MPF denuncia Lula e um de seus irmos por corrupo passiva

Irmo de Lula teria recebido uma mesada da Odebrecht

Deu no G1

O Ministrio Pblico Federal, por meio da Fora Tarefa da Lava-Jato em So Paulo, denunciou nesta segunda-feira, dia 9, o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva e um dos irmos dele, Jos Ferreira da Silva (conhecido como Frei Chico), por corrupo passiva. Tambm foram denunciados, por corrupo ativa, delator e ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar e os empresrios Marcelo e Emilio Odebrecht. O MPF diz que “entre 2003 e 2015, Frei Chico, sindicalista com carreira no setor do petrleo, recebeu R$ 1.131.333,12, por meio de pagamento de ‘mesada’ que variou de R$ 3 mil a R$ 5 mil e que era parte de um ‘pacote’ de vantagens indevidas oferecidas a Lula, em troca de benefcios diversos obtidos pela Odebrecht junto ao governo federal”.

De acordo com a denncia, Lula sugeriu que a Odebrecht contratasse Frei Chico para intermediar um dilogo entre a construtora e trabalhadores. Ao final do contrato, em 2002, o irmo do ex-presidente teria passado a receber uma mesada para manter uma relao favorvel aos interesses da companhia. Em nota, a defesa de Lula diz que denncia oferece “as mesmas e descabidas acusaes j apresentadas em outras aes penais contra o ex-presidente”. “Lula jamais ofereceu ao Grupo Odebrech qualquer ‘pacote de vantagens indevidas’, tanto que a denncia no descreve e muito menos comprova qualquer ato ilegal praticado pelo ex-presidente”, diz o comunicado

MESADAS – Em abril de 2017, o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar disse em delao premiada que Frei Chico recebeu mesadas da empreiteira por 13 anos. Na ocasio, Lula afirmou: “Eu nunca dei R$ 1 pro meu irmo Frei Chico porque ele nunca precisou, nunca pediu pra mim. Olha, se a Odebrecht resolveu dar R$ 5 mil pro meu irmo, problema da Odebrecht”, disse. “Por que que tem que colocar o meu nome nisso?” Tambm em 2017, aps a delao de Alencar, a defesa de Frei Chico afirmou que ele havia recebido nenhuma mesada.

###

NOTA DA DEFESA DE LULA:

A denncia oferecida hoje (09/09/2019) em So Paulo pelos procuradores da franquia Lava Jato contra Lula repete as mesmas e descabidas acusaes j apresentadas em outras aes penais contra o ex-presidente, em especial, a ao penal n 5063130-17.2016.4.04.7000 (caso do imvel que nunca foi destinado ao Instituto Lula), que tramita perante a 13. Vara Federal Criminal de Curitiba e a ao penal n 1026137-89.2018.4.01.3400/DF, que tramita perante a 10. Vara Federal Criminal de Braslia (caso Janus). Lula jamais ofereceu ao Grupo Odebrech qualquer pacote de vantagens indevidas, tanto que a denncia no descreve e muito menos comprova qualquer ato ilegal praticado pelo ex-presidente. Mais uma vez o Ministrio Pblico recorreu ao subterfgio do ato indeterminado, numa espcie de curinga usado para multiplicar acusaes descabidas contra Lula. O ex-presidente tambm jamais pediu qualquer vantagem indevida para si ou para qualquer de seus familiares.

A denncia sai no dia seguinte de graves revelaes pelo jornal Folha de S. Paulo de atuao ilegal da Lava Jato contra Lula, mostrando a ocultao de provas de inocncia e ao indevida e ilegal voltada a romper a democracia no pas. O uso de processos criminais e a repetio das mesmas e descabidas acusaes em processos diferentes comprova que Lula vtima de lawfare, que consiste no abuso das leis e dos procedimentos jurdicos para promover perseguies poltica.

Cristiano Zanin Martins

9 thoughts on “MPF denuncia Lula e um de seus irmos por corrupo passiva

  1. “MPF denuncia Lula e um de seus irmos por corrupo passiva ”

    -Pode at ser…
    -Mas pelo menos o Lula nunca posou ao lado de um filho armado de forma a escandalizar a Nao Varonil e a prejudicar a imagem de pas pacfico que o Brasil tem no exterior. E isso importa menos do que o fato de ele ser um bandido.

  2. Algum haver de pensar duas vezes antes de tentar enfiar uma faca em quem est com uma pistola na cintura.
    Deixemos a pistola pra l, o suco do assunto a justificativa, a azeitona da empada.
    “Olha, se a Odebrecht resolveu dar R$ 5 mil pro meu irmo, problema da Odebrecht, disse. Por que que tem que colocar o meu nome nisso?
    Hehehehehehehheheh
    Isso me lembra a histria do ladro de cavalo que flagrado alegou que havia encontrado uma corda no mato, mas no reparou que na outra ponta tinha um cavalo amarrado.

  3. Se eu fosse o frei beto, pedia outo adevogado, que sem provas contra o lula ele ta preso e no sai to cedo, imagina ento com as provas que tem contra o frei, vai ser perpetua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.