Marília Muricy tinha ética demais para ficar no Conselho do Planalto

Hugo Gomes de Almeida

Marília Muricy incomodou o governo

A conselheira não reconduzida ao Conselho de Ética da Presidência da República, Marília Muricy, é figura brilhante. Seriíssima. Conheço-a bem. Fomos colegas de turma, desde adolescentes, no Colégio Central, na capital baiana. Naqueles idos, Marília já conhecia os principais clássicos da literatura brasileira e universal. Destacava-se nas aulas, mormente de Filosofia. Na faculdade, considerava-a a primeira da turma.

Oradora primorosa. Professora consagrada da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia. Procuradora do Estado. Capaz de conferir lustre a qualquer instituição que tenha por pré-requisitos a seriedade e o brilho intelectual.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *