Marta ministra: ‘Relaxem e gozem’ ou ‘É dando que se recebe’?

Marcelo Mafra

Analisando o que foi publicado na mídia sobre a nomeação de Marta Suplicy para o Ministério da Cultura, parece ficar claro que, mais uma vez, temos o mesmo personagem agindo nos bastidores: Lula. E dando ordens para a presidente Dilma.

Já dei e relaxei…

Lembremo-nos que, há poucos meses, Marta Suplicy, que confirmara presença no evento de lançamento oficial da candidatura de Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo, simplesmente não chegou. Deu uma desculpa e nem apareceu. Parece que fugiu.

Lula, que escolheu diretamente Haddad para ser o candidato, argumentava, para justificar sua atitude, que se precisava de algo novo, dando a entender que Marta, que pretendia ser a candidata, seria uma coisa velha, ultrapassada.

Vale a pena relembrar o que Marta Suplicy disse em 2007, como ministra do Turismo, quando dos problemas de filas e congestionamentos nos aeroportos. Ela sugeriu às pessoas: “Relaxem e gozem”. Talvez imaginasse que ainda estava no programa TV Mulher, da Rede Globo, na década de 80, quando fazia comentários como “sexóloga”.

Só que, agora, parece que ela aderiu a um outro lema, típico da velha (e ainda atuante) política podre, e que foi dito por um deputado federal, 25 anos atrás, o Roberto Cardoso Alves, vulgo Robertão, para justificar os acertos e conchavos da época. Ele disse: “É dando que se recebe.” Será que foi isso que Marta Suplicy fez agora, apesar negar, ao ser presenteada com um ministério? Ela deu e recebeu?

E quanto ao personagem intermediário e negociador disso tudo, Lula? A impressão que fica, já comentada por vários jornalistas, é a de um acordo para que ela, Marta, ajude agora ao Haddad, na campanha pela Prefeitura de São Paulo, mas reforçada por uma vitrine – o Ministério da Cultura, para se exibir e ficar visível como ministra pelos próximos anos, de modo a ser a candidata natural do PT ao Governo do Estado de São Paulo. Aí, parece que ela gostou! Portanto, como ela já deu (apoio), e já recebeu (Ministério), agora está relaxada, e vai poder gozar bastante (da nossa cara) pelos próximos anos.

É o vale tudo, tão característico desses personagens.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *