Moro critica a falta de apoio de Bolsonaro à agenda anticorrupção e o seu negacionismo sobre a pandemia

Ao Fantástico, Moro diz que não serviria como ‘papagaio’ de Bolsonaro

Danielle Brant
Folha

O ex-ministro Sergio Moro (Justiça) acusou neste domingo, dia 24, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de ser negacionista em relação à pandemia do novo coronavírus e disse que sua lealdade ao presidente exigia que discordasse de suas posições e que não fosse um “papagaio”. Em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, o ex-juiz criticou as substituições realizadas no comando do Ministério da Saúde durante a crise sanitária.

Em meio à pandemia, divergências com o presidente sobre o uso do medicamento cloroquina derrubaram os ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. “As substituições no Ministério da Saúde acho que são absolutamente controversas. Claro que o presidente escolhe os seus ministros, mas são substituições bastante questionáveis do ponto de vista técnico”, afirmou Moro.

DESCONFORTÁVEL – O ex-magistrado disse que se sentia desconfortável com a gestão que Bolsonaro faz da crise sanitária. “A posição do governo federal em relação à pandemia é muito pouco construtiva.” Para o ex-ministro, o presidente tem uma posição negacionista sobre a crise. Enquanto ainda fazia parte do governo, Moro chegou a defender, em redes sociais, o isolamento social para tentar reduzir a disseminação do novo coronavírus.

Segundo ele, em várias reuniões o governo foi alertado para o risco da escalada de mortes na pandemia —que atingiu neste domingo a marca de 22.666 óbitos. Ainda assim, disse, faltou planejamento federal para enfrentar a crise.

PAPAGAIO – “Acho que a minha lealdade ao próprio presidente demanda que eu me posicione com hombridade, com o que eu penso, e não apenas concordando com a posição do presidente. Se for assim, não precisa de um ministro, precisa de um papagaio”, criticou.

Na entrevista, o ex-juiz afirmou que Bolsonaro não se esforçou para implementar uma agenda de combate à corrupção. Como exemplos disso, citou o fato de o governo não ter se empenhado para manter o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) na estrutura do Ministério da Justiça —depois de idas e vindas, o órgão foi parar sob o guarda-chuva do Banco Central.

AGENDA ANTICORRUPÇÃO – Também afirmou que o presidente não apoiou o pacote anticrime, uma de suas principais bandeiras à frente do ministério, e que não saiu em defesa da prisão após condenação em segunda instância. “Essa interferência na Polícia Federal, a meu ver, vem no âmbito de um contínuo em que eu via essa agenda anticorrupção ser cada vez mais esvaziada”, afirmou.

“O governo se vale da minha imagem, que eu tenho esse passado de combate ao crime, contra a corrupção, e de fato o governo não está fazendo isso. Não está fortalecendo as instituições para o combate à corrupção”, complementou. Moro também criticou as alianças recentes do governo com o chamado centrão, formado por partidos como PP, PL e Republicanos, na base da velha política de apoio em troca de cargos.

INTERFERÊNCIA NA PF – “Claro que existe todo esse contexto de desapontamento em relação à falta de empenho do presidente em relação à agenda anticorrupção, que envolve agora essas alianças políticas, algumas questionáveis”, disse. Moro falou ainda sobre sua saída do Ministério da Justiça e Segurança Pública, atribuída a uma tentativa de interferência de Bolsonaro no comando da Polícia Federal.

Segundo ele, o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril é uma prova da ingerência do presidente no órgão. O ex-juiz afirmou ainda não ter se sentido confortável no encontro.Moro anunciou sua demissão no dia 24 de abril, mesmo dia em que foi publicada no Diário Oficial a exoneração de Maurício Valeixo do cargo de diretor-geral da Polícia Federal. No dia 22 de abril, horas antes da reunião ministerial, Bolsonaro mandou uma mensagem a Moro cobrando a saída de Valeixo.

No dia seguinte, Bolsonaro voltou a enviar uma mensagem a Moro falando da troca de Valeixo. Ao citar matéria do site O Antagonista intitulada “PF na cola de 10 a 12 deputados bolsonaristas”, Bolsonaro escreveu “Mais um motivo para a troca”, se referindo à sua intenção de tirar Valeixo do comando da corporação.

GRAVAÇÃO – Bolsonaro nega que, durante a reunião no Planalto do dia 22 de abril, tenha se referido especificamente à PF em suas falas. Afirma que jamais buscou pressionar Moro para mexer na corporação com o objetivo de influenciar em investigações ligadas a questões pessoais ou familiares.Na última sexta-feira, dia 22, no entanto, foi divulgada a gravação da reunião entregue pelo governo ao STF no inquérito.

No vídeo, Bolsonaro se queixa da falta de dados dos órgãos de inteligência e de uma suposta perseguição a irmãos. Daí, faz uma declaração central para o inquérito que apura se ele tentou, de fato, interferir indevidamente na Polícia Federal, especialmente na superintendência da corporação no Rio.

TROCAS – “Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro, oficialmente, e não consegui. E isso acabou. Eu não vou esperar foder a minha família toda, de sacanagem, ou amigos meus, porque eu não posso trocar alguém da segurança na ponta da linha que pertence a estrutura nossa. Vai trocar! Se não puder trocar, troca o chefe dele! Não pode trocar o chefe dele? Troca o ministro! E ponto final! Não estamos aqui pra brincadeira”, bradou o presidente.

Em depoimento, Moro afirmou que Bolsonaro se referia, naquele contexto, à mudança em alguns postos-chave da PF, ante sua preocupação com apurações em curso. O presidente sustenta, contudo, que sua fala era a respeito da troca de equipes do Gabinete de Segurança Institucional, responsáveis por proteger seus familiares, versão que se enfraquece mais ainda com a divulgação do vídeo da reunião. Após a demissão de Valeixo, o primeiro ato da nova gestão da PF foi trocar o superintendente da corporação no Rio.

INSATISFAÇÃO – Em outro trecho da reunião, Bolsonaro confirma o interesse em intervir na polícia, mas também em outros órgãos do Executivo. Ele cita “PF” (sigla de Polícia Federal) num contexto de insatisfação com a falta de informações de inteligência. E a relaciona entre os órgãos que seriam objeto de sua interferência.

“A pessoa tem que entender. Se não quer entender, paciência, pô! E eu tenho o poder e vou interferir em todos os ministérios, sem exceção.” O teor do vídeo e os depoimento em curso são decisivos para a PGR (Procuradoria-Geral da República) concluir se irá denunciar o presidente Jair Bolsonaro por corrupção passiva privilegiada, obstrução de Justiça e advocacia administrativa por tentar interferir na autonomia da Polícia Federal.

41 thoughts on “Moro critica a falta de apoio de Bolsonaro à agenda anticorrupção e o seu negacionismo sobre a pandemia

  1. Bom dia, jumentos que minimizam 22 mil mortes por Covid-19!

    Bom dia, Tchurminha da Cangalha Ideológica!

    Já conseguiram ligar Moro (o ex-Bezerrinho de Ouro de vocês, o ex-Chuchuzino do bolsonarismo) ao aborstismo, ao comunismo, à China, ao globalismo, a GEorge Soros, ao Foro de São Paulo, à OMS, à KGB, a Vladimir Putin, a Xi Jinping?

    Estão gostando de ver a Nova Política (que se apresentou como anti-establishment) abraçadinha com os ladrões do Centrão????

    Não conseguiram? Só lhe resta zurrar o que o dono da cocheira lhes mandar, né?

    Então vão lá, zurrem bem alto

    “Ainnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Outra pausa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (engasgando de tanto rir!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkk xD

      • EM TEMPO:

        Não esqueçam de proteger a hemorróida presidencial, hein, quadrúpedes???

        “Ainnnnnnnnnnnnnnnnnnnn, ninguém tasca na hemorróida do meu Mito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

        • “Aiiiinnnnnnnnnnnnnnnnnn, se criticô o Imbroxável só pode sê cumunixta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

          (ESCRITO EM MODO JUMENTINHO BINÁRIO DEFENSOR DA HEMORRÓIDA PRESIDENCIAL)

    • Ô Bendl, onde estás?
      Esquece um pouco os comentaristas mais à Direita e olha o nível dos comentários de certos esquerdistas. Aí está um bom exemplo do perfil comportamental de muitos que são contra o governo Bolsonaro.
      Eu estou mais à Direita e sim, frequentei muitos botecos da periferia de Salvador e do interior, MAS, você já flagrou-me escrevendo esse tipo de baixaria para dirigir-me às pessoas do Blog?

      Não sei se você sabe Bendl, nas periferias das cidades existem barzinhos bem popularescos onde se vende bebidas e comidas menos sofisticadas, mais simples e mais baratas do que em bares mais centralizados.
      Algumas pessoas chamam de “Buteco” esses tipos de estabelecimentos pequenos e simples.
      E nestes botecos, às vezes o papo pode ser regado a xingamentos, ofensas pessoais, palavras de baixo nível e o tom de voz das pessoas com muitos decibéis acima do normal.

      Pois é Bendl, tem alguns por aqui que podem nunca terem ido a um boteco, mas tem “Conversa de Botequim”.
      Até inspiraria o Noel Rosa, mas sem os palavrões.

      • João da Bahia, Bendl está muito doente, nas últimas.
        Assim, gostaria que suas críticas ácidas o poupassem.

        Certamente, palavrões e xingamentos devem ser evitados. Não devemos seguir o exemplo dos integrantes do nosso governo.

        • Primeiro: Sei que o Bendl esteve internado, mas achei que estava em casa de repouso e se recuperando bem.
          Até fico triste e desejo melhoras para ele.
          Segundo: Fiz um comentário dirigido à pessoa dele devido ter achado que nos últimos meses ele andou pegando no meu pé e sempre fazendo comentários não bem ofensivos à minha pessoa, mas sempre querendo-me descabrear e estava sendo um duro crítico aos meus comentários.
          Terceiro: Ache aí algum tipo de xingamento feito por essa pessoa que vos escreve.
          Quarto: Se soubesse que ele estava com a saúde fragilizada eu não teria postado tal comentário.

          • João da Bahia,

            Segue sendo o que tens sido, e não te preocupes comigo.

            Vidal é gaúcho, logo, está no nosso DNA a solidariedade ao amigo, ao outro gaúcho.

            O dia que eu não puder mais escrever, vocês saberão.

            Abraço.
            Te cuida, meu!

      • (Mais um comentaristas que se queixa para mim de comentários alheios e que não gostam??!!)

        João da Bahia,

        Tens o dom da retórica; escreves e argumentas muito bem; colocas as tuas posições de forma nítida, e queres que eu te ajude?!

        Não preciso resgatar as tuas postagens com as infâmias e acusações que tens feito junto com outros colegas teus, contra aqueles que discordam do que pensas ou se faz necessário?!

        Recebes o mesmo “tratamento”, e agora te queixas, logo a mim?

        Depois não estou entendendo patavinas desse teu texto a mim dirigido, nada!

        Tivemos aquela troca de diálogos um tanto ríspido dias atrás e fim.
        Não sei as razões pelas quais me cobras o comportamento dos esquerdistas, se tu e outras pessoas iniciam seus comentários classificando-os até de assassinos, ladrões, irresponsáveis …

        Querias o quê?!
        Um tratamento à altura da tua pessoa?
        Então age de acordo, simples.

        Critica a esquerda;
        acusa o PT;
        reclama do congresso;
        exige que o STF seja imparcial;
        berra contra os altos e injustos salários do parlamento;
        não aceita licitações do tipo de bebidas e iguarias pagas com o suor do rosto do trabalhador;
        baixa o pau nas altas taxas de juros;
        demonstra a tua indignação com o desemprego;
        mostra a tua preocupação com a miséria e o desemprego;
        postula uma educação melhor às crianças desse país;
        protesta contra essa saúde pública deficiente;
        impõe cartazes querendo um salário mínimo decente …

        Faz isso que venho fazendo na TI, desde que passei a frequentá-la, e verás que a esquerda e direita irão te respeitar, a ponto que os “sinistros” não serão tão “mal comportados” contra Bolsonaro, mesmo na razão direta do quanto ele tem sido conosco, com o povão!

        Por outro lado, o que te ofenderia mais?
        Palavrões ou seres acusado permanentemente de assassino, ladrão, câncer do mundo, afronta a Deus … como vocês fazem com os esquerdistas??!!

        Olha, João da Bahia, admito mesmo que os partidos dessa extrema-esquerda que temos, se encaixariam no que afirmas, no entanto, o erro está na maldita generalização!

        Tem esquerdistas excelentes, assim como existem direitistas que não valem o que comem!
        Parece que vocês esquecem esse detalhe, de fundamental importância!

        Saúde e paz.
        Te cuida!

  2. Os mé®dias, corruptos, venais e degenerados, vão extrair até a última gota de sangue do Dr Moro … depois, vão atirá-lo no lixo putrefato da insignificância.

    Como a conspiração do Eixo do Mal para derrubar o Presidente da República, baseada numa tal de “interferência nas investigações da PF”, foi solenemente negada pelo ex-ministro e pelos dois delegados envolvidos no caso, resta aos jornalistas de aluguel (e aos seus puxadinhos na internet) explorar outras narrativas igualmente mentirosas.

    Triste é ver o Dr Moro deixar-se enredar, por seus inimigos, nessa trama infecta coordenada pela bandidocracia tucano-petista. Será que ele não consegue enxergar a aliança, publicamente declarada, entre FHC/Dória e o ladrão-mór, Lula?

      • Ô Bendl, onde estás?
        Esquece um pouco os comentaristas mais à Direita e olha o nível dos comentários de certos esquerdistas. Aí está um bom exemplo do perfil comportamental de muitos que são contra o governo Bolsonaro.
        Não creio que eleitores de Bolsonaro se comportem nas Redes Sociais ou nos Grupos de WharsApp como se estivessem em um Boteco.
        Em Botecos o papo pode ser regado a xingamentos, ofensas pessoais, palavras de baixo nível e o tom de voz das pessoas com muitos decibéis acima do normal.
        E esse comentário é de baixo calão mesmo!

  3. Convenhamos, somos mesmo uns trouxas. Por que, nos perguntamos perplexo, por que votamos num presidente tão primário e tresloucado.
    E o pior é que o erro veio a atacado: os seus auxiliares militares não passsaram também de uma grande decepção: Heleno ameaçando golpe, Pazuello incitando a turba da tubaína, Mourão fingindo que não existe para não aumentar a confusão.
    Até quando, meu Deus, seremos um país de anãos?

    • Ja falei e reafirmo, foi por querer que votei no bozo, só de eleito presidente, já cumpriu 100 0/0 das minhas expectativas. E pelo que pude ver nos locais que frequento , depois da divulgação do vídeo da reunião ministerial 2022 vai ser com o pé nas costas.

    • Rue des Sablons,
      porque Bolsonaro era o único que tinha possibilidade de brecar a hegemonia do PT.
      Após 4 mandatos consecutivos, já não suportávamos mais esse partido no poder.

      Ainda está cedo para avaliarmos 2022.
      Nosso prefeito aqui no Rio, nosso Governador do RJ, os demais candidatos da última eleição presidencial, etc., etc., ainda é pouco para vislumbrarmos um candidato de força para 2022.

      De uma coisa não tenho dúvida: devo errar mais uma vez, mas tentando acertar.
      “Que país é este?” – frase cunhada há quase 50 anos atrás por Francelino Pereira e cantada pelo imortal Renato Russo – continua bem atual.
      Saudações.

  4. Sérgio Moro não quis provar nada contra o presidente pelo simples motivo de saber que essa tão falada interferência (no caso em tela, simplesmente a indicação de alguém de confiança do PR), não é crime. É prerrogativa EXCLUSIVA (grifo, não grito).
    A intenção do ex juiz traiçoeiro foi tumultuar o ambiente político para o governo.
    Nada justifica a insistência de se manter um DG que afirmara à todos seus comandados que não pretendia mais permanecer no cargo. Isso é fato inconteste. Tanto é que foi exonerado “à pedido”.
    O garoto propaganda da Globo deu novamente longa entrevista no Fantástico, neste domingo, para repetir sua versão de que o presidente queria interferir mas que ele não havia deixado… Somou ao seus frágeis argumentos as novas palavras de ordem dos conspiradores: FAKE NEWS, aliança com Centrão e que o PR desde o inicio do governo estaria fazendo corpo mole no combate a corrupção… Tolo, Moro.
    Não vai colar. A imprensa rola bosta está rodando em círculos… A sociedade não depende mais da grande mídia para se informar. Os internautas estão de sentinela permanente para que haja sempre um contraponto ás mentiras dos jornalões.
    Um povo bem informado jamais será escravizado.

  5. Rir sem aprofundar na questão pode se tornar um riso sem graça, daquele que mostra a mudança facial sem mostrar os dentes. Cuidado com o riso antecipado. Pois bem, Moro saindo do cargo de Ministro da Justiça e Segurança por causa do suspeitíssimo Valeixo (que não sabemos porque não investigava a fundo para saber a mando de quem Adélio esfaqueou Bolsonaro e quem está pagando seus advogados?), é sinal que Moro não está à altura de ser ministro de Bolsonaro. Valeixo já antes da exoneração, alegava para a PF estar cansado. Cansado do que exatamente? (Talvez de segurar o enorme rabo preso, que teima em aparecer?…) Omitiu que o diretor demitido apoiou a tese de Adélio ser um “lobo solitário”, e que também apoiou a “inocência” de Greenwald no caso dos grampos; STF solta Lula – Moro: “Temos que respeitar a separação dos Poderes; STF e Juízes soltam líderes do PCC e presidiários – Moro: “Temos que pensar no Covid-19”; Governadores e Prefeitos mandam prender cidadãos,utilizando força bruta, desproporcional, algemando até pessoas de idade, num claro ABUSO DE AUTORIDADE – Moro: “Sempre trabalhamos junto e não contra as forças de segurança estaduais e municipais”; Tablets para presidiários conversarem com a família – Moro: “Mas não é um pra cada, não, gente…” (Fico pensando: Quem foram os privilegiados? Da pra imaginar?) Tem mais: Adivinha quem era a Assessora de Comunicação de Moro? PASMEM !!! Giselly Siqueira ! Simplesmente a Nora de Míriam Leitão e ex-assessora do CNJ durante as passagens de Dias Tóffoli e Ricardo Lewansdowski. Tem mais. Adivinha quem nosso querido Moro queria nomear para o Conselho Nacional de Política Criminal? Ilana Szabó. Amiga de George Soros e FHC, e pior de tudo: Colunista da Folha !!! Ora tenha paciência!!!, e ainda querem que eu elogie um comportamento deste? Quem tem um aliado como Moro, sinceramente, NÃO PRECISA DE INIMIGOS!!!
    Realmente quem tem um mínimo de conhecimento é impossível levar a sério os opositores do Presidente Bolsonaro. Quem ver as acusações dirigidos a ele e seu governo, só lamenta o baixo nível das argumentações e acusações, sempre imprecisas, sem fontes seguras ou imparciais. As informações são sempre vagas, com meias verdades, ou mesmo claramente tendenciosas. Afirmam gratuitamente sem provar minimamente qualquer acusação. Baseiam-se unicamente em premissas falsas, e provas fictícias e ainda se chateiam quando não damos atenção a estas infantilidades as quais chamamos de “mimimi”.

  6. É impressionante como da mesma forma existem asnos que consideram Lula como a “alma mais honesta do país” , existem outros asnos que acreditam que Bolsonaro após 27 anos de política seja um político diferente e um mito. Votou inúmeras vezes junto com o PT… O x da questão é que ele viu a onda anti-PT que tomou conta do Brasil e surfou nela. Bolsonaro, infelizmente, era a única opçlão para quebrar o ciclo de cleptocracia que FHC iniciou com o toma lá dá cá na compra da aprovação da reeleição e burilada nas administrações PT = PMDB e Centrão.

  7. “Rir é o Melhor Remédio”
    (quero ver quem se lembra dessa frase, e onde era postada),

    Um bolsonarista morre e se encontra com Deus.

    O Velho Gaúcho assim recebe o seguidor de Bolsonaro:

    — Não era tua hora ainda! Vou te mandar de volta!

    — Que bela surpresa, Deus! Mas, antes de ir, o Senhor poderia me tirar uma dúvida?

    — Claro, filho! Pode falar.

    — A cloroquina funciona para tratar a COVID-19?

    — É claro que não! Todos os estudos mostram o contrário. Tem efeitos colaterais graves. Inclusive a tua morte foi por causa desta droga!

    Ressuscitado, o admirador de Bolsonaro liga imediatamente para os correligionários:

    — Amigos, tenho novidades incríveis!

    — O que houve?

    — Vocês não imaginam quem também é comunista!!!

    (autor desconhecido)

      • “Ainnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn, si criticá meu Mito só pode sê comunixtaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

        (ESCRITO EM MODO JUMENTINHO BINÁRIO DEFENSOR DA HEMORROIDA PRESIDENCIAL)

    • Não acredito que este plágio adaptado saiu nas Seleções do Reader’s Digest !

      Cadê as seções “Piadas de Caserna” e “Enriqueça seu vocabulário” ?

          • Abrahão,

            O que está havendo contigo?

            Evidente que eu não disse onde era postado a expressão porque eu queria que informassem à TI, pois a Seleções é uma revista antiga.

            E não postei a piada como se fosse da Seleções, credo, mas aproveitei a frase para trazer um pouco de humor ao blog, só isso!

            Se não reparaste, ao final da piada está lá, “autor desconhecido”.

            Caso eu não tivesse colocado esse detalhe, eu teria cometido uma falha, que tu apontas erroneamente!

            Agora, se até uma piada tu queres discutir, che, pensa bem sobre o que fazes na TI!
            Se é atazanar a vida de uns e outros, tu serias a pessoa menos indicada, pois reconheço que tens uma capacidade muito maior que esta, desse momento!

            Expande os teus conhecimentos e cultura, e ameniza a perseguição sobre quem pensa diferente de ti, pois perdeu a graça, o sentido, a razão.

            Agora, se quiseres continuar … conta comigo!

      • Não foi plágio!

        Não só coloquei a expressão entre aspas, como perguntei se alguém saberia onde que esta expressão era postada, logo, não plagiei nada!

        Agora, quem quiser, que dê sequência.

        Piadas de Caserna tem aos montes, já Enriqueça seu Vocabulário … vai depender do quê!

        • Duarte, meu caro conterrâneo,

          Não estou nada bem!

          A minha presença no blog é para eu não parar de vez.
          Assim, movimento a mente, me animo e desanimo; alegro e me entristeço;
          decepciono e me decepciono, acho graça e faço chorar …

          A bem da verdade faço uma retrospectiva, um balanço da vida.
          Confesso que está muito difícil em fechá-lo adequadamente, ou seja, débito igual a crédito!

          De todas as maneiras que tentei, todas, só dá débito, meu!
          Vou pagar como, se estou com a senha na mão??!!

          Não bastasse isso, e decidi me colocar à prova na TI!
          Até onde vai a minha paciência, compreensão, tolerância, aceitar as diferenças … essas coisas para pessoas tipo o meu amigo e professor Rocha, um budista empedernido, dos bons, que tem explicações para esses momentos cruciais.

          Quem sabe se parte da minha dívida eu não a salde no blog?
          Robôs, bolsonaristas, fanáticos, radicais … os caras me tentam prá valer!

          Abraço, gaúcho.
          Saúde e paz.
          Te cuida!

  8. Oh, folgo em saber que não estás às portas do outro plano.

    Observe isto:

    Placar Nº 88 – ‎Revista

    Vasco: Andrada; Fidélis (Haroldo), Moisés, Renê e Alfinete; Alcir e Afonsinho; Luís Carlos, Pastoril (Roberto), Dé e Rodrigues. :

  9. César – Fortaleza, meu caro amigo nordestino,

    Se até piada estamos sendo criticados pelos bolsonaristas, então mais uma, e referente ao modo como o presidente se dirigiu à oposição:
    – Querem a minha hemorroida?

    Um casal vai ao cinema.
    Beijinhos para cá, beijinhos para lá, a menina se queixa:
    – Moio, tô com dor na mão.
    – Querida, vou dar um beijinho … passou?
    – Sim, moio.

    Minutos depois, a namorada se dirige ao namorado e exclama:
    – Moio, tá doendo o meu nariz.
    – Amada, vou dar outro beijinho … passou?
    – Sim, moio, passou!

    Momentos depois, a menina se queixa de algo que a incomodava:
    – Moio, a minha boquinha tá doendo.
    – Adorada, vou te dar um beijo nesta boca sensual.
    Tascou-lhe um beijo daqueles, e pergunta:
    – Passou a dor nessa boquinha, minha flor?
    – Sim, moio, teus beijos são milagrosos!

    Um sujeito sentado na fileira de trás ouviu e diálogo e as dores da menina, curadas pelos lábios do namorado.
    Sem maiores preâmbulos, bate no ombro do “boca santa” e pergunta:
    – Por acaso curas hemorroida??!!

    Abração.
    Saúde e paz.
    Te cuida, meu!

  10. I didn’t mean to hurt you
    I’m sorry that I made you cry
    Oh, no, I didn’t want to hurt you
    I’m just a serious guy

    99.5% John Lennon’s lyrics

Deixe uma resposta para LUIZ Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *