Ministros do Supremo criticam absolvição de Donadon na Câmara

André Richter
Agência Brasil

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) criticaram hoje (29) a decisão do plenário da Câmara dos Deputados que manteve o mandato do deputado federal Natan Donadon (sem partido – RO), condenado pela Corte.

Ontem (28), o plenário da Câmara absolveu Donadon no processo de cassação de mandato. Foram 233 votos a favor do parecer do relator, Sergio Sveiter (PSD-RJ), 131 votos contra e 41 abstenções. O processo de cassação foi aberto após o parlamentar ser condenado pelo STF a mais de 13 anos de prisão pelos crimes de peculato e formação de quadrilha. A condenação foi pelo desvio de R$ 8,4 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia à época em que era diretor financeiro da Casa. Desde o início de julho, ele deixou de receber o salário de deputado.

O ministro Marco Aurélio disse que os presos da Penitenciária da Papuda, em Brasília, onde o deputado está preso, “foram homenageados com a decisão, pois terão um colega deputado federal”. Segundo o ministro, Donadon não pode continuar com o mandato. “Alguém com os direitos políticos suspensos pode guardar a qualidade de deputado federal? A meu ver, não”, disse.

O ministro Gilmar Mendes disse que o impasse criado com a decisão da Câmara causa “constrangimento”. De acordo com o ministro, Donadon perdeu os direitos políticos com o trânsito em julgado da ação penal. “Temos um deputado preso, condenado e que continua com o mandato. Acredito que nós vamos encontrar uma solução institucional para este impasse que nós enche de constrangimento”, declarou Mendes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

7 thoughts on “Ministros do Supremo criticam absolvição de Donadon na Câmara

  1. Mas, ora!!! Foi com os votos dos dois novos ministros – Zaváski e Barroso – que o Supremo perdeu sua condição de decidir esta questão.
    Agora alguém me explique: este “Supremo” … é supremo em quê??? Creio ser oportuno aproveitar o pensamento do Gigante Heráclito Sobral Pinto, quando Geisel disse que faria uma democracia à brasileira; “Eu só conheço peru à brasileira, democracia é democracia ou não é nada”.
    Então … Supremo é Supremo, ou então vamos todos ao restaurante mais próximo, pedir um “supremo de frango”, etc.

  2. Marco Aurelio Mello ???? O redentor de vagabundos, vedete de toga do STF???? O libertador do assassino de Dorothy Stang, da quadrilha de Silveirinha e outros vagabundos??? Quem é este sujeito para criticar uma absolvição do congresso??? Pocilga falando mal da latrina….é a república dos bananas dando lições de patifaria ao resto do mundo….

  3. O congresso acaba de rebatizar o termo ” mandatário do povo ” para PRESIDIÁRIO DO POVO, incrível o que esse legisladores não fazem, só faltam criar a PEC e levar a sanção presidencial! Dia 07 os donos da casa chegarão aí….

  4. BOBINHOS!

    No STF tem ministros acusados igualmente por corrupção. Tais como:

    1)Lewandoswski no TSE no caso do PT
    2)Lewandoswski no caso do mensalão
    3)Toffoli no caso do Banco Mercantil do Brasil, que assumiu o lugar do Rural no mercado da corrupção.
    4)Adiamento em favor dos Banco no caso dos planos econômicos mediante a alguma vantagem para alguém. Quem?

    TIM MAIA DIZIA:

    Este país não pode dá certo.

    1)Aqui prostituta apaixona-se por seu cliente
    2)Cafetão tem ciúme
    3)Traficante se vicia
    4)Pobre é da direita
    5)Juízes vendem sentenças
    6)Só Preto, Pobre,Paraíba e Puta vão pra cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *