Mourão pede que os ministros militares ignorem críticas dos filhos de Bolsonaro

£o Foto: Jorge William / Agência O Globo

Mourão tenta apaziguar a crise, mas a situação chegou ao limite

Gustavo Maia e Jussara Soares
O Globo

O vice-presidente Hamilton Mourão defendeu que ataques a militares que integram o governo Jair Bolsonaro, entre eles o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, devem ser ignorados, para o bem de todos. “Eu acho que esses ataques são totalmente sem nexo. E, se nós ignorarmos, será melhor para todo mundo” — respondeu Mourão, que é general da reserva do Exército, assim como Santos Cruz.

Ele foi questionado se o movimento contra o ministro prejudicam o governo. “Você sabe qual é a minha visão. Sem comentários” — disse o vice-presidente, nesta tarde, na entrada do seu gabinete, no Palácio do Planalto, ao chegar de uma viagem ao Rio de Janeiro com o presidente Bolsonaro, para um evento no Colégio Militar do Rio de Janeiro.

NO ALVORADA – Santos Cruz passou mais de uma hora na noite de domingo reunido com Bolsonaro no Palácio da Alvorada, onde o presidente mora com a família. Segundo interlocutores, o ministro tomou a iniciativa de ir ao local depois de passar o dia sob ataques nas redes sociais. A hashtag #ForaSantosCruz se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter ao longo do dia.

Na conversa com Bolsonaro, o ministro teria argumentado que não se tratava de um ato espontâneo, mas era alvo de uma ação coordenada, com a participação dos filhos do presidente, o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, e assessores ligados ao ideólogo de direita, Olavo de Carvalho.

FORA DO FOCO – De acordo com um auxiliar do presidente, Bolsonaro reagiu e afirmou que o ministro estaria desviando do “foco central” da divergência, que seria o controle das redes sociais.

Bolsonaro teria se irritado com o fato do ministro não admitir que estava errado, quando defendeu na rádio Jovem Pan em abril, uma legislação para as mídias sociais. A entrevista, concedida há um mês, passou a circular no domingo. O presidente desautorizou publicamente a possibilidade de qualquer regulação.

Na manhã desta segunda, a crise agravou porque o ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, respondeu às críticas de Olavo de Carvalho a membros da ala militar do governo. Assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, o general divulgou um texto em suas redes sociais em que afirma que o guru do bolsonarismo enfrenta um “vazio existencial” e age com desrespeito às Forças Armadas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A crise é gravíssima e definitiva. Mourão fez um pedido que os militares não vão atender. Se Bolsonaro não der um basta na atuação dos filhos, que agem como se fossem príncipes-regentes em governo imperial, as coisas vão se complicar. Até agora o presidente tem se posicionado claramente em favor dos três Zeros, conforme ocorreu este domingo, no caso de Santos Cruz. E isso tem de acabar. (C.N.)

17 thoughts on “Mourão pede que os ministros militares ignorem críticas dos filhos de Bolsonaro

  1. “Crise gravíssima”

    Será que estamos na Venezuela?

    Somente um subalterno que está fora de sintonia e que será substituído como uma peça defeituosa.

    Simples!

  2. Em entrevista ao jornal o Valor, líder da bancada da bala fala em impeachment de Bolsonaro: “Luta grande para a direita assumir o poder e ver esfacelando nossa imagem”

    “O bombeiro fala que o ambiente está gasado, falta só a faísca para explodir. Ambiente gasado tem insatisfação política e insatisfação popular. A insatisfação política já está instalada, a olhos vistos. E se você juntar com a insatisfação popular, só falta uma faísca”

    http://bit.ly/2V46rTp

  3. Quanto ao seu propósito de varrer os militares do atual governo, o Guru bolsonariano teria disparado: “Se o Palácio do Planalto continuar empestado de militares, eu O LAVO com banho de descarrego”

  4. Curiosidade informativa:

    Israel é o terceiro maior exportador de diamantes do mundo, apesar de não ter minas de diamantes e ser do tamanho de Nova Jersey. Os diamantes são a principal exportação de Israel (33% do total das exportações). Não quer apoiar Israel? Pare de comprar seus diamantes.

    • Segundo Lula, Pelotas era um polo exportador, mas não acredito que todos foram produzidos lá, de qualquer forma sempre boicotei. Hehehhehehe
      Me confessei mas não comungay.

  5. Como calar Olavo de Carvalho?!

    Só se forem lá na Virginia colocar uma mordaça nele!

    O General Mourão está certo: ignorem!

    É a única maneira. A não ser que promovam a censura…

  6. Vocês lembram quando a mídia americana controlada por sionistas espalharam a notícia que o desemprego nos Estados Unidos é o menor dos últimos tantos anos?

    Esse “pleno emprego” americano é uma farsa, aquelas pessoas que não estão trabalhando e que desistiram de procurar um emprego não entram nas estatísticas, eis a razão do suposto “emprego pleno”. Na realidade o número de pessoas sem emprego é recorde:

    At this moment, we are told that only 6.2 million Americans are officially “unemployed”, and that sounds really, really good.

    But that is only half the story.

    What the mainstream media rarely mentions is the fact that the number of Americans categorized as “not in the labor force” has absolutely exploded since the last recession. Right now, that number is sitting at 95.577 million.

    John Williams of shadowstats.com tracks what the real employment figure would be if honest numbers were being used, and according to him the real rate of unemployment in the United States at the moment is 21.2 percent. – https://www.shtfplan.com/headline-news/nearly-102-million-americans-do-not-have-a-job-right-now-worse-than-at-any-point-during-the-last-recession_05032019

    Pois é, lá também nos States os governos (Republicanos e Democratas) sobrevivem das notícias falsas!

  7. MEU! Pra se fazer de povo a entender: “MEU! CÊ ACREDITA MEU QUE ESSE MALUCO, ESSE JANIO SEGUNDO…
    Meu! Eli acha, meu, que a rede social já desbancô a Grobo, meu!
    Eli acha que o povo ta com ele e nao abre, meu!!! MEU!!!!
    O CARA VAI TÊ QUE VAZÁ….
    Num acredito, meu!
    Que OTÁRIOS esses cara, meu….
    Rancaram o proprio colchão da cama feita!
    Abisurdo, meu!

  8. Faz a mala, Bozonado!
    Vai piá de galinho em outra freguesia.
    Carrega essa trupe de paspalhos do seu desgoverno consigo…
    Bando de galinhas tortas!
    GLÓCK GLO GLÓ GLO GLÓÓCK!

  9. Mourão forneceu a opinião mais sensata sobre essa longa e chatíssima pendenga a respeito de trollagens de internet dos filhos do Bolsonaro e do Olavo de Carvalho. Essas pessoas não governam o país, não foram eleitas para isso, e não podem agir como se tivessem sido para tal. Seus palavrórios na internet tem o mesmo valor dos de qualquer um, e assim devem ser tratados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *