Milagre: Eduardo Paes, prefeito do Rio, pede que os políticos corruptos se confessem. Será ele o primeiro a fazê-lo?

Isabela Vieira (Agência Brasil)

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse hoje (16) que os políticos e autoridades brasileiras deveriam aproveitar a vinda do papa Francisco para confessarem seus pecados. Segundo ele, o papa, que virá ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, não pode ser culpado pela corrupção e pelo mau funcionamento das instituições no país. Para Paes, o momento é de estimular corruptos “a se confessar”.

“Ele [o papa] não é responsável pelos pecados da sociedade brasileira, dos governos brasileiros, das autoridades. O bom, pelo contrário, é que as autoridades brasileiras se confessem com o papa Francisco e deixem de cometer os seus pecados. A presença dele pode ajudar neste sentido”, declarou Paes.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG Só pode estar havendo um milagre. Se os políticos corruptos ouvirem Eduardo Paes (que, pelo visto, será o primeiro da fila) e procurarem o Papa para confessar os pecados, a Arquidiocese terá de mudar inteiramente a programação da Jornada Mundial da Juventude, estendendo-a por um ano, pelo menos, para que Sua Santidade realmente tenha tempo para ouvir cada um dos políticos e autoridades brasileiras que cometeram falcatruas. A fila será tão extensa que irá para o Livro Guinness de Recordes e jamais será suplantada, per secula seculorum. (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

10 thoughts on “Milagre: Eduardo Paes, prefeito do Rio, pede que os políticos corruptos se confessem. Será ele o primeiro a fazê-lo?

  1. Malandro é malandro e mané é mané, é o dito popular.
    O camaradinha, sua excelência o prefeito sabe o caminho do perdão, rezará segundo seus cálculos alguns pais nossos e aves Marias e com a consciência limpa de quem recebeu a graça do perdão papal, não precisará dar contas ao Zé povinho.

  2. Adorei a notícia!
    Sugiro que façam uma lei que todo politico que pedir perdão, nem precisa devolver a rapinagem,….tá absolvido, pois se arrependeu!
    Eta paizinho bão esse nosso!
    SDS
    Vitor.

  3. A corrupção esta no Caráter dos Políticos brasileiros.

    Eduardo Paes ao pedir que os políticos corruptos que se confessem nada mais é do que para ficar com Paz de Consciência. Isto foi que aprendeu com os mestres da corrupção Cesar Maia e Sérgio Cabral.

    Para eles ao se confessar, o corrupto, fica puro e sem pecados, podendo após a confissão voltar a pecar até com mais intensidade, por que no próximo domingo vai se confessar novamente.

  4. Discordo de Paes ser o 1º da fila, ele tem que estar acompanhado do Sergio Cabral e Cesar Mais, a alta cupula (ou cópula)do Estado do RJ.
    SE os Trib.Contas, e Min. Públicos, mais a Justiça, fizessem seu DEVER DE CASA, a muito, estariam o TRIO a ver o sol nascer quadrado.
    É fácil, pedir perdão pela confissão, pratico todas as safadezas contra meu semelhante, peço perdão, e vou para o CÉU, haja hipocrisia e farisaísmo!!.
    A cada um segundo suas obras e pagará até o último ceitil, mensagens de a 2 mil anos, portanto, nenhum confissionário humano tem o poder de “perdoar”.

  5. A proposta do Eduardo Paes, segundo a interpretação do Novo Testamento por políticos e administradores brasileiros, não merece ser considerada, por ser falsa.
    Os políticos e administradores brasileiros jamais esquecem as palavras de Cristo, no sentido de que OS BONS LADRÕES TERIAM O REINO DA GLÓRIA.
    Por isso, todos se esforçam para ser BONS LADRÕES.

  6. Pingback: Por que os barões da mídia e os banqueiros realizam campanhas contra plebiscito e referendo? | andradetalis

  7. Com esta declarção, o prefeito Eduardo Paes deveria ser um dos primeiros a se confessar, que acho que são muitos seus pecados e depois, quem sabe o Sérgio Cabral, este então, deve rezar uma enormidade de orações e mesmo assim ficará devendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *