Na poltica atual a emoo impera, com um misto de Lula e Xuxa

Genilson Albuquerque Percinotto

Legislativo com ideologia de botequim e linguagem de brio habitual. Um exemplo a famigerada Lei da Palmada, que chove no molhado, como tantas outras leis natimortas, pois tm mais embalagem do que contedo, no caracterizam e nem punem, tratam questes srias com insegurana e navegam na polmica, sempre to eleitoreira.

Nosso judicirio gil e vazio deve dar mesmo vazo aos denuncismos. Quem nunca deu corretivo no neto rebelde que largou a sua mo e saiu correndo para a rua se arriscando na frente dos carros? Eu e meus vizinhos continuaremos violando essa inespecfica letra morta, que perde sua fora na insegurana jurdica.

A eficcia das sanes penais j previstas e nunca aplicadas e a estruturao do acompanhamento sonhado pela lei merecem muito mais ateno do que a polmica emotiva e superficial entre o pastor emotivo e a subjetiva Xuxa

LULA E XUXA

Lula e Xuxa tm algo em comum alm das vogais. Ambos foram personagens com apelidos incorporados a seus nomes, utilizados na construo de um imprio de entretenimento. O oportunismo nas alianas e na exposio. A ascenso e a riqueza estonteante, a carreira e os vnculos internacionais, a campanha irnica na gangorra real brasileira entre violncia e educao (no bata, eduque).

H quem alegue que o programa Xuxa no mundo da imaginao foi retirado do ar devido ao seu discurso inconveniente. evidente que Xuxa uma personalidade muito mais constante, interessante e autntica do que Lula, mas a paixo dos fs e a questo central da imagem e do imaginrio os identificam.

A audincia de ambos vem caindo, mas no h substitutos carismticos altura. As marcas do tempo abrandaram a paixo e a desiluso se abateu sobre os fs do poltico agora Luxuoso e de linguagem Xula.

Na realidade infantilizante da cidadania cotidiana, carecemos mais de uma Cris Poli comportamental, de um Iami Tiba educacional e de uma Danny Pink em esttica e jovialidade. o retrato do pas em seu diagnstico de consumo.

2 thoughts on “Na poltica atual a emoo impera, com um misto de Lula e Xuxa

  1. Senhores,

    01- Com mais da metade da classe respondendo a processo criminal, esses senhores querem nos ensinar a criar os nossos filhos. Querem nos ensinar o que no aprenderam dos seus pais? Ou querem que os nossos filhos sejam como eles?

    02- “Quem em rabo de palha no brinca perto do fogo!”

  2. O artigo me fez lembrar um fato ocorrido na cidade do Rio de Janeiro cerca de 60 anos, quando ainda era a capital do Brasil.

    Uma empregada domstica (afrodescendente) colocou um ovo cosido quente na mo de seu filho, um garoto de aproximadamente 8 anos de idade, em razo de o mesmo ter furtado um brinquedo em uma loja.

    A criana, com a mo queimada, urrou de dor to alto que os vizinhos chamaram a polcia e todos foram parar na delegacia.

    A me da criana disse ao delegado que havia tomado essa atitude para corrigir o filho definitivamente e, com isso, estava protegendo a vida dele, pois, se continuasse a roubar, jamais faria 20 anos de idade e morreria de tiros dados pela prpria polcia. O delegado a prendeu.

    A notcia saiu no jornal no dia seguinte. Enorme nmero de pessoas cercaram a delegacia a favor da mulher, que acabou solta.

    A ltima notcia do menino que se formou em medicina. Graas a ao enrgica de sua me que soube usar um ovo quente.

    Em Portugal h uma mxima …”pata de galinha no mata pinto”.

    Muito lcido o artigo e o comentrio do Francisco Vieira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.