Moro diz que Câmara já despertou para o pacote de combate à corrupção

Moro está confiante na aprovação do pacote pelo Congresso

Jailton de Carvalho
O Globo

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, disse que a decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de votar todos os projetos do pacote de medidas contra a corrupção lançado pela força-tarefa da Lava-Jato deve ser vista como um “despertar” da instituição contra desvios de dinheiro público. Para o juiz, considerado um dos principais responsáveis pelos resultados operação até o momento, o acordo entre Maia e deputados da Comissão Especial para apreciar logo os projetos contra a corrupção põe a Câmara em sintonia com a sociedade.

— A notícia do compromisso da Câmara em deliberar sobre as propostas de enfrentamento da corrupção apresentadas em projeto popular pelo Ministério Público Federal é muito positiva e representa um despertar da instituição para o problema da corrupção sistêmica e uma resposta esperada pela sociedade brasileira — disse Moro ao Globo.

As propostas contra a corrupção surgiram de uma iniciativa do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público em Curitiba, e de outros procuradores responsáveis pelas investigações sobre corrupção na Petrobras e outras áreas da administração pública. A ideia teve imediato apoio de Moro e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Para eles, não basta punir os envolvidos em corrupção na Petrobras. Isso resolveria apenas um problema imediato.

SANGRIA AOS COFRES – Moro e os procuradores entendem que são necessárias medidas estruturais para garantir transparência e controle na movimentação de dinheiro público. Consideram também essenciais medidas que facilitem a punição de pessoas ou até mesmo instituições comprovadamente corruptas e a devolução aos cofres públicos de dinheiro desviado. A Lava-Jato quebrou o tabu da impunidade de políticos e empresários influentes. Provou também que é possível recuperar somas expressivas.

Mas, para os investigadores, nada disso é suficiente para estancar, de fato, a sangria dos cofres públicos sem a aprovação do pacote anticorrupção. Entre as propostas do pacote estão a tipificação do crime de caixa dois e do enriquecimento em causa plausível. O pacote também prevê mudanças nos prazos de prescrição de pena. Classifica corrupção como crime hediondo e prevê penas rigorosas, inclusive o fechamento de partidos envolvidos de forma sistêmica com malversação de dinheiro público.

11 thoughts on “Moro diz que Câmara já despertou para o pacote de combate à corrupção

  1. JORNALISMO ORGANIZAÇÕES TABAJARA !

    DESMENTINDO: DataFolha reconhece que favoreceu Temer em pesquisa de opinião; CONFIRA!
    O jornalista Glenn Greenwald revela, no site The Intercept, que a Folha cometeu fraude jornalística ao manipular a mais recente pesquisa Datafolha sobre o governo de Michel Temer.
    Segundo o jornal, 50% dos brasileiros acham que é melhor para o país se Temer terminar o mandato; que apenas 4% disseram que não querem nem Dilma nem Temer; e que somente 3% querem novas eleições.
    De acordo com Greenwald, não é verdade que metade dos ouvidos respondeu que seria melhor se Temer terminasse o mandato de Dilma: eles só disseram que seria a melhor opção se a outra fosse o retorno de Dilma.
    “Além disso”, diz ele, “não confere que só 3% querem novas eleições, uma vez que não foram questionados sobre isso. Ao limitar falsamente a questão a apenas duas opções, a Folha garantiu que os resultados fossem totalmente distorcidos”.

    O jornalista americano Alex Cuadros observou que as pesquisas anteriores sobre Dilma e Temer incluíam uma questão sobre um novo pleito. Greenwald lembra que se as outras alternativas estivessem incluídas, é quase uma certeza que o percentual dos que desejam Temer até 2018 cairia vertiginosamente.
    “É uma manchete tanto sensacionalista quanto falsa”, escreve. A gerente do Datafolha Luciana Schong afirma que as perguntas foram determinadas pela Folha. Ela reconheceu que é enganoso afirmar que 3% dos brasileiros querem novas eleições já que os entrevistados não foram questionados sobre isso.
    Schong também admitiu que declarar que 50% dos brasileiros querem Temer é uma imprecisão se não for esclarecido que a questão limitou as alternativas a apenas duas.
    http://clickpolitica.com.br/brasil/desmentindo-datafolha-reconhece-que-favoreceu-temer-em-pesquisa-de-opiniao-confira/

    • O Congresso Nacional dos Jornalistas Profissionais aprova o presente CÓDIGO DE ÉTICA:
      O Código de Ética dos Jornalistas que fixa as normas a que deverá subordinar-se a atuação do profissional nas suas relações com a comunidade, com as fontes de informação e entre jornalistas. Do Direito à informação
      Art. 2° – A divulgação da informação, precisa e correta, é dever dos meios de divulgação pública, independente da natureza de sua propriedade.
      Art. 3° – A informação divulgada pelos meios de comunicação pública se pautará pela real ocorrência dos fatos e terá por finalidade o interesse social e coletivo.
      Art. 7° – O compromisso fundamental do jornalista é com a verdade dos fatos, e seu trabalho se pauta pela precisa apuração dos acontecimentos e sua correta divulgação

  2. TIRANTE A POSSÍVEL CONIVÊNCIA COM A PERPETUAÇÃO DO SISTEMA POLÍTICO PODRE, A VISÃO DE MORO SOBRE A POLÍTICA É A DE UMA ESPÉCIE DE SAPO DE FORA QUE AINDA NÃO CONHECE NEM SEQUER A METADE DA LAGOA CONTAMINADA, MAS ACHA QUE PODE REINAR SOBRE A LAGOA INTEIRA. À vista da constatação da falência do sistema político, considerado podre, a prioridade política nacional tem que ser a solução do sistema apodrecido e não apenas agregar mais penduricalhos ao dito cujo, que funcionam apenas como mais ilusão de ótica à medida que o conjunto da obra continuará podre, bandido, e os bois bandidos continuaram dentro do pasto fértil, pastando como sempre, e até varando as cercas quando lhes der na telha, não obstante com os rabos cada vez mais presos no banco dos réus do judiciário, submissos a estes que tb tem muito problema a serem corrigidos pelo carro-chefe da sociedade, que é a política, por ora capturada pelo judiciário face a podridão sistêmica.

    • REVOLUÇÃO PACÍFICA DO LEÃO X GOLLPE DO CONTINUÍSMO DA MESMICE APOIADO PELO ESTABLISHMENT BANDIDO. Dallagnol, Moro e Cia, em sendo religiosos, deveriam saber disso: “Ninguém deita remendo de pano novo em roupa velha, porque semelhante remendo rompe a roupa, e faz-se maior a rotura. Nem se deita vinho novo em odres velhos; aliás rompem-se os odres, e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; mas deita-se vinho novo em odres novos, e assim ambos se conservam”.Mateus 9.16-17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *