Mulher é condenada e decapitada por bruxaria na Arábia Saudita, e ninguém protesta. Se fosse no Irã…

Francisco Vieira

Segue abaixo uma matéria distribuída pela agência France Presse – Publicação: 12/12/2011:

“Mulher é condenada e decapitada por bruxaria na Arábia Saudita – France

Riad – Uma mulher, condenada à morte por bruxaria, foi decapitada nesta segunda-feira (12), anunciou o ministério saudita do Interior em um comunicado, citado pela agência oficial SPA.

Amina bent Abdelhalim Nassar foi executada na província de Jawf (norte). A prática de bruxaria é estritamente proibida pelo Islã.

Esta decapitação eleva a 73 o número de execuções na Arábia Saudita desde o mês de janeiro. O estupro, o homicídio, a apostasia (abandono da fé religiosa), o roubo a mão armada e o tráfico de drogas são passíveis de pena capital na Arábia Saudita, que aplica estritamente a sharia (lei islâmica).”

***

Só chamo a atenção que, pelo fato da ditadura saudita ser aliada dos poderosos, ninguém se manifestou pela vida da mulher!

Se essa barbárie fosse no Irã ou em outro país do “Eixo do Mal” teria sido manchete em todos os telejornais. A imprensa brasileira estaria em polvorosa!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *