Mourão diz que reforma ficou pela metade e propõe reduzir o número de partidos

Hamilton Mourão defende reformas política, previdenciária e tributária em evento na FGV — Foto: Reprodução/TV Brasil

Mourão fez palestra no Rio, abordando obviedades desgastadas

Por G1 Rio

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRB), disse nesta segunda-feira (dia 15) que o Congresso deve discutir em breve a reforma política. A declaração foi dada durante discurso na Fundação Getúlio Vargas (FGV), na Zona Sul do Rio.

“Temos um sistema político que ele é difícil de conceber, tal a fragmentação partidária que nós temos. Hoje, lá dentro do Congresso temos 26 partidos representados. Apenas dois (partidos) têm mais de 50 deputados (PSL e PT). Em torno de sete (partidos) têm entre 30 e 40 (deputados). O restante são partidos com 10, 8 deputados. Então, é extremamente fragmentado nosso Congresso. Não é fácil de lidar com isso aí. Os partidos deixaram de representar o pensamento da sociedade como um todo. O ideal seriam cinco ou sete partidos”, disse.

VOTO DISTRITAL – Mourão sugeriu ainda o voto distrital como forma de baratear a eleição, citando o “caixa dois” como uma válvula de escape para a corrupção no sistema eleitoral.

“Isso vem sendo discutido, acho que brevemente é um passo que nosso Congresso irá dar porque é mais que necessário.”

O vice-presidente disse também que a Reforma da Previdência está avançando, mas que, dentro de poucos anos, a discussão será retomada. “Felizmente, ela (a Reforma da Previdência) está encaminhada. Não da forma que nós, governo, gostaríamos. Mas existe um velho aforismo no meio militar que o ‘ótimo é inimigo do bom’. Então, vamos ter uma reforma boa, não ótima. Daqui a cinco, seis anos vamos estar discutindo novamente isso aí, vocês podem ter certeza”, previu.

PRIVATIZAÇÕES – Para reduzir a crise, Mourão defendeu também a venda de estatais e disse que os concursos só devem voltar a acontecer quando houver o reequilíbrio das contas públicas.

“Vamos privatizar aquilo que puder ser privatizado, não vamos contratar ninguém pelos próximos anos. Vamos fazer uma diminuição do tamanho do estado de forma, digamos assim, branda. À medida que as pessoas forem se aposentando, não vamos contratar ninguém até que a gente consiga equilibrar nossas contas.”

REFORMA TRIBUTÁRIA – O vice-presidente criticou o sistema tributário, chamando de “caótico”, e defendeu também esta reforma. Segundo ele, o atual sistema “penaliza os mais pobres”.

“Existem várias ideias (de reforma tributária) rondando aí. Na Câmara, no Senado e tem a nossa (do governo), que está sendo trabalhada, ainda tem outras correndo por fora.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Foi o tipo da conversa fiada, toda em cima de chavões genéricos, sem a menor criatividade. O pronunciamento indica que o país caminha para um buraco negro, sem debater o descontrole da dívida pública. Todos se comportam como se não tivessem a menor responsabilidade de resolver o problema, é como se non eczistisse, diria Padre Quevedo, que faz uma falta desgraçada, com sua visão objetiva, que os políticos insistem em desprezar.  (C.N.)

7 thoughts on “Mourão diz que reforma ficou pela metade e propõe reduzir o número de partidos

  1. Concordo com a reducao dos partidos!
    Três, no máximo.
    PTL Partido Toma Lá
    PTC Partido Toma Cá
    PBQ Partido Bota pra Quebrá

    Zum zum zum, qualquer problema que pintar, tudo resolvido.

    A bem da verdade, o melhor seria extinguir TODOS os partidos, acabar com politico, encomendar administradores noruegueses, suíços, japoneses, sul coreanos, junto a brasileiros de comprovada indole e capacidade de gestão.
    Amém.

      • TÁ SOBRANDO gente de boa índole no Brasil!!!!!

        No fim de semana reví o A. Krenak na mídia (doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Juiz de Fora); estava na FLIP apresentando “Ideias para Adiar o Fim do Mundo”,

        E conheci um professor cearense radicado em Seul no programa do Caldeirão do Huck, Soleiman Dias, que honestamente pode ser o Ministro da Educação que tanto precisamos.

        https://tinyurl.com/y3rzlve7

        Isso sem falar nos outros milhares de brasileiros de comprovada índole e capacidade de gestão que estão ocultos porque os holofotes focam somente nesses escrotos que seguem levando o Brasil na direção contrária, via má índole e gestão deplorável….

        Como esse chapeiro motorista de viatura se enviado a Washington para gerir os assuntos brasileiros na economia americana, etc.

    • Hahahaha… Verdewaldo sentiu que a batata dele está assando….

      Quer dizer que a PF vão convencer alguém a confessar ser o hacker e ser processado e até ir preso né?

  2. Esse tem lá os seus descontos, até porque logo no início da aventura já se confessou um idiota, embora não seja do tipo que rasgue nota de R$ 100, mas é tb do tipo que se joga de qualquer jeito e até de paraquedas em cima da oportunidade, à moda seja o que Deus ou o Diabo quiser, ao que parece.

Deixe uma resposta para AndreBR Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *