Ministra Cármen Lúcia deu uma inesquecível lição aos governantes deste país

Resultado de imagem para carmen lucia na globonews

Ministra diz que a saúde tem de ser a grande prioridade

Jorge Béja

No artigo “Pacote de maldades de Pezão é uma afronta à Constituição brasileira”, publicado aqui na Tribuna da Internet, o subtítulo “Caos Completo” defende a primazia do direito à vida — e vida com plena saúde — sobre todos os demais direitos fundamentais inscritos na Constituição Federal e nas Cartas Internacionais. E deixa claro que é dever do Estado garantir esse fundamentalíssimo e primordial direito. Sem saúde não há vida. A vida torna-se mórbida, a pessoa humana moribunda, à porta de morte. E sem vida, desaparece o sujeito de todos os demais e múltiplos direitos fundamentais, visto que todos têm como objeto a pessoa humana.

Pois bem. Na tarde desta segunda-feira, a GloboNews exibiu a declaração feita pela ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal. Disse a ministra, a respeito da obrigatoriedade de o poder público adquirir medicação para a população enferma:

“Eu sou juíza, não sou ministra da Fazenda nem da Saúde. Dizem que apenas 3% dos recursos os governos empregam na saúde. Não. É preciso 100%, porque a saúde é o mais fundamental dos direitos fundamentais da pessoa humana. Sem saúde não hã vida”.

É, parece que o Brasil está tomando novos rumos. Bravo, bravíssimo, doutora Cármen Lúcia, a ministra que dirige o próprio carro pelas ruas de Brasília e estradas deste país. Não precisa de motorista nem de carro oficial pagos pelos povo.

 

33 thoughts on “Ministra Cármen Lúcia deu uma inesquecível lição aos governantes deste país

  1. “Eu sou juíza, não sou ministra da Fazenda nem da Saúde. Dizem que apenas 3% dos recursos os governos empregam na saúde. Não. É preciso 100%, porque a saúde é o mais fundamental dos direitos fundamentais da pessoa humana. Sem saúde não hã vida”.
    Perfeitíssimo!

  2. Dr. Béja, é caso de intervenção federal no Rio, com base no art. 34, inciso IV da Constituição, “garantir o livre exercício de qualquer dos Poderes nas unidades da Federação”, no caso o Judiciário, que não pode ser exercido adequadamente se os magistrados não receberem seus salários integralmente em dia.

  3. Alverga,

    A intervenção deve ser feita também no meu RS!

    O covarde do Sartori, PMDB/RS, mirou as suas baterias contra o servidor do Executivo, pagando seus salários em parcelas, enquanto o pessoal dos demais poderes em dia!

    Ora, não me venham alegar que o Judiciário e Legislativo têm mais direitos que o outro poder, então por que o tratamento diferente?

    Por outro lado, rejeito qualquer explicação que aborde a independência dos poderes, haja vista um pequeno detalhe e de suma importância para fazer cair por terra esta falácia:

    Quando o Judiciário quer aumento, os deputados aprovam ou não;
    Quando o Executivo reivindica reajuste, os parlamentares concedem ou negam;
    Quando eles querem se aumentar, eles mesmos aprovam o que almejam!!

    Quem manda são os ladrões, os vagabundos, inúteis corruptos e desonestos parlamentares, enquanto o povo sofre, padece, e estes criminosos cada vez mais ricos, impunes, e imunes à crise!

    Um abraço.
    Muita saúde.

  4. Caro Newton, depois da 13 horas, não deu acesso, voltei agira 20,30, graças a Deus entrou.
    è uma covardia tirar do ar, é sinal das verdades que proclama, e que a corja não aceita.
    A Drª Carmen Lucia, é a Presidente guardião da Constituição, portanto, creio cabe a Ela, fazer acontecer!!
    Pezão e Cabral, faliram o Estado, Lula e Dilma União, idem idem.
    A covardia do Pezão/Dorneles, contam a conivência do Legislativo/pmdb e penduricalhos para estuprar e vilipendiar à Constiituição colcha de retalhos.
    A Drª Carmen, quase acompanha o Presidente da Alta Corte Sueca, que vai de ônibus para o trabalho. O Judiciário, é o último recurso da Cidadania, pacifico, de moralização da República.
    Que Deus a proteja e ilumine para fazer Justiça a 200 milhões de brasileiros.

  5. Bravo, Ministra Carmen! Já houve um projeto pedagógico nas escolas” Sem saúde não há vida!” que tinha como objetivo
      OBJETIVOS ESPECÍFICOS

    ◦     Levar o aluno a perceber a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene;
    ◦     Identificar doenças causadas por falta de higiene;
    ◦     Discutir as formas de higiene corporal, bucal, etc.;
    ◦     Estimular para a prática correta de tomar banho, cortar as unha e cabelos;
    ◦     Adotar hábitos de auto cuidado, respeitando as possibilidades e limites do  próprio corpo;

  6. Boa noite…
    Entrando agora porque antes, outros entes ignaros não permitiam o meu acesso e a minha opinião sobre esse assunto, que envolve o tripé saúde, segurança e educação.
    Assunto que é muito sério.
    Em momento de caos total da economia brasileira, se torna necessária a intervenção imediata do governo central nos estados e municípios que estão falidos, ou à beira da falência.
    Esparadrapos não irão nem remediar o que já é crônico e cuja responsabilidade, é oriunda de 13 anos de incompetência e ladroagem.
    Trazidas pela soberba de um partido maldito.
    Partido transformado em quadrilha, e elevado às alturas por Luiz Ignácio, o maior ladravaz que o Brasil já conheceu em toda sua história.
    Que aprendam a lição os que ainda se deixam ludibriar com o esquerdismo brasileiro, conduzido por comunistas ultrapassados.
    Segundo o cientista político Villas, íntegro e imparcial, o Brasil levará mais de uma década para se livrar do lulopetismo, já instalado em muitos setores vitais da nação.
    PT: repudia-lo, para sempre.
    Permitir que acorde, novamente, NUNCA.

  7. Senhores,

    -Não quero ser “do contra”, mas a doutora, no dia 05 deste mês, ao lado do representante do Conselho Nacional de Justiça, visitaram o presídio da Papuda, no Distrito Federal, onde se solidarizaram com a situação precária dos presos:

    “Na Penitenciária do Distrito Federal, a presidente visitou uma ala onde havia uma cela com 18 homens ocupando oito vagas. Para dormir, os detentos afirmaram que precisam forrar a superfície da cela apinhada com colchões porque não há camas para todos. Não era possível enxergar o piso do alojamento com tantos presos sentados no chão e sobre as camas. Na PDF II, cerca de 3,2 mil condenados cumprem pena, embora só haja 1,4 mil vagas”, informou o CNJ.”
    Fonte: Globo, dia 05/11/2016.

    -Enquanto ela fazia a visita na papuda, no Hospital Regional da Ceilândia, cidade-satélite de Brasilia, UM PACIENTE ACABARA DE MORRER, DEVORADO POR LARVAS, em um leito dentro do hospital:

    “A presença de moscas na unidade semi-intensiva do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) pode ser a causa de larvas encontradas dentro do nariz de Adenor José Viana, 86 anos. O paciente morreu após mais de um mês de internação por fratura no fêmur causada por uma queda. Foram os familiares que identificaram a situação do idoso e retiraram os bichos de seu corpo durante três horas.
    O paciente era agricultor e morava em Santo Antônio do Descoberto, na região Metropolitana do DF. No fim de setembro, ele sofreu uma queda e fraturou o fêmur. Foi levado ao Hospital Regional de Brazlândia e, depois, transferido para o HRC.
    Sua filha mais velha, Arlete Lopes Cristiane, 64 anos, contou ao Jornal de Brasília ele ficou um mês “jogado” no pronto-socorro por FALTA DE LEITO.
    “Ficou na ortopedia, aquele CORREDOR DA MORTE, depois foi para a clínica médica e ortopédica, onde feria cirurgia”, contou a filha. Porém, não havia prótese, roupa para os médicos ou agulha para anestesia. Internado, o paciente desenvolveu sintomas de pneumonia e falha nos rins semanas depois. “Ele estava entubado e eu implorei que fizessem traqueostomia, mas não atenderam aos pedidos”, lamentou.
    Arlete contou que na quinta-feira (3), quando a família foi visitar o paciente, identificaram as moscas e larvas. “Meu filho tirou uma por uma com uma pinça de sobrancelha e fui colocando em uma seringa. Foram três horas tirando bicho de dentro do meu pai. Depois, uma funcionária me informou que desde a manhã a equipe removia as larvas”, relatou. De acordo com ela, havia, há pelo menos três dias, moscas voando pela área que deveria ser assepsiada. “QUANDO ENTUBADO, O PACIENTE FICA COM A BOCA ABERTA. AS MOSCAS DEVEM TER COLOCADO OVOS LÁ DENTRO…”, continuou.”
    Fonte: Jornal de Brasilia, dia 04/11/2016.

    -Tenho esperanças que a doutora mude a atual promiscuidade da justiça, mas se ela estivesse, realmente, interessada pela saúde dos brasileiros, poderia ter saído da Papuda e ter visitado algum dos hospitais-matadouros do Distrito Federal. Ela teria visto que as acomodações dos CIDADÃOS nos hospitais da Capital não é melhor do que a dos PRESOS na cadeia…

    Abraços.

    • Em Tempo:
      -A Ministra não é onisciente, por isso deve ter algum servidor arrumando a agenda politicamente correta dela.
      -Ela representa a única possibilidade de mudança na Justiça na atualidade.
      -O nosso país, atualmente, se encontra na mesma condição de LÁZARO, O LEPROSO: Não tem onde se colocar um dedo sem que este se suje com o pus da corrupção – consequente à falta de justiça e da Justiça.

  8. As palavras são belas, mas por enquanto são apenas palavras. Vamos às práticas, ministra. Primeiro: acabar com as nomeações políticas para o STF, honrando o mérito. Isso sim, vale mais que mil palavras…
    Mas admito que também tenho confiança na senhora.
    Saudações,
    Carlos Cazé.

  9. Seria fácil livrarem-se das moscas.
    Na Praça da Alimentação, no Barrashopping, afastam as moscas passando um produto em balcões e toldos. Passam pouco.

    Vi a operação ser feita mais de uma vez.
    Não sabia para o que era e, curiosa – lógico! – fui perguntar.

    Ai me explicaram.
    E não há moscas na Praça da Alimentação, do Barrashopping. Bom, pelo menos na última vez em que estive lá.

    Mas pra isso precisa haver $ e interesse em se livrar delas.

  10. E a ministra disse mais: “Eu, como juíza, cuido de pessoas, não cuido do cofre” – sobrelevando a vida humana, custe o que custar.

    Certíssima. Mas, é uma pena.
    Se ela cuidasse do cofre, talvez não houvessem tantos saqueadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *