Ministro Herman Benjamin diz que TSE é “a lavanderia mais sofisticada do país”

Herman Benjamin está clamando num deserto…

Carolina Brígido
O Globo

O ministro Herman Benjamin, relator do processo de cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer, disse nesta terça-feira que, se não fiscalizar com rigor as contas dos partidos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai se transformar em uma lavanderia. Ele ressaltou que, com as investigações da Lava-Jato, ficou claro que as legendas costumam receber dinheiro de origem espúria e usar a prestação de contas à Justiça Eleitoral como forma de “lavar” os recursos.

“Esse é um debate que o TSE vai ter que fazer. Eu não queria dizer essa frase, mas vamos nos transformar na lavanderia mais sofisticada do Brasil. Nós chancelamos e está tudo bem, nos contentamos simplesmente com declarações. Perguntemos a qualquer brasileiro que está acompanhando minimamente os episódios deste país se aqui, quando aceitamos a cortina de fumaça de legalidade formal, se estamos contribuindo para a licitude do comportamento dos partidos políticos e para o processo eleitoral” – declarou o ministro.

CONTAS DO PPS – O protesto foi feito durante o julgamento da prestação de contas do PPS relativa a 2011. O partido teve as contas rejeitadas em votação no plenário, diante de ilegalidades detectadas pelos técnicos do tribunal. A rejeição de contas é prática incomum no TSE. Normalmente, quando há inconsistência na contabilidade, os ministros costumam aprovar as contas dos partidos com ressalvas.

“Ou o TSE se contenta apenas com um atestado de existência formal, ou este tribunal tem os olhos abertos para, em hipóteses excepcionais, não se contentar com essa cortina de fumaça” – disse Herman, completando: “Nós não podemos colocar uma venda e não enxergar esse tipo de coisa”.

PARTIDO IDEOLÓGICO? – No caso do PPS, o ministro ressaltou que se trata de um partido ideológico, que não pode ser considerada uma legenda de aluguel. A ministra Luciana Lóssio afirmou que, segundo os técnicos, o PPS não é suspeito de participar das ilegalidades, e sim empresas prestadoras de serviço. Ela informou que as irregularidades foram enviadas ao Ministério Público, que vai investigar os casos detectados.

Em 2011, o PPS teve receita de R$ 5,8 milhões, dos quais R$ 5,1 milhões vieram do Fundo Partidário, composto de dinheiro público. Ao votar, a relatora ressaltou que o partido não comprovou devidamente o uso de 48% do total. Como pena, o partido terá de devolver R$ 2,27 milhões, com juros e correção monetária a partir de 2011. Além disso, deixará de receber o valor referente a três parcelas do fundo partidário deste ano. Segundo o setor técnico do TSE, houve falha na prestação de contas referente ao pagamento por serviços prestados, passagens aéreas e gastos com alimentação.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Quem lê esta notícia até pensa que o TSE está a fim de moralizar os partidos. O fato concreto é que as prestações de contas nem chegam a ser julgadas, acabam aprovadas por decurso de prazo, conforme já denunciamos aqui na Tribuna da Internet. Aquele imenso palácio de blindex negro, com quase mil funcionários e mais dois mil terceirizados, não serve para nada, deveria virar um museu de grandes novidades, no dizer de Cazuza e Arnaldo Brandão. (C.N.)

4 thoughts on “Ministro Herman Benjamin diz que TSE é “a lavanderia mais sofisticada do país”

  1. Apoio total à greve geral. Jorge Dória no Mariana Godoy Entrevista, na sexta, pela Rede TV. Por que não eu, Mariana ? Porque o Dória é o bonitinho da elitezinha obebrechtiana cheirosa, como diz a Cantanhede. Mas na Política nacional, com P maiúsculo, o extraordinário sou eu, que proponho a RPL-PNBC-DD-ME. O BURACO DA REPÚBLICA 171 DO BRASIL É MUITO MAIS AMPLO E MAIS PROFUNDO DO QUE PARECE À PRIMEIRA VISTA EPIDÉRMICA. O TSE não virará uma lavanderia, valoroso Ministro Herman Benjamin. O TSE é uma lavanderia oficial do $istema político podre, do partidarismo-eleitoral, do golpismo-ditatorial , dos seus tentáculo$, velhaco$, e da plutocracia dos me$mo$ com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, fantasiada de democracia para iludir incautos e inocentes úteis, que, infelizmente, tb precisa ser extinta junto com o próprio dito cujo, tipo porteira fechada, inclusive porque não valem o quanto pesam na vida da população contribuinte. A república 171 do Brasil, forjada há 127 anos pelo partidarismo-eleitoral e o golpismo-ditatorial, e seus tentáculo$, velhaco$, que até parece uma daquelas novelas bandidas da globo, que já dura 127 anos, porém protagonizada por atores e atrizes de péssima categoria que nunca conseguiram convencer satisfatoriamente a plateia, agora, ao que parece, encontra-se em estágio de decadência terminal transpirando lama por todos os seus poros, sob a égide da qual as supostas reformas, previdenciária e trabalhista, que estão sendo impostas pelo governismo temerário de plantão não passam de cortina de fumaça, manobra diversionista, tipo pinguela temerária com o propósito de atravessar a boiada bandida e driblar o assédio da lava jato, pelo menos até 2018, as quais não representam nem sequer uma gota d’água no oceano de carência de mudanças de verdade, sérias, estruturais e profundas, no estado e no mercado. http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/04/26/herman-benjamin-sobre-tse-virara-lavanderia/

  2. Da mesma forma que não servem para nada, a não ser dar conforto aos nababos, o TCU e os Tribunais de Contas dos estados e municípios.
    Tudo não passa de uma farsa burlesca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *