Morre o jornalista Luiz Paulo Horta, membro da Academia de Letras

 Horta, a alegria em pessoa

Luciene Cruz
(Agência Brasil)

O jornalista e acadêmico Luiz Paulo Horta morreu na madrugada de hoje (3) vítima de infarto fulminante, informou a Academia Brasileira de Letras (ABL). Horta morreu em sua casa, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Ele era o sétimo ocupante da Cadeira 23 da ABL. A entidade decretou luto de três dias.

O corpo está sendo velado na Sala dos Poetas Românticos, na sede da ABL. O enterro está marcado para amanhã (4), às 11h, no Cemitério João Batista. Antes do sepultamento, ainda na ABL, às 8h30, o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, vai celebrar missa de corpo presente.

Horta foi eleito para a academia em agosto de 2008, na sucessão da vaga de Zélia Gattai. O acadêmico e jornalista faria 70 anos no próximo dia 21. A Sessão de Saudade será na próxima quinta-feira (8). Após a solenidade, a Cadeira 23 será declarada vaga.

Na academia, era o responsável pela produção e apresentação da série Música de Câmara na ABL. Sua última participação ocorreu na última quinta-feira passada (1º) com o concerto Música & Poesia, com Carol Murta Ribeiro (piano) e Helder Parente (declamação).

Em nota, a presidenta da ABL, Ana Maria Machado, lamentou a morte do acadêmico. “Nas variadas facetas de suas múltiplas atividades intelectuais, Luiz Paulo Horta sempre manteve integridade moral e profundo respeito a um conjunto de valores éticos, cada vez mais raros.”

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGBom jornalista, erudito, educado e bem-humorado, assim era Luiz Paulo Horta. Bom caráter, editorialista, vai se encontrar com nossos amigos Marçal Versiani, Rodolfo e Helinho Fernandes, que subiram antes. Eles têm muito a conversar. (C. N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “Morre o jornalista Luiz Paulo Horta, membro da Academia de Letras

  1. O COMANDANTE DA PM DO RIO É ANALFABETO FUCNIONAL.

    Está no cutuque e no deboche contra a população do Rio.

    Liberou geral:

    Todos os criminosos administrativos

    Autoriza oficialmente:

    Que os maus policias possam fazer sem problema registros de autos de resitência.

    Quebra definitiva do códico de ética, moral e diciplinar da PM depois de 200 anos de existencia.

    Ofensa a população do Rio de Janeiro.

    No lugar demetir como ocorre em qualquer empresa. Ele dá promoção e elogios. Será isso configurado compra de votos?

    DEMISSÃO JÁ.

    Se o gevernador não demiti-lo já. Ficará de frente com todos os protestos e terá como punição a privação do sono por 1.000 anos.

    COMANDANTE DA PM E ALGUS PMS BANDIDOS ACABAM COM:

    Projeto de segurança pacificadora UPPs do Estado do Rio de Janeiro.

    Mal exemplo até para crianças em creches.

    Isso o que ele fez só pode ser brincadeira.

    CANCELAMENTO DE DECISÃO:

    Alguém de poder para cancelar essa merda?

    Quém?

    Então,

    Que faça

  2. Sempre que leio a notícia de um eleito para a Academia Brasileira de Letras, lembro-me da resposta do grande historiador Capistrano de Abreu ao lhe perguntarem por que não se candidatava á ABL.

    Respodneu o grande mestre: Aprendi no Nordeste que quem anda aos magotes, aos bandos, são os jumentos.

Deixe uma resposta para Enrico Maldonado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *