Ministra petista falta à sessão do TSE para atrasar processo

Luciana Lóssio é uma espécie de Toffoli do TSE

Felipe Moura Brasil
Veja

É escancarado. É grotesco. É estarrecedor. Luciana Lóssio, advogada da campanha de 2010 de Dilma Rousseff que faz papel de ministra do TSE, simplesmente faltou a sessão desta manhã que decidiria pelo prosseguimento da ação movida pelo PSDB contra a chapa de Dilma e Michel Temer de 2014. Pedir vista na última sessão, quando o Brasil venceu por 4 a 1, não foi o suficiente.

Diante da reportagem de hoje do Estadão sobre mensagens indicativas de repasses de dinheiro do petrolão para a campanha da mulher sapiens do PT, Lóssio teve de chutar a bola pro mato de novo.

Sua tese de defesa foi desmascarada pelos fatos. “Hoje eu estava lendo nos jornais e certamente penso que as partes, os advogados, deverão carrear para o processo os indícios para produzirem as provas”, disse o corregedor-geral eleitoral do TSE, João Otávio Noronha, segundo O Globo, na sessão que, infelizmente, marcou sua despedida.

“Mas a ação não está madura para ser julgada, ela tem que ser processada para que as investigações concluam se houve ou não houve financiamento irregular na campanha.”

A ministra pró-Dilma Maria Thereza de Assis será a nova corregedora e assumirá a relatoria de ao menos uma das ações contra a suposta presidente, embora a estratégia petista seja a de juntar todas elas em suas mãos.

“Qualquer ministro do Tribunal Superior Eleitoral está apto a conduzir. Não muda em nada”, amenizou Noronha.

A FAVOR DO PT

Essa foi a parte protocolar do seu discurso, que também incluiu críticas ao governo do PT. Mas a gente sabe que não pode confiar em Luciana Lóssio nem em Maria Thereza. Lóssio já tomou decisões contrárias à cassação dos prefeitos Paulo Alfredo Polis e Almir Fernandes, ambos do PT, e do vice-prefeito, Reginaldo Mendes Leite, também do PT, além de ter rejeitado liminarmente, sem entrar no mérito da questão, o pedido de dois advogados para suspender a participação de Dilma nas eleições, como mostrei aqui um ano atrás.

Thereza, muito querida pelo Planalto, é a ministra que arquivou outra ação da oposição contra Dilma.

O Brasil, de fato, depende do TCU, porque, no TSE, elas furam a bola se for necessário.

(artigo enviado pelo comentarista Mário Assis)

10 thoughts on “Ministra petista falta à sessão do TSE para atrasar processo

  1. Estas indicações deveriam ser proibidas, deveria haver eleição e o mais qualificado assumiria postos elevados no poder judiciário, seja no STF, STJ, TSE e outros órgãos governamentais, este nosso poder judiciário á corporativista e omisso, não assume o papel de uma corte que possa julgar em isenção, a maioria tem comprometimento.

  2. A tropa de choque, à serviço da petralhada, que foi “plantada” nas mais diversas instituições da república, tem feito o que pode (e o que não pode também!) para defender a quadrilha, nestes anos todos.

    Fura a bola, chuta pro mato, troca o juiz, compra jornalistas,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *