MPF cobra Justiça Federal no DF por decisão sobre afastamento de Ricardo Salles

Charge do Nani (nanihumor.com)

Deu no G1

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) pediu à Justiça que analise um pedido de afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A ação foi apresentada em julho mas, até esta quarta-feira, dia 23, não havia sido analisada pela 8ª Vara Federal no DF.

No pedido, o MPF alega que a manutenção de Salles no cargo traz danos às iniciativas de preservação do meio ambiente. “A permanência do requerido Ricardo Aquino Salles no cargo de Ministro do Meio Ambiente tem trazido, a cada dia, consequências trágicas à proteção ambiental, especialmente pelo alarmante aumento do desmatamento, sobretudo na floresta amazônica”, diz o Ministério Público. Acionada pelo G1, a assessoria do Ministério do Meio Ambiente não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA – A ação apresentada em julho pede o afastamento do ministro do cargo por suposta improbidade administrativa, pelo que consideram “desestruturação dolosa das estruturas de proteção ao meio ambiente”. O pedido foi apresentado à Justiça Federal em Brasília, mas acabou enviado à Seção Judiciária de Santa Catarina, porque já havia uma solicitação similar tramitando no local.

No entanto, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) determinou que a ação ficasse na capital. Por isso, segundo o MPF, “não há obstáculos para que o pedido de afastamento seja decidido pela Justiça”.

DESMONTE – “Caso não haja o cautelar afastamento do requerido do cargo de Ministro do Meio Ambiente, o aumento exponencial e alarmante do desmatamento da Amazônia, consequência direta do desmonte deliberado de políticas públicas voltadas à proteção do meio ambiente, pode levar a Floresta Amazônica a um “ponto de não retorno’, situação na qual a floresta não consegue mais se regenerar”, diz o Ministério Público.

O órgão argumenta ainda que, enquanto não houve decisão sobre o pedido, “os dados do desmatamento seguiram em patamares elevados, em especial na Amazônia e no Pantanal, o que demonstra, para o MPF, que a proteção ambiental no Brasil segue sendo prejudicada pela política de desmonte promovida pelo titular do Ministério do Meio Ambiente”.

7 thoughts on “MPF cobra Justiça Federal no DF por decisão sobre afastamento de Ricardo Salles

  1. Boa tarde , leitores (as):

    Deu no G1 , Senhores Carlos Newton e Marcelo Copelli , acontece que o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles é tão somente o executor e a face mais visível de uma trama e conspiração que foi concebida sabe-se lá por quem e foi encampada pelo Presidente Jair Messias Bolsonaro , para destruir toda legislação que disciplina o uso e preservação do meio ambiente , como meio de distração para se cometer crimes de maior envergadura e impacto nos poderes da república .

  2. A Imprensa da verdade vem fazendo o seu devido papel o de Informar – e neste grande momento vem nascendo a Associação da Imprensa do Brasil ( AIB – Filiada a Fenai ) no Rio, em Outubro de 2020 para a defesa dos Jornalistas e da Imprensa no Brasil, agora a Abi fundada em 1908 que esta solicitado a volta de sócios e até de novos afinal a casa do jornalista precisando de ajuda, temos também no Brasil a OJB e a Fenai – são todas conceituada na defesa do 4. Poder, Obs. mais nova será a AIB o que tenho a dizer seja muito bem vinda no Brasil – 2020.

  3. Obs. Abi fundado em 1908 a casa do jornalista Brasileiro esta precisando de ajuda dos jornalistas e da imprensa do Brasil – a Rede Band de Televisão – colocou no Ar uma campanha de publicidade para ajudar a Abi com vários Jornalistas do Brasil ( Ajude a Casa do Jornalista Brasileiro ) – 2020.

  4. Os procuradores acham pouco iniciar a carreira com salário de general e, dois anos depois, serem promovidos ao topo da carreira, com salário do nível do Presidente da República. Herdeiros diretos da Santa Inquisição, quando se trata de poder e dinheiro, os neo-inquisidores são insaciáveis. No Brasil, a máfia ambientalista age em conchavo com a máfia dos procuradores vermelhos para sugar o dindim do escorchado cidadão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *