outro “pisa-na-bola” Chico Buarque.
    Será que é cópia?

    • Não entendi. Essa matéria é para se passar a admirar mais ainda o Bolsonaro ou para odiá-lo?? Bombinhas para estourar no banheiro… Grande coisa! Parece histórias da carochinha, comparado às Bombas que Dilma Rouseff lançadas pelo seu grupo terrorista VAR-Palmares explodiu o soldado Mário Kozel Filho, 18 anos, e pedaços do seu corpo foram achados a 400 metros de distância…

      • Nada parecido com a bomba que queriam explodir no Riocentro, durante as comemorações do primeiro de maio, não é?.

        Queriam não, explodiram, mas a bomba se virou contra quem as levava no carro. Explodiu à revelia de quem as transportava. Matou um e feriu o outro. Genitais explodiram junto. .

        Não sei por que desenterramos esses episódios traumatizantes.
        Somos todos brasileiros, desejamos o melhor para o país e nossas famílias. Não usemos de escaramuças uns contra os outros.

        Brincadeiras à parte, como aquela história do verde da farda, gostar ou não de Bolsonaro é coisa pessoal. E assim deve ser tratada. Como uma escolha individual.

        Não é a minha. Mas muitos gostam dele.

  21. Algumas figuras do PT são dignas de pena.
    Assim como Chauí temos Boff, Suplici… pessoas outrora respeitadas, dignas de menções honrosas e que hoje parecem perdidas em uma crise de identidade política profunda e cruel!
    Não acredito que sejam perversas, apenas não conseguem lidar com o fato de que o PT não é o projeto prometido, outrora sonhado, mas que, ao contrário, tornou-se um pesadelo permanente que não os deixam acordar!
    Sobre Moro e a Lava Jato…melhor ignorar…não vale a pena comentar porque seria covardia; esta senhora não está em condições de aferir a realidade!
    Não deve estar fácil a vida para ela…

  22. Amigos Tribunários
    Embora matéria já passada (são tantos textos e tantas matérias, incluídas por nosso mestre CN) que, passado um dia já está vencida), vale a pena deixar registrado para pesquisas futuras o linh abaixo, até para pesquisas e histórico do blog.

    https://www.youtube.com/watch?v=XfD7pNMIp8c

    O conteúdo diz tudo sobre o que acontece com Marilena.
    Abraço a todos.
    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *