Mourão defende isolamento social e diz que “logo a vida retornará ao normal”

Retomada das atividades precisa ser ‘lenta, gradual e segura’

Daniel Gullino e Gustavo Maia
O Globo

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quinta-feira, dia 2, que o Brasil ainda está em uma fase “pré-pico” dos casos do novo coronavírus e defendeu medidas de isolamento social. Em evento do banco BTG, Mourão também disse que a retomada das atividades econômicas deve ser “lenta, gradual e segura”.

A declaração ocorreu horas após o presidente Jair Bolsonaro afirmar que o coronavírus “não é tudo isso”. “Estamos aqui já vivendo a segundo fase, do pré-pico, e é uma análise constante da evolução da doença, das áreas que realmente estão sendo mais impactadas, para pouco a pouco haver uma liberação das atividade não-essenciais “afirmou Mourão.

POUCO A POUCO –  “Então eu vou usar até uma expressão que era do tempo do presidente (Ernesto) Geisel, quando se referia à abertura política: esse processo terá que ser lento, gradual e seguro, de modo que, pouco a pouco, as atividades vão retornando”, acrescentou.

De acordo com Mourão, o número de casos deverá aumentar até o final de abril, e por isso é preciso preparar o sistema de saúde até lá: “Nós ainda estamos naquele momento pré-pico. A avaliação é que nós temos que continuar com essa política de isolamento, no sentido de atravessarmos esse mês de abril, onde se espera que o pico da doença comece a ocorrer aí a partir do dia 20, 25 de abril, procurando aquilo que vem sendo chamado do achatamento da curva, de modo que o nosso sistema de saúde, e principalmente a chegada dos insumos que estão sendo comprados permita que a gente supere esse momento”.

HISTERIA – Ao mesmo tempo, o vice-presidente disse que não há motivo de “histeria total”: “Não é motivo de uma histeria total como nós estamos vendo. Hoje você toma café, almoça, janta e faz a ceia ouvindo coronavírus. Julgo que isso é uma superexploração e que muitas vezes leva a uma imagem distorcida, principalmente por determinado segmentos da população que não conseguem compreender a realidade”.

De acordo com Mourão, as pessoas não devem ficar irritadas por deixaram de fazer certas coisas, já que “logo, logo a vida retornará ao normal”: Não nos aglomerarmos. Não ficarmos irritados porque não estamos indo a festas, não estamos indo a bailes, não estamos comparecendo a cinemas. Não, vamos entender que esse é um momento e que tudo na vida passa. Serão 30 dias, 60 dias, mas logo, logo a vida retornará ao normal”, disse.

“Todos perderemos alguma coisa nessa crise, mas vamos ganhar algo muito maior, que é o sentimento de união e de capacidade do povo brasileiro de superar desafios”, finalizou.

24 thoughts on “Mourão defende isolamento social e diz que “logo a vida retornará ao normal”

  1. Mais uma fake.

    O que Mourão disse é que devia haver isolamento de pessoas acima de certa idade, 50 ou 60 anos.

    E isto está acontecendo. pois os mais velhos sabem do perigo, embora , mesmo velha, a pessoa com um organismo forte, se pegar o covid, tem apenas um resfriado leve, que acaba em 4 dias.
    O general Heleno está aí para não nos deixar mentir.

        • Ficou implícito, porque você quer.

          Ele disse que defende o isolamento social, sem distinguir faixa etária, donde se conclui que é para todos.

          Faça um esforço, Mário Jr, e coloca imparcialidade em seus comentários.

          Não defenda o indefensável.

  2. Falando em generais…

    MILITARES NUNCA MAIS – MILLÔR FERNANDES//

    MILITAR É INCOMPETENTE DEMAIS!!!

    MILITARES, NUNCA MAIS!

    AINDA BEM QUE HOJE TUDO É DIFERENTE, TEMOS UM PT SÉRIO, HONESTO E PROGRESSISTA.

    CRESCE O GRUPO QUE NÃO QUER MAIS VER MILITARES NO PODER, PELAS RAZÕES ABAIXO.

    MILITAR NO PODER, NUNCA MAIS.

    SÓ FIZERAM LAMBANÇAS.

    TIRARAM O CENÁRIO BUCÓLICO QUE HAVIA NA VIA DUTRA DE UMA SÓ PISTA, QUE FOI DUPLICADA E RECEBEU MELHORIAS; ACABARAM AÍ COM AS EMOÇÕES DAS CURVAS MAL CONSTRUÍDAS E OS SOLAVANCOS ESTIMULANTES PROVOCADOS PELOS BURACOS NA PISTA.

    NÃO SATISFEITOS, FIZERAM O MESMO COM A RODOVIA RIO-JUIZ DE FORA.

    COM A CONSTRUÇÃO DA PONTE RIO-NITERÓI, ACABARAM COM O SONHO DE CRESCIMENTO DA PEQUENA MAGÉ, CIDADE NOS FUNDOS DA BAÍA DE GUANABARA, QUE ERA CAMINHO OBRIGATÓRIO DOS QUE IAM DE UM LADO AO OUTRO E NÃO QUERIAM SOFRER NA ESPERA DA BARCAÇA QUE LEVAVA MEIA DÚZIA DE CARROS.

    CRIARAM ESSE MALDITO DO PROÁLCOOL, COM O MEDO INFUNDADO DE QUE O PETRÓLEO VAI ACABAR UM DIA.

    PARA APRESSAR LOGO O FIM DO CHAMADO “OURO NEGRO”, DERAM UM IMPULSO GIGANTESCO À PETROBRAS, QUE PASSOU A EXTRAIR PETRÓLEO 10 VEZES MAIS (DE 75 MIL BARRIS DIÁRIOS, PASSOU A PRODUZIR 750 MIL); SEM CONTAR O FEDOR DE BÊBADO QUE OS CARROS PASSARAM A TER COM O USO DO ÁLCOOL.

    ENFIARAM O BRASIL NUMA DISPUTA ESTRESSANTE, LEVANDO-O DA POSIÇÃO DE 45ª ECONOMIA DO MUNDO PARA A POSIÇÃO DE 8ª, TRAZENDO COM ISSO UMA NOCIVA ONDA DE INVEJA MUNDIAL.

    TIRARAM O SOSSEGO DA VIDA OCIOSA DE 13 MILHÕES DE BRASILEIROS, QUE, COM A GIGANTESCA OFERTA DE EMPREGO, FICARAM SEM A DESCULPA DO “ESTOU DESEMPREGADO”.

    EM 1971, NO GOVERNO MILITAR, O BRASIL ALCANÇOU A POSIÇÃO DE SEGUNDO MAIOR CONSTRUTOR DE NAVIOS NO MUNDO.

    UMA DESGRAÇA COMPLETA.

    COM GIGANTESCA OFERTA DE EMPREGOS, BAIXARAM CONSIDERAVELMENTE OS ÍNDICES DE ROUBOS E ASSALTOS.

    SEM AQUELA EMOÇÃO DE ESTAR NA IMINÊNCIA DE SOFRER UM ASSALTO, OS NOSSOS PASSEIOS PERDEREM COMPLETAMENTE A GRAÇA.

    ALTERARAM PROFUNDAMENTE A TOPOGRAFIA DO TERRITÓRIO BRASILEIRO COM A CONSTRUÇÃO DE HIDRELÉTRICAS GIGANTESCAS (TUCURUÍ, ILHA SOLTEIRA, JUPIÁ E ITAIPU), O QUE OBRIGOU AS NOSSAS CRIANÇAS A APRENDEREM SOBRE ESSAS BOBAGENS DE NOMES ESQUISITOS.

    O BRASIL, QUE ANTES VIVIA O ROMANTISMO DO JANTAR À LUZ DE VELAS OU DE LAMPARINAS, TEVE QUE TOLERAR A INSTALAÇÃO DE MILHARES DE TORRES DE ALTA TENSÃO ESPALHADAS PELO SEU TERRITÓRIO, PARA LEVAR ENERGIA ELÉTRICA A QUEM NUNCA PRECISOU DISSO.

    IMPLEMENTARAM OS METRÔS DE SÃO PAULO, RIO, BELO HORIZONTE, RECIFE E FORTALEZA, DEIXANDO TUDO PRONTO PARA ATAZANAR A VIDA DOS CIDADÃOS E O TRÂNSITO NESTAS CIDADES.

    ESSES MILITARES BANIRAM DO BRASIL PESSOAS BEM INTENCIONADAS, QUE QUERIAM IMPLANTAR AQUI UM REGIME POLÍTICO QUE FAZIA A FELICIDADE DOS RUSSOS, CUBANOS E CHINESES, EM CUJOS PAÍSES AS PESSOAS SE REUNIAM EM FILA NAS RUAS APENAS PARA BATER-PAPO, E NINGUÉM PENSAVA EM SAIR A PASSEIO PARA NENHUM OUTRO PAÍS.

    FORAM DEMASIADAMENTE RIGOROSOS COM OS SIMPATIZANTES DAQUELES REGIMES, SÓ PORQUE SOLTARAM UMA “BOMBINHA DE SÃO JOÃO” NO AEROPORTO DE GUARARAPES, ONDE ALGUNS INOCENTES MORRERAM DE SUSTO APENAS.

    OS MILITARES SÃO MUITO ESTRESSADOS.

    FAZEM TEMPESTADE EM COPO D’ÁGUA SÓ POR CAUSA DE ALGUNS ASSALTOS A BANCOS, SEQUESTROS DE DIPLOMATAS… NINHARIAS QUE QUALQUER DELEGADO DE POLÍCIA RESOLVE.

    TIRARAM-NOS O INTERESSE PELA POLÍTICA, VEZ QUE OS DEPUTADOS E SENADORES DAQUELA ÉPOCA NÃO NOS BRINDAVAM COM ESSES DELICIOSOS ESCÂNDALOS QUE FAZEM A ALEGRIA DA GENTE HOJE.

    OS DE HOJE É QUE SÃO BONS E HONESTOS.

    CADÊ OS IMPOSTOS DE HOJE, ISTO ELES NÃO FIZERAM!

    PARA PIORAR A COISA, AINDA CRIARAM O MOBRAL, QUE ENSINOU MILHÕES A LER E ESCREVER, AUMENTANDO MAIS AINDA O PODER DESSES EMPREGADOS CONTRA OS SEUS PATRÕES.

    NEM O HOMEM DO CAMPO ESCAPOU, PORQUE CRIARAM PARA ELE O FUNRURAL, TIRANDO DO POBRE COITADO A DOCE PREOCUPAÇÃO QUE ELE TINHA COM O SEU FUTURO. ERA TÃO BOM IMAGINAR-SE VELHINHO, PEDINDO ESMOLAS PARA SOBREVIVER.

    OUTRAS DESGRAÇAS CRIADAS PELOS MILITARES: TROUXERAM A TV A CORES PARA AS NOSSAS CASAS, PELAS MÃOS E BURRICE DE UM OFICIAL DO EXÉRCITO, FORMADO PELO INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA, QUE INVENTOU O SISTEMA PAL-M.

    CRIARAM AINDA A EMBRATEL; TELEBRÁS; ANGRA I E II; INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM.

    TUDO ISSO E MUITO MAIS OS MILITARES FIZERAM EM 22 ANOS DE GOVERNO.

    PENSA!!

    DEPOIS QUE ENTREGARAM O GOVERNO AOS CIVIS, ESTES, NOS VINTE ANOS SEGUINTES, NÃO FIZERAM NEM 10% DOS ESTRAGOS QUE OS MILITARES FIZERAM.

    GRAÇAS A DEUS!

    AINDA BEM QUE OS MILITARES NÃO CONTINUARAM NO PODER!!

    TEM MUITO MAIS COISAS HORROROSAS QUE ELES, OS MILITARES, CRIARAM, MAS O QUE ESTÁ ESCRITO ACIMA É O BASTANTE PARA DIZERMOS: “MILITAR NO PODER, NUNCA MAIS!!!”, EXCETO OS DOMESTICADOS.

    AINDA BEM QUE HOJE ESTÃO ASSUMINDO O PODER PESSOAS COMPROMISSADAS COM OS INTERESSES DO POVO.

    MILITARES JAMAIS!

    OS POLÍTICOS DE HOJE PENSAM APENAS EM AJUDAR AS PESSOAS E FORAM INJUSTAMENTE PREJUDICADAS QUANDO ENFRENTAVAM OS MILITARES COM ARMAS ÀS ESCONDIDAS COM BANDEIRAS DE SOCIALISMO.

    OS PAÍSES SOCIALISTAS SÃO EXEMPLOS A TODOS.

    ALÉM DISSO, NENHUM DESSES MILITARES CONSEGUIU FICAR RICO.

    ÊTA INCOMPETÊNCIA!!!

    POR MILLÔR FERNANDES

  3. Olha aí o vídeo de uma esquerdinha que foi pra Cuba , depois que Piñera ganhou as eleições no Chile.

    Agora pede pelo amor de Deus, para que Piñera mande um avião para resgatá-la daquele chiqueiro que se transformou Cuba depois que a esquerda tomou o poder.

    A esquerdinha disse que já não tem mais sabonete e nem papel higiênico lá e vive rodeada de ratos e baratas.

    https://www.youtube.com/watch?v=SrA_0PzmFqQ&fbclid=IwAR08JuYqygU2I4D-IQ6eNriaeJmjoW4HTWlc5JmZXkF6UuqUzzeQfmZCeis

  4. “O mais inquietante e que acaba por fazer Bolsonaro perder a credibilidade é o antagonismo das suas ações. Ao mesmo tempo em que baixa o tom e pede um “grande pacto” para que todos juntos encontrem a luz no fim do túnel, incita pelas redes sociais que é preciso voltar à normalidade das atividades, sem garantias, contrapondo-se às recomendações do seu ministro da Saúde e da OMS. (Marcelo Copelli)” No caso do Brasil, na verdade, a luz no fim do túnel escuro existe e persiste, há mais de 20 anos, própria, autossustentável, que se abastece da luz do sol que tb energiza os girassóis, como é o caso da RPL-PNBC-DD-ME, o projeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, muitíssimo diferente da luz emitida pelo bolsonarismo que é a luz de um trem ignorante, caduco, velho e desgovernado, vindo de encontro ao que ainda resta de civilização no Brasil, que, infeliz e desgraçadamente, sob o aspecto político, ama flertar com a escuridão, ao que parece. E neste contexto, o sonho político maior do insensato, Bolsonaro, é o da matança, como já revelado pelo próprio em seus discursos, de modo que nesse sentido, ao que parece, está fazendo de tudo para que a gurizada inocente saia em peso nas ruas outra vez, a exemplo de Junho de 2013, para que os infiltrados profissionais, milicianos, façam as suas badernas e vandalismo de praxe, de preferência encapuzados, para que assim seja justificada a tal matança que ele tanto anseia há muito tempo, que, na sua cabeça doentia, justificaria a sua permanência no poder, baseada na loucura, porque na base da moral, do jogo limpo , da inteligência, do bom sendo, da capacidade criativa benigna, da boa-fé e do mérito o seu governo já era, acabou, nasceu morto. A farsa ruiu por terra, por si só, à moda o que não presta se acaba por si só. Mas como Deus, ainda que seja o Deus do Acaso, não dorme de touca, e enquanto os espertos estão indo com o milho Ele já está voltando com o fubá pronto, no lugar da criançada inocente nas ruas, desta feita, Ele colocou nelas um exército de vírus para o bolsonarismo matar à vontade, para os quais o dito-cujo bolsonarismo está perdendo a guerra não de 7 X 1, mas isto sim de 70 X 1, derrota essa diária, não obstante a colaboração massiva do país quase que inteiro, apartidários, direita, esquerda e centro, quase todos recolhidos em casa, escondidos do vírus mortal, que continuam nas ruas desafiando os bolsonarianos.

  5. A Suécia tem demorado muito mais a tomar medidas restritivas, e pouco se fala disso. Não estou dizendo isso para defender Bolsonaro, de forma alguma, apenas estou lembrando um fato.

  6. “Mourão defende isolamento social e diz que “logo a vida retornará ao normal””.
    Não sei que normalidade é essa de que o Mourão está falando. Um país onde o Uber e o Ifood são os maiores “empregadores” era “normal”? A nossa vida já deixou de ser “normal” há muito tempo, e só ficará pior, não importa quantos discursos “otimistas” os poderosos de plantão. A concentração de riqueza só fará aumentar, como ocorre em todas as crises, e o precariado ficará em condições ainda mais precárias. Quem não puder se mostrar “essencial” conforme os critérios do momento será dispensável, e terá de depender de esmolas governamentais, como essa ajuda de R$ 600,00, num país onde o salário mínimo é de R$ 1045,00. Os empregadores empurrarão cada vez mais quem ainda estiver empregado para o trabalho virtual em casa, onde empregados terão de arcar com as despesas de seu trabalho, isso enquanto não forem substituídos de vez por alguma nova tecnologia, e despachados para o “Uberistão”. Sem falar que iremos viver num mundo de emergências permanentes, onde tudo poderá ser paralisado a qualquer momento, e tudo ficará sob o controle cada vez mais invasivo de autoridades invasivas, muitas vezes com diretrizes contraditórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *